A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Hematose - Troca gasosa

Pré-visualização | Página 1 de 1

• Troca de gases a nível capilar
• Difusão por diferenças de pressão:
- Hemoglobina presente nas hemácias e
gases dissolvidos
Local
• Em mamíferos: Principalmente em
alvéolos, bronquíolos respiratórios e ductos
alveolares (pois possuem pneumocitos tipo I)
• Em repteis e aves: Região dos
parabronquios e capilares aéreos
• Capilares dos tecidos
• Em alguns invertebrados pode
acontecer a respiração cutânea
Porção respiratória
• Bronquíolos respiratórios
• Ductos alveolares
• Alvéolos
Superfícies respiratórias especializadas
• Bronquíolos terciários terminam em
sacos cegos: trocas gasosas
• Células alveolares tipo I e II
(pneumócitos)
• Cobertos por rede capilar
• Macrófagos alveolares
• Fibras musculares
Hematose
• Células endoteliais
• Capilares de 7-10 µm
• Facilmente lesados
– Hipertensão/trauma
– Inflamação
– Alterações osmóticas
• Edema
Pneumocito tipo I
• Mais presentes
• Responsáveis pela troca gasosa
• Núcleo achatado, citoplasma extenso,
células se ligam através de
desmossomos (impedem o
extravasamento do fluido extracelular
para a luz dos alvéolos)
Hematose Septos alveolares
Aparelho respiratório
Células alveolares
Pneumocito tipo II
• Menos frequentes
• Célula globosa, núcleo esférico,
citoplasma vacuolizado, microvilos na
superfície
• Corpos lamelares: surfactante
• Responsáveis pela produção de
surfactante  Reduz a pressão
superficial nos alvéolos  impede o
colabamento/ colapso ao final da
expiração
Surfactante
• Liberado por exocitose
• Reduz a tensão superficial na
interface
fluido-ar reduzindo a tendência do
alvéolo colapsar ao final da expiração.
• Responsáveis pela manutenção e
reparo do epitélio alveolar após dano.
• Síndrome do desconforto respiratório
Macrófagos alveolares: células da poeira.
• Defesa e reciclagem do surfactante
• Remoção do surfactante oxidado
Hematose
• PO2  Pressão parcial de oxigênio
• PCO2  Pressão parcial de gás
Carbônico
• Sangue arterial rico em O2
- PO2 100mmHg
- PCO2 40mmHg
• Sangue venoso  rico em CO2
- PCO2 45mmHg
- PO2 40mmHg
• Ar
- PO2 100mmHg
- PCO2 40mmHg
Hematose Pressão parcial
• 98% ligado a hemoglobina
• 2% dissolvido no plasma
• 70% forma de bicarbonato dentro da
hemácia
• 7% dissolvido no plasma
• 23% ligado a hemoglobina
• Se da pela ligação a hemoglobina
• Hemoglobina  Proteína globular,
formada por 4 subunidades, ou seja uma
hemoglobina adulta transporta 4
moléculas de oxigênio
• Oxiemoglobina Com O2
• Desoxiemoglobina  Sem O2
Hematose
• Forma de bicarbonato dentro da
Hemácia
• Forma líquida no plasma
• Ligado a hemoglobina hb-co2
• H2CO3 é um acido carbônico, e
ácidos tendem a se dissociar em meio
aquoso  é liberado um cátion de H+ e
um anion de bicarbonato (HCO2-)
*Anidrase carbônica é produzida pela
hemácia
Quando o Co2 entra na célula podem
ocorrer duas reações
 Se liga a hemoglobina e vira
carbominohemoglobina
 É catalisado e se dissocia virando
bicarbonato (co2+h20)  HCO3 se
dissocia póis é um acido fraco  Sai e
vai para o plasma (tamponante),
deixando o ph do sangue mais
equilibrado  diminui a acidez (se
ligando aos H+)
Oxigênio Transporte de Co2
Gás carbônico
Transporte de O2
• Percentual de oxigênio carreado pela
Hemoglobina
• Fatores que promovem menor
afinidade do oxigênio pela Hemoglobina
- Aumento de PCO2  hipercapneia
(excesso de co2) quanto mais co2
mais o o2 se desprende da
hemoglobina
- Diminuição do Ph (acidose) 
Relacionada ao excesso de co2
- Hipertermia tecidual  Causa
aumento do consumo de o2 pelo
tecido
Hipóxia alveolar e contração de artérias
pulmonares
• Baixa pressão de oxigênio-contração
artéria
• Diminui o fluxo para alvéolos pouco
ventilados
Hematose
• Redistribui para regiões mais
ventiladas
- Resposta melhor em bovinos e suínos
- Funciona com hipóxia localizada
- Graves consequências hipóxia
generalizada (altas altitudes, graves
doenças pulmonares)
Curva de equilíbrio do O2
Estratégias respiratórias

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.