A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Ficha - Brasil no comércio mundial

Pré-visualização | Página 2 de 2

2011. 
 
O principal risco econômico para os países 
da América do Sul dependentes da 
comercialização dos produtos 
mencionados no texto é o(a) 
 
a) surgimento de fontes energéticas 
renováveis. 
b) instabilidade do preço dos produtos 
primários. 
c) distância dos principais parceiros 
comerciais. 
d) concorrência de economias 
emergentes asiáticas. 
e) esgotamento das reservas de 
combustíveis fósseis. 
 
Q 3. Embora tenha relação com estímulos 
à produção e aos investimentos em 
infraestrutura no país, a dívida externa 
brasileira é um obstáculo 
 
a) ao pleito do brasil de se tornar líder 
econômico do Mercosul, já que uma das 
condições para o recebimento de recursos 
é a submissão do país ao FMI. 
b) à participação brasileira em órgãos 
reguladores, já que os contratos que 
garantem o pagamento compulsório da 
dívida comprometem a autonomia 
decisória do país. 
c) ao superávit da balança comercial 
brasileira, já que o recebimento de 
recursos é atrelado à compra de produtos 
fabricados pelos países credores. 
d) à entrada do país no conselho de 
segurança da ONU, já que a existência de 
dívidas sinaliza a falta de controle do país 
sobre sua própria economia. 
e) à redução das desigualdades sociais, já 
que parte dos recursos públicos 
arrecadados é destinada ao pagamento de 
parcelas e dos juros da dívida. 
 
 
Q 4. Sobre o Mercosul – Mercado Comum 
do Sul, assinale a alternativa correta. 
 
a) Trata-se de bloco econômico 
supranacional que no momento de sua 
constituição oficial, no início da década de 
1990, era formado exclusivamente pelo 
Brasil e Argentina. 
b) As primeiras tentativas de integração 
entre as nações americanas, que 
resultaram posteriormente no Mercosul, 
podem ser identificadas na década de 
1950, com a criação da Alalc – Associação 
Latino Americana de Livre Comércio e do 
Nafta – Acordo de Livre Comércio da 
América do Norte. 
c) Caracteriza-se pela união econômica e 
monetária entre os atuais países 
membros, seguindo a tendência de 
organização encontrada na União 
Européia. 
d) Entre os objetivos esperados pela 
criação desse bloco econômico, consta o 
aumento do comércio entre os países 
membros, algo que ainda não foi 
alcançado. 
e) Os Estados Partes do Mercosul são 
Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. A 
Venezuela é Estado Parte em processo de 
adesão, dependendo ainda da aprovação 
dos congressos nacionais para tornar-se 
membro pleno. 
 
Q 6. Assinale a(s) alternativa(s) que, 
corretamente, correspondem às marcas e 
consequências do atual momento 
econômico brasileiro. 
 
01) O País passa por intenso processo de 
modernização que atinge, principalmente, 
suas atividades agrícolas e industriais. 
02) Um dos maiores problemas da 
sociedade brasileira é a extrema 
desigualdade na distribuição da renda 
nacional, que se apresenta bastante 
concentrada. 
04) A modernização da agricultura 
agravou a concentração da estrutura 
fundiária e aumentou os índices de 
desemprego no meio rural. 
08) Juros altos e elevados índices de 
inflação são problemas que 
comprometem o poder de compra dos 
trabalhadores e levam à insatisfação 
popular. 
16) Com as exportações em baixa e as 
importações em alta, a balança comercial 
brasileira apresenta-se desequilibrada, 
levando o País a recorrer a empréstimos 
externos para compensar o déficit 
público. 
 
Q 5. “Uma quadrilha formada por 
funcionários das distribuidoras Shell 
(Raízen), Ipiranga e Petrobras, as três 
maiores do país, é alvo de uma operação 
da Polícia Civil do Paraná nesta terça-feira 
(31), em Curitiba. As investigações 
apontam que gerentes e assessores 
destas empresas controlavam o preço 
final dos combustíveis nas bombas dos 
 
postos de gasolina da capital. Oito pessoas 
foram presas.” 
Disponível em: 
<https://www.gazetadopovo.com.br/curitiba/operacao-mira-
distribuidoras-que-controlavam-preco-da-gasolina-em-curitiba-
6hez3zqjbpx7vo6mxnswn6y0p>. Acesso em: 31 jul. 2018. 
O comportamento adotado pelos 
funcionários das distribuidoras, caso seja 
comprovado, se enquadra na prática 
econômica conhecida como 
 
a) dumping. b) cartel. 
c) truste. d) holding. 
e) monopólio. 
 
INSTRUÇÃO: Para responder à questão, 
considere as informações a seguir. 
 
Q 7. A disputa pelo mercado global 
regionalizou-se a partir da formação de 
blocos econômicos. Muitos países uniram-
se formando blocos regionais para terem 
melhor proveito comercial. 
 
Na concretização desses acordos, é 
possível identificar diferentes estágios, 
tais como: 
 
I. a eliminação e/ou redução de tarifas 
alfandegárias entre os países membros. 
II. o estabelecimento, entre os países 
membros, de regras comuns de comércio 
com os países exteriores ao bloco. 
III. o fluxo comercial de capitais, de mão de 
obra e de serviços entre os países do 
bloco. 
IV. a garantia da concessão de múltiplas 
cidadanias para as populações que 
integram o bloco. 
 
Estão corretos apenas os itens 
 
a) I e II. b) II e IV. 
c) III e IV. d) I, II e III. e) I, III e IV. 
 
Q 8. De 1967 a 1973, o Brasil alcançou taxas 
médias de crescimento muito elevadas e 
sem precedentes, decorrentes da política 
econômica, mas também de uma 
conjuntura econômica internacional muito 
favorável. Esse período (e por vezes de 
forma mais restrita nos anos 1968-1973) 
passou a ser conhecido como o do 
“milagre econômico brasileiro”. 
Infelizmente, o mês de outubro de 1973 
marca o término desse período de 
crescimento. 
 
Disponível em: 
https://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-
tematico/milagre-economico-brasileiro> Acesso em: 23 de mar, 
2017. (Adaptado) 
 
Um fator responsável pelo fim do milagre 
econômico apresentado foi 
 
a) a queda na exportação de produtos 
agrícolas brasileiros, principalmente, o 
café. 
b) o primeiro choque do petróleo e a 
consequente crise no mercado 
internacional. 
 
c) o aumento no valor das matérias-primas 
importadas pelo brasil, com destaque para 
a bauxita. 
d) as sucessivas greves produzidas pelo 
movimento sindical, inviabilizando a 
produção para exportação. 
 
Q 9. Principal mercado para os produtos 
industrializados brasileiros enfrenta uma 
profunda crise que parece não ter fim. 
Resultado: pioram as perspectivas de 
exportação de manufaturados de alto 
valor agregado ... 
Revista África 21. Rio de Janeiro, 2013 
 
A matéria refere-se à (ao): 
 
a) China. b) Estados Unidos 
c) Alemanha d) Argentina 
e) África do Sul 
 
Q 10. “As recentes crises entre o Brasil e a 
Argentina mostram o esgotamento do 
modelo mercantilista no Mercosul”, 
afirma o diretor-geral do Instituto 
Brasileiro de Relações Internacionais 
(Ibri). A imposição argentina de cotas para 
produtos brasileiros, como os de linha 
branca, e a ameaça de adoção de 
salvaguardas comerciais indicam que o 
Mercosul foi construído sobre bases 
equivocadas. Segundo o diretor, a noção 
de que é possível exportar “sem limites” 
para um determinado parceiro comercial 
representa uma mentalidade “fenícia”, ou 
seja, uma visão comercial de curto prazo. 
 
JULIBONI, M. Disponível em: 
https://exame.abril.com.br. Acesso em: 7 dez. 2012 
(adaptado). 
 
Nas últimas décadas foram adotadas 
várias medidas que objetivavam pôr fim às 
desconfianças mútuas existentes entre o 
Brasil e a Argentina. Os conflitos no 
interior do bloco têm se intensificado, 
como na relação analisada, caracterizada 
pela 
 
a) saturação dos produtos industriais 
brasileiros, que o mercado argentino tem 
demonstrado. 
b) adoção de barreiras por parte da 
argentina, que intenciona proteger o seu 
setor industrial. 
c) tendência de equilíbrio no comércio 
entre os dois países, que indica 
estabilidade no curto prazo. 
d) política de importação da argentina, 
que demonstra interesse em buscar 
outros parceiros comerciais. 
e) estratégia da indústria brasileira, que 
buscou acompanhar as demandas do 
mercado consumidor argentino. 
 
 
 
 
 
GABARITO 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 
C B E E 01, 0 2 
04 
B D B D B