A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Classificação e exemplos de impactos ambientais

Pré-visualização | Página 1 de 1

@civilsimplificada 
 
IMPACTO AMBIENTAL 
Identificação e avaliação dos impactos ambientais 
 
DEFINIÇÃO 
O Impacto Ambiental é caracterizado por um efeito gerado por qualquer 
alteração humana no meio ambiente. No Brasil, a Lei n. 6.938/81 estabeleceu a 
Avaliação dos Impactos Ambientais (AIA) (art. 9º, III) como instrumento da Política 
Nacional do Meio Ambiente (PNMA). 
O Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) é responsável por fixar os 
critérios e diretrizes para o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) para licenciamentos 
de empreendimentos. A Resolução CONAMA n. 1/86 considera impacto 
ambiental “qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do 
meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das 
atividades humanas que direta ou indiretamente afetam: 
I – a saúde, a segurança e o bem-estar da população; 
II – as atividades sociais e econômicas; 
III – a biota; 
IV – as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; 
V – a qualidade dos recursos ambientais”. 
 
CLASSIFICAÇÃO 
Categoria do impacto 
 
Os impactos ambientais podem ser classificados conforme os efeitos gerados 
no meio ambiente como negativos ou positivos. 
Os impactos positivos resultam em efeitos benéficos para o meio ambiente, 
enquanto que os impactos negativos causam um dano. 
Exemplos: 
Impactos positivos: restauração de um rio poluído, recuperação das matas 
ciliares, criação de áreas verdes nas cidades. 
Impactos negativos: lançamento de poluentes em um rio, aumento da emissão 
de gás carbônico, remoção da mata ciliar, queimadas, manejo inadequado do solo. 
 @civilsimplificada 
 
 
Área de abrangência do impacto 
 
Os impactos ambientais podem ser classificados conforme a área de influência 
de seus efeitos no meio ambiente em locais, regionais ou estratégicos. 
O impacto local tem seus efeitos limitados à área de influência direta definida 
para determinado empreendimento. 
 
O impacto regional tem seus efeitos limitados à área de influência indireta de 
determinado empreendimento. 
 
O impacto estratégico afeta um componente ambiental de importância coletiva 
ou nacional, gerando efeitos que ultrapassam as áreas definidas para o 
empreendimento. 
 
Exemplos: 
 
Impactos locais: acúmulo de lixo em local inadequado, poluição sonora em 
uma avenida movimentada. 
 
Impactos regionais: chuva ácida resultante da poluição do ar, contaminação 
de um manancial que abastece mais de um município. 
 
Impacto estratégico: desmatamento da floresta amazônica e de outras 
florestas. 
 
Tipo de impacto 
 
Os impactos ambientais podem ser classificados conforme a discriminação de 
seus efeitos em diretos ou indiretos. Os impactos indiretos são consequências dos 
impactos diretos. 
 
Os impactos diretos (primários) são causados pela alteração ambiental, em 
uma relação de causa e efeito geralmente fácil de ser identificada no EIA. 
 
Os impactos indiretos resultam de uma reação secundária ou de uma cadeia 
de reações. Geralmente ocorrem pela interação do empreendimento com outros 
fatores sociais, econômicos, ambientais e políticos. São impactos mais complexos 
e que geralmente possuem maior abrangência. 
 
Exemplos: 
 
 
 @civilsimplificada 
 
Impactos diretos: degradação da qualidade da água após o lançamento de 
esgoto; destruição de habitats naturais para expansão das cidades ou atividades de 
mineração e agricultura. 
 
Impactos indiretos: a degradação da qualidade da água provoca mortandade 
de peixes e mau cheiro como consequência do consumo de oxigênio dissolvido e 
proliferação de bactérias; a destruição dos habitats pode causar a extinção de 
espécies ou danos em outros habitats pela entrada de espécies invasoras. 
 
 
Duração do impacto 
 
Os impactos ambientais podem ser classificados conforme o tempo em que os 
efeitos são sentidos nas áreas de abrangência em temporários ou permanentes. 
 
Os impactos temporários possuem efeitos limitados a um determinado período 
de tempo conhecido. 
 
Já os impactos permanentes possuem efeitos que se estendem além de um 
horizonte temporal conhecido. 
 
Exemplos: 
 
Impactos temporários: poluição do ar em um ambiente fechado, poluição 
sonora proveniente da construção de um edifício. 
 
Impactos permanentes: extinção de espécies animais e vegetais. 
 
 
Reversibilidade do impacto 
 
Os impactos ambientais podem ser classificados em reversíveis ou 
irreversíveis, conforme a possibilidade de reverter a tendência de seus efeitos. 
Porém, muitos impactos reversíveis se tornam irreversíveis com o tempo, caso 
nenhuma ação seja tomada para mitigação. 
Os impactos reversíveis possuem efeitos que podem ser reparados com a 
suspensão das atividades causadoras ou por meio de ações mitigadoras. 
Os impactos irreversíveis permanecem gerando efeitos mesmo após a 
suspensão das atividades causadoras. 
 
Exemplos: 
 
 
 @civilsimplificada 
 
Impactos reversíveis: acúmulo de lixo em local inadequado; remoção de matas 
ciliares; poluição do ar de ambientes fechados. 
 
Impactos irreversíveis: extinção de espécies animais e vegetais; esgotamento 
de recursos não-renováveis; danos causados por acidentes ambientais; 
aquecimento global; aumento do nível dos oceanos como consequência da 
elevação das temperaturas. 
 
 
Prazo do impacto 
 
Os impactos ambientais podem ser classificados em imediatos, de médio 
prazo ou de longo prazo, conforme o tempo necessário para a manifestação de 
seus efeitos após a alteração ambiental. 
 
Impactos imediatos possuem efeito instantâneo, que começa imediatamente 
após a alteração ambiental. 
 
 Impactos de médio e longo prazo demoram um determinado tempo para 
manifestar seus efeitos. 
 
Exemplos: 
 
Impactos imediatos: incêndio de uma floresta; poluição sonora causada por 
uma construção. 
 
Impactos de médio e longo prazo: poluição da água, do ar e do solo.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.