Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
RELATÓRIO DE SAÚDE COLETIVA III

Pré-visualização | Página 1 de 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINTA
BACHARELADO EM ODONTOLOGIA
PROF. EDUARDO GOMES DA FROTA
RÉGILA MARIA FARIAS PINTO
MAPA DE RISCO ODONTOLÓGICO
SOBRAL- CE
2021
1. VISITA A SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL	
O Complexo Santa Casa de Misericórdia de Sobral é uma instituição de referência regional e estadual para atendimento em saúde de Alta Complexidade em Traumato-ortopedia, Terapia Renal Substitutiva, Obstetrícia, Oncologia, Neurocirurgia e Cardiologia. Além da sua proporção assistencial, a partir do ano de 2007 passou também a ser um hospital de ensino e conta com o Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão (DEPE) que desenvolve tecnologia de ponta em parceria com universidades. Atualmente, o hospital acolhe a população de 55 municípios da Macrorregião de Sobral/CE. 
A gestão de leitos hospitalares consiste na procura da utilização de leitos disponíveis em sua capacidade máxima situada dentro dos padrões oferecidos pela instituição. Nesse contexto, o gerenciamento de leitos é relativo a todos os serviços que acompanham a assistência médica, desde o processamento do acolhimento do paciente até o tratamento adequado. 
A Central de Regulação da Santa Casa atua através do Fast Medic, um Sistema de Gestão para a Saúde. O Fast Medic consiste em um sistema completo e integrado, capaz de organizar fluxos de atendimentos entre as macrorregiões e microrregiões, oferecendo ao gestor indicadores e painéis de informações para planejamentos estratégicos e administrativos, e tomadas efetivas de decisão. 
Site do Fast Medic
Central de Leitos
​Equipe Responsável pela Gerenciamento de Leitos da Santa Casa de Misericórdia de Sobral.
2. VISITA A CLÍNICA ODONTOLÓGICA UNINTA E SIMULAÇÃO DO ATENDIMENTO OFERTADO NO CEO
O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) conta com uma equipe formada por técnico e auxiliar em saúde bucal e cirurgião-dentista. Cabe ao CEO ações como promoção, prevenção, recuperação e reabilitação em saúde bucal. Essas unidades fornecem gratuitamente aos usuários do SUS serviços como confecção de próteses dentárias, atendimento a pacientes com necessidades especiais, endodontia, periodontia e diagnóstico bucal. 
Durante a aula foi explanado como ocorre o agendamento de tratamentos dentários a partir da Unidade Básica de Saúde (UBS) para o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). O CEO municipal de Sobral, classificado como CEO tipo III e dispõe de especialidades como prótese, odontopediatria, odontologia para pacientes com necessidades especiais e cirurgia, principalmente em terceiros molares e resolução de raízes fraturadas. Em relação ao CEO regional, o atendimento é realizado pelos alunos da Universidade Federal do Ceará e o agendamento também ocorre através da UBS, no entanto, possui um determinado número de vagas devido a maior demanda de tratamentos. O atendimento é realizado por meio do sistema de referência e contrarreferência, onde ocorre uma comunicação entre os profissionais da atenção primária e secundária. Com relação ao sistema de regulação, a UBS realiza procedimentos básicos e intermediários, como uma profilaxia, restaurações e adequação bucal para futuros procedimentos que necessitem ser realizados no CEO. 
3. AULA SOBRE O SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é um componente da rede de atenção às urgências e emergências que objetiva ordenar o fluxo assistencial e disponibilizar atendimento pré-hospitalar precoce e resolutivo às vítimas acometidas por agravos à saúde de natureza clínica, cirúrgica, traumática, psiquiatra e ginecobstetrícia. 
O SAMU municipal de Sobral atualmente é definido como SAMU Ceará, o objetivo dessa transição é abranger um maior número de cidades dentro da extensão do estado e promover um atendimento descentralizado. Com isso, a central médica de Sobral passa a ser a base para o gerenciamento de outros 54 municípios. 
Ao decorrer da aula ministrada pelo professor Oswaldo Moraes, foi elucidado sobre o Registro do Atendimento, onde primeiramente irá existir a Central de Regulação Médica acionada pelo número 192 e a partir do acionamento irá existir um sistema de tempo e resposta, objetivando sempre o atendimento mais rápido possível. Durante todo o processo de serviço existe o chamado período de ouro, que se refere ao período de uma hora para a equipe ser acionada, chegar no local da ocorrência e transportar a vítima para o hospital sem que haja sequelas clínicas. O atendimento ofertado pela equipe após o acionamento é classificado como de urgência pequena, média e máxima. 
A equipe profissional do SAMU é composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnica de regulação médica, auxiliar de escritório, servidores gerais, vigias e estudantes. Contudo, em casos de emergência que necessite da Unidade de Suporte Avançado de Vida, a equipe intervencionista é composta por médico, enfermeiro e condutor do veículo que irão prestar um atendimento mais complexo e invasivo no local do chamado, buscando a estabilização do paciente e permitindo que o transporte seja feito diretamente para a unidade hospitalar de tratamento definitivo. A Unidade de Suporte Básico de Vida é atribuída ao transporte inter-hospitalar de pacientes com risco de vida conhecido e o ao atendimento pré-hospitalar de pacientes com risco de vida desconhecido.