A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
CIDADES_HISTORICAS_aula

Pré-visualização | Página 1 de 1

Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
CIDADES HISTÓRICAS
Cidades históricas - são aquelas que possuem vários prédios e equipamentos tombados e reconhecidos como bens importantes por algum órgão (nacional, estadual ou municipal) relacionado ao Patrimônio Cultural.
Centro Históricos
A Legislação - O Decreto-lei n 25, de 1937, define o patrimônio histórico e artístico nacional como “o conjunto de bens móveis e imóveis existentes no país e cuja conservação seja de interesse público, quer por sua vinculação a fatos memoráveis da história do Brasil,quer por seu excepcional valor arqueológico ou etnográfico, bibliográfico ou artístico.”
(BRASIL. Decreto-Lei n° 25, de 30 de novembro de 1937.)
- Noção eletista da cultura e patrimônio
*
*
*
Memória Nacional - “se refere a uma história que transcende os sujeitos e não se concretiza imediatamente no seu cotidano.”(Ortiz, 1994). 
Identidade Nacional – artistas e intelectuais/ objetivo 
Legislação de 1988 sobre patrimônio: 
 Art. 216. Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, nos quais se incluem:
I - as formas de expressão;
II - os modos de criar, fazer e viver;
III - as criações científicas, artísticas e tecnológicas;
IV - as obras, objetos, documentos, edificações e demais
espaços destinados às manifestações artístico-culturais;
V - os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico,
paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e
científico. “
(BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil.
Brasília – DF, 1988)
*
*
*
Desenvolvimento da legislação e suas conseqüências 
 - legislação avança de acordo com o desenvolvimento da sociedade, mas a concepção de cidades históricas não. 
Importâncias das cidades históricas para o turismo (cultural e patrimônio)
 - diferenciação cultural /receita turística /desenvolvimento
PROBLEMA – perceber as cidades históricas e seu patrimônio como o único atrativo turístico local de importância. (sustentabilidade)
Tornar o patrimônio representativo para o povo local
 - lei de incentivo à cultura
 - aumento de arrecadação de impostos
*desenvolvimento das cidades atraem fluxo de turistas
 - aspectos positivos (turismo interno e internacional)
 - aspectos negativos (gastos e mídia) 
*
*
*
AS DIFICULDADES E PROBLEMAS DA GESTÃO DO TURISMO NAS
CIDADES HISTÓRICAS.
 -transformar o patrimônio, de fundamental importância cultural, em uma ferramenta de desenvolvimento sustentável para os destinos turísticos 
 -capacidade de carga
 [...] o número de visitantes pode ser limitado por causa das
seguintes razões: a estrutura física do destino está comprometida
(por exemplo, capacidade de carga física), a sociedade local
perde sua personalidade (por exemplo, capacidade de carga
sócio-antropológica), a economia local frustra-se (por exemplo,
capacidade de carga sócio-econômica). (Van Borges,2001)
*Capacidade de carga física (estrutura física da cidade)
*Capacidade de carga sócio-antropológica (dinâmica sóciocultural/festas...)
 - rito e seu significado
 - necessidade de estudos 
*
*
*
Estratégias para preservar a cultura frente aos turistas
 - a preferência por comunicar-se na frente deles (turistas) em sua língua local, geralmente inacessível ao turista médio;
 - a mudança dos locais de suas celebrações;
 - o abandono das celebrações, já que não se consegue manter o turista distante;
 - a comercialização extrema da ocasião e dos aspectos culturais, modificando-lhes, irreversivelmente,as características;
 - e até a rejeição total da comunidade ao turista, o que pode até ocasionar reações violentas à sua presença em determinados locais e ocasiões. 
*Capacidade sócioeconômica 
 - desejo de consumo X capacidade do comércio
 - frustração da economia
 - empobrece ainda mais o mercado
 - outras conseqüências de caráter social 
Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
*
*
*
* Dificuldades econômicas
 - limitações por ser patrimônio
 - normas 
*EXEMPLO DE IMPACTO DO TURISMO EM TIRADENTES
 - Programa de Mestrado em Turismo e Meio-Ambiente do Centro Universitário UMA
 - Impactos positivos:
 1) geração de empregos; 
 2) melhoria da auto-estima da população local; 
 3) conservação do patrimônio histórico cultural.
 - Impactos Negativos:
 1)êxodo da população local do centro histórico; 
 2) especulação imobiliária; 
 3) aumento do consumo de drogas pelos jovens nativos; 
 4) exploração do turista por parte dos empresários locais; 
*
*
*
 5) degradação do patrimônio histórico e natural pelo excesso de turistas durantes os eventos; 
 6) aumento da criminalidade; 
 7) enfraquecimento das tradições e manifestações culturais locais por influência da atividade turística.
*Problemas de Gestão do turismo nas cidades 
 - capacidade de carga
 - distanciamento entre a sociedade local e seu patrimônio;
 - a melhoria da experiência turística;
 - a transformação do patrimônio em ferramenta efetiva de educação para turistas e moradores;
 - a dinamização dos atrativos culturais, tornando-os mais atrativos para os visitantes.
*
*
*
*Investimento em marketing cultural
 - o Brasil que é vendido nos pacotes turísticos 
“O Brasil ainda é o país da maravilhosa costa, do calor e das morenas seminuas (ou nuas) ... Visita a museus uma grande maçada entediante, devendo ser evitada sempre que possível” (Pires, 2002) 
 
 -EDUCAÇÃO como eixo central
 -esvaziamento de nossa história (a história sem símbolos/heróis)
 - perde o sentido de visitar museus e monumento (Ipiranga)
 - abandono dos museus 
 -Museu X outras formas de lazer
 
*
*
*
 -Ambientação de base histórica 
“(...) distingue-se por utilizar-se dos recursos da ambientação -
cenografia, vestuário, iluminação, música, alimentação,
dramatização etc - para o aproveitamento de bens históricos
arquitetônicos, visando a criar uma atmosfera consoante com a
época e/ou representatividade que distinguiram essa edificações,
a ponto de justificar sua preservação e conservação.”(Pires, 2002). 
 -interesse da população + interesse político
*Promoção da participação popular 
 - Estado como único elemento que define o que é importante 
“O Estado não pode colocar-se como centro de onde se define e se irradia a memória pois, ao fazê-lo, destrói a dinâmica e a diferenciação interna da memória social e política; não deve ser produtor da memória nem o definidor do que pode e deve ser preservado”. (Chauí, 1991)
 -Estado e Sociedade – construtores de memória oral e histórica
 - conseqüências 
*
*
*
*Interpretação do patrimônio
“é um ato de comunicação, é a arte de comunicar mensagens e emoções a partir de diversos meios. Interpretar o patrimônio é o processo de acrescentar valor à experiência do visitante, através de fornecimento de informações e representações que valorizem a história e a complementem a partir das característicasambientais de um lugar. (MURTA & ALBANO,2002).
*Algumas técnicas da interpretação do patrimônio são:
 -montagens audiovisuais, diagramas, etc;
 -maquetes e reproduções;
 -experiências interativas;
 -sinalização e panéis informativos;
 -festas e eventos;
 -performances, festas, ambientação de base histórica;
 -visitas guiadas e itinerários temáticos;
 -atividades didáticas;
 -materiais informativos;
*
*
*
Sinalização

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.