A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Processamento e fracionamento do sangue

Pré-visualização | Página 1 de 1

Se faz a separação do sangue total em hemocomponentes (concentrado de plaquetas, concentrado de hemácias, plasma fresco 
congelado e crioprecipitado).
▪
Vantagem: Melhor aproveitamento do sangue, já que cada hemocomponente é armazenado a uma temperatura e é destinado a uma 
necessidade específica.
▪
Métodos de separação: Centrifugação do sangue total ou método por aférese, que seleciona um componente específico em um 
equipamento. O método de sedimentação espontânea é bem arcaico, mas pode ser feito em alguns lugares, obtendo-se apenas o 
concentrado de hemácias e o P.F.C.
▪
O sangue total é centrifugado, se obtendo diferentes fracionados a partir dele.▪
É possível obter processamentos diferentes da hemácia (hemácias lavadas, irradiadas e filtradas), usadas para fins específico s.▫
O fracionamento de leucócitos não é feito de forma convencional. Se obtém uma camada de buffy coat que se separa, mas não é 
possível ter o concentrado de granulócitos a partir de uma coleta convencional.
▫
Concentrado globular: A partir desse, se tem o concentrado de glóbulos vermelhos. O concentrado de leucócitos diz respeito ao buffy 
coat, que acaba não sendo utilizado. 
▪
Plasma rico em plaquetas: Oferece um concentrado de plaquetas e o plasma fresco congelado. A partir do plasma fresco congelado, 
se cria o crioprecipitado e o plasma isento de crioprecipitado. As plaquetas também podem ser irradiadas, obtendo-se o concentrado de 
plaquetas irradiadas.
▪
Hemoderivados: O plasma que vai para a indústria é separado em fatores de coagulação, albumina e globulina.▪
Esterilidade: Métodos assépticos; equipo e soluções estéreis e livre de pirogênicos; a transferência de componente de uma bolsa-
satélite para a outra deve ser realizada em circuito fechado; manipulação dos hemocomponentes que exijam a abertura do circuito 
devem ser feitas sob fluxo laminar; em sistema aberto, o hemocomponente tem 24 horas de validade.
▪
˂316g: Descarte do sangue total.▫
316 a 426g: Preparação de CH baixo volume e desprezar o plasma, por ter uma quantidade menor dos fatores de coagulação.▫
426 a 521g: Preparação de CH, CP, PFC, crio e PC.▫
>521g: Desprezar o sangue total por não ter tido anticoagulante o suficiente para aquele sangue, de forma que começo a 
coagular.
▫
Recebimento da bolsa: Verificar integridade da bolsa (se está devidamente vedada, se não houve lesão e se não houve nenhuma 
abertura de sistema) e separar pelo peso. Depois, deixa a bolsa em repouso por aproximadamente 1 hora antes de centrifugar.
▪
Velocidade de sedimentação: Hemácias (possuem ferro) →monócitos → granulócitos → linfócitos → plaquetas.▫
O processo de centrifugação é muito importante principalmente quando se quer ter um concentrado de plaquetas por ficarem 
Centrifugação: Introduz as bolsas nas caçapas, par a par, balanceando o peso e ajustando a rotação e o tempo desejado. A força 
gravitacional vai separar os elementos figurados do sangue a partir da sua densidade. Os elementos mais densos sedimentam primeiro 
que os menos densos. 
▪
EAD 1, Aula 4 (27.04)
(4) Processamento e fracionamento do sangue [EAD]
 Página 1 de Banco de Sangue 
O processo de centrifugação é muito importante principalmente quando se quer ter um concentrado de plaquetas por ficarem 
sedimentadas no plasma, por ser menos densa.
▫
 Página 2 de Banco de Sangue