A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Resposta imune a parasitas

Pré-visualização | Página 1 de 1

1 Ester Ratti ATM 25 
Resposta Imune a Parasitas 
INFECÇÕES PARASITÁRIAS 
• Protozoários 
• Helmintos 
• Ectoparasitas 
↑ taxas de morbidade e mortalidade (maiores em países subdesenvolvidos - relacionadas ao saneamento 
básico e higiene) 
Ciclos de vida complexos 
• Hospedeiro intermediário 
Alta taxa de cronificação (por causa da complexidade desses organismos) 
 
 
 
2 Ester Ratti ATM 25 
PARASITAS INTRACELULARES 
Depende da sinalização do th1, que produz IFN-y e TNF que ativa fagócitos 
 
PARASITAS EXTRACELULARES 
Inata: eosinófilos (protagonistas), neutrófilos, macrófagos, via alternativa do complemento 
Resposta humoral e celular 
• Variável (depende das características do parasita) 
Em geral: existe um parasita infectando, liberando produtos que podem passar a membrana de uma 
mucosa (EX), ao entrar, podem encontrar um macrófago, apresentará essa célula ao linfócito T naive que 
se diferenciará em th2 que produz IL-10, IL-4, IL-13 ativar a diferenciação de células B que vão produzir 
anticorpos, a troca de isotipo para IgE é favorecida em ambiente com essas interleucinas. E essa IgE vai ser 
fundamental para o recrutamento de eosinófilos 
A IgE se liga aos mastócitos e reconhece os antígenos que estão chegando, no momento que essa IgE 
reconhece um antígeno ela ativa vias dentro dos mastócitos para que haja a degranulação, cujo conteúdo 
dos grânulos vai atrair os eosinófilos, os quais também agirão degranulando e destruindo o agente 
infeccioso 
 
 
 
3 Ester Ratti ATM 25 
 
Fagócitos 
►Ataque a parasitas helmintos: secreção de substâncias microbicidas para matar organismos grandes 
 
PARASITAS INTESTINAIS 
Mastócitos degranulam: 
 └►Leucotrieno D4: ativa motilidade intestinal 
IL‐4, IL‐13 nas Célula caliciforme ativam a produção de muco 
└► PGE2 e histamina: inibição transporte de glicose/Na+ 
 └► diarreia 
 
 
 
4 Ester Ratti ATM 25 
RESUMO DA RESPOSTA IMUNE A PRINCIPAIS PARASITAS DE IMPORTÂNCIA CLÍNICA 
 
ESCAPE DA IMUNIDADE HUMORAL POR VARIAÇÃO ANTIGÊNICA CONSTANTE 
 
 
 
5 Ester Ratti ATM 25 
POR QUE É TÃO DIFÍCIL DESENVOLVER VACINAS CONTRA PARASITOSES? 
Muito difícil isolar um antígeno que vai ser fixo para aquele parasita e muitas vezes a parasitose é 
resistente a imunidade humoral ou consegue se blindar da imunidade celular por algum mecanismo pois 
são organismos mais complexos e com maior capacidade de adaptação 
►Instituto Oswaldo Cruz – fase pré-clínica 
 
 
 
POR QUE INDIVÍDUOS INFECTADOS COM VÍRUS SÃO MAIS SUCETÍVEIS A CERTOS TIPOS DE INFECÇÕES 
PARASITÁRIAS? 
Balanço de produção de th1 e th2

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.