Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Tabela-Resumo dos Tipos de Estudos Epidemiológicos

Pré-visualização | Página 1 de 1

https://www.passeidireto.com/perfil/maxilostudy
TABELA-RESUMO DOS TIPOS DE ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICOS
	
	Tipo
	Seguimento
	Sequência
	Indicação
	O que avalia
	Medida de associação
	Ordem
	Vieses
	Nº de desfechos
	Vantagens
	Limitações
	Coorte
	Analítico e observacional
	Longitudinal
	Prospectivo em geral, mas também tem retrospectivo
	Prognóstico e incidência (taxa)
	Fator de risco
	Risco relativo (RR)
	Causa > Efeito
	Viés de seleção
	Vários desfechos
	Investiga a etiologia ou história natural de doenças; avalia o impacto de fatores prognósticos; boa qualidade dos dados sobre exposição e doença (principalmente prospectivos).
	Alto custo; perdas de seguimento podem comprometer a validade dos resultados; é inadequado para doenças de baixa frequência.
	Caso-Controle
	Analítico e observacional
	Longitudinal
	Retrospectivo
	Pesquisas de prevenção, etiologia de doenças raras
	 Fator de risco
	Odds-ratio (OR) ou razão de chances
	Efeito > Causa
	Viés de seleção, memória e aferição
	Um único desfecho
	Eficiente em doenças raras; útil para gerar hipóteses sobre novas doenças ou surtos não usuais (pois examina um grande número de variáveis preditoras)
	Não estima risco ou incidência diretamente; e sim razão de chance.
só um desfecho pode ser analisado;
susceptível a vieses.
	Transversal
	Analítico ou descritivo e observacional
	Seccional, não tem seguimento
	Sem relação de sequência de eventos
	Diagnóstico, teste de acurácia
	Prevalência (frequência)
	Razão de prevalência
	Causa e Efeito avaliados ao mesmo tempo
	-
	-
	Baixo custo, menor risco de perdas e rapidez na coleta de dados
	
Não avalia risco e sim associação entre as variáveis.
Não é capaz testar hipóteses sobre relações de causalidade entre os eventos.
	Ensaio Clínico Randomizado
	Analítico e intervencional
	Longitudinal
	Prospectivo
	Tratamento e prevenção
	Intenção de tratar e análise por protocolo. Preferencialmente só deve se analisar uma variável.
	Risco relativo e intervalos de confiança podem ser usados para expressar os resultados.
	Causa > Efeito
	Vieses de seleção e aferição caso NÃO tenha randomização e cegamento
	-
	Demonstra causalidade. Pode ter randomização e cegamento. Ideal para responder questões relacionadas a efeitos de intervenções (profiláticas e terapêuticas). Padrão de referência.
	Alto custo financeiro; dificuldade de encontrar o número suficiente de pacientes; perda de seguimento.
	Revisão Sistemática e Metanálise
	Estudo secundário
	-
	Retrospectivo
	-
	-
	-
	-
	Viés de publicação, seleção e aferição
	-
	-
	-
2