A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AULA 3 - CUIDADO INTEGRAL AOS PACIENTES NAS DOENÇAS INFECTO-PARASITÁRIAS (malária)

Pré-visualização | Página 2 de 2

e a 
expansão urbana acentuada, nas áreas de 
transmissão e manutenção da endemia, contribuem 
para um perfil epidêmico da malária em áreas 
urbanas periféricas. Portanto, a afirmação está 
incorreta. 
 
4. A malária é uma doença facilmente tratada; por 
essa razão, as complicações de sua evolução são 
raras. 
AFIRMATIVA INCORRETA. Se não há o diagnóstico 
oportuno e o tratamento adequado do caso, a 
malária pode evoluir em gravidade, inclusive para 
óbito. As internações por malária no país têm 
relação direta com a oferta de diagnóstico oportuno 
e tratamento adequado. 
 
5. Um aspecto preocupante na região extra-
amazônica é o incremento da taxa de letalidade 
por malária (TLM) que vem aumentando a cada 
ano. Os registros indicam que na região extra-
amazônica esse indicador é 100 vezes maior que 
na Região Amazônica, geralmente, em pessoas 
que, vindo infectadas de outros países ou de 
estados da Região Amazônica, não recebem o 
diagnóstico e o tratamento oportunos e 
consequências dos sintomas antes de o 
tratamento ter iniciado. adequados conforme 
preconizado. 
AFIRMATIVA CORRETA. A taxa de letalidade por 
malária que vem aumentando em áreas não-
amazônicas, especialmente em pessoas que não 
recebem o diagnóstico e o tratamento oportunos e 
adequados. 
 
CASO CLÍNICO 
Teresa, de 25 anos, moradora de área urbana de 
cidade de médio porte no interior do Amazonas, 
procura a Unidade Básica de Saúde local com febre 
há 5 dias, associada a calafrios, cefaleia intensa, 
inapetência e icterícia leve. Ela trabalha como 
professora na área rural e, há duas semanas, viajou 
de barco para participar de uma feira agropecuária. 
Relata que fez uso de paracetamol (2 comprimidos 
de 500mg) no dia anterior por conta própria, para 
melhorar os sintomas de dor e febre. Nega uso de 
outros medicamentos. Não possui comprovante 
vacinal. 
 
Você como Enfermeiro em uma Unidade de 
Saúde, de que maneira conduziria esse caso? 
Teresa apresenta vários sintomas que caracterizam 
um possível diagnóstico de malária, e devemos ter 
uma atenção ainda maior pois ela apresenta icterícia, 
mesmo sendo leve é um sinal de que a malária está 
indo para um quadro mais agravado. Devemos 
solicitar um exame de gota espessa e ate mesmo o 
exame de sangue para confirmar o diagnóstico. 
Podemos fazer o teste rápido de malária para 
identificar se é positivo e qual o tipo de plasmodium 
que esta presente no organismo dela. Depois dessa 
informação devemos fazer o esquema 
medicamentoso para esta paciente. Devendo 
ressaltar que não deve ser interrompido de forma 
alguma.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.