A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Dor no Nervo Ciático

Pré-visualização | Página 1 de 1

Dor no Nervo Ciático
Saiba qual é o nervo ciático e entenda um pouco sobre as dores
Quem tem sabe: a dor que ocorre no nervo ciático – também conhecida como ciática – é uma das mais incômodas de todas, de modo que aliviá-la ou solucioná-la o mais rápido possível torna-se imprescindível. É super importante entender um pouco sobre essas dores para esclarecer as causas e até mesmo ter alguns cuidados para evitá-la. Primeiramente é bom posicionar. O que é o nervo ciático?
Esse nervo é identificado como o maior do corpo humano, inicia-se na parte posterior do quadril, passa por trás da coxa e do joelho e termina no dedão do pé. Ele é o responsável pelos movimentos musculares da perna e permite as diversas sensações nessa parte do corpo. Quando existem pressões nesse nervo ou algum tipo de processo inflamatório, a pessoa sente fortes dores na parte de trás da perna, impossibilidades de movimentação, sensação de formigamento, queimação, etc.
Se esse quadro sintomático for apresentado, é de suma importância consultar o médico para que sejam feitos exames e as melhores soluções medicamentosas e de tratamento sejam apresentadas. Lembre-se: não utilize remédios sem a prescrição médica, pois esta prática poderá comprometer a sua saúde por diferentes meios!dor nervo ciático
Para você entender e saber como lidar com esse incômodo, verifique quais são alguns dos principais fatores de risco.
Processo natural de envelhecimento – É natural que com o avançar da idade, que algumas dores apareçam, pois como se diz popularmente: “o corpo já não responde como antes”. No bojo das alterações naturais, a coluna vertebral poderá apresentar infecções que causam dores. É, contudo, prudente consultar médicos de especialidades distintas com certa frequência na terceira idade.
Diabetes – A diabetes pode provocar, como algumas de suas muitas consequências negativas, avarias em alguns nervos. Mesmo que em muitos casos os danos não sejam exatamente no nervo ciático, as dores poderão ser bastante semelhantes.
Maus hábitos físicos – O que podemos chamar de maus hábitos físicos? Para citar dois exemplos alguns: ficar muito tempo na mesma posição (durante o trabalho, por exemplo), levantar bastante peso nos exercícios de musculação sem garantir preocupação com o posicionamento da coluna. Tais práticas poderão, com o tempo, provocar danos que provavelmente evoluam para a ciática.
Sedentarismo – Não fazer atividades físicas e ficar muito tempo parado pode comprometer a musculatura que sustenta a coluna e também causar as dores no nervo ciático.
Excesso de peso – A obesidade é fator de risco para incontáveis problemas de saúde. E o sobrepeso origina dores no nervo ciático, porque há o excesso de carga em cima de ligamentos e músculos.
Gravidez – a dor no nervo ciático é comum em mulheres grávidas em função do aumento do peso corporal e das próprias modificações anatômicas que acontecem no corpo.
 
Dicas para prevenir as dores no nervo ciático
É lógico que ninguém tem bola de cristal para prever se irá ficar doente, ou não, e o processo inicial de algumas dores é de difícil detecção, no caso da dor no nervo ciático não é diferente. Mas há algumas maneiras interessantes que poderão ajudar você a preveni-las!
Consulte o médico com frequência – Faça check ups periódicos, afinal é sempre prudente verificar como anda a saúde, em qualquer fase da vida.
Mantenha sempre a postura adequada – Evite sentar de qualquer forma. Mantenha a coluna ereta e as pernas alinhadas e tenha o hábito de andar corretamente também.
Pratique atividades físicas regularmente – Fortaleça seus músculos em exercícios: excelente maneira de evitar a ciática e aquelas dores chatas nas costas que muitas vezes ocorrem por conta da fraqueza muscular.
Evite salto alto – Não utilize salto alto com frequência, afinal pode-se efetuar esforço inadequado na coluna. Privilegie sandálias ou sapatos mais baixos.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.