A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Habitat e nicho ecológico

Pré-visualização | Página 1 de 1

Habitat e nicho ecológico 
Habitat 
É uma área ecológica ou ambiental que é 
habitada por uma determinada espécie de 
animal, planta ou outro organismo. O habitat 
está relacionado ao lugar, ou ambiente físico 
em que esse organismo vive e onde pode 
encontrar alimento, abrigo, proteção e 
companheiros para reprodução, ou seja, 
determinantes necessários para a sua 
sobrevivência. No geral, podemos dizer que é a 
casa de um organismo, o seu endereço. Caso 
sejam removidas de seus habitats (ou tenham 
eles destruídos em decorrência das atividades 
humanas), as espécies tendem a morrer, já que 
encontram uma enorme dificuldade em se 
adaptar a um novo “lar”. Geralmente, esse é o 
maior motivo que leva as espécies à ameaça 
de extinção ou, até mesmo, à própria extinção. 
Ex: peixes vivem na água, portanto, dizemos 
que seu habitat é o aquático. 
Tipos de habitats, quais existem e o que 
abrigam? 
• Podemos dividir o habitat em dois tipos 
principais: o natural e o artificial. 
Natural: criados pela própria natureza. 
Artificial: com interferência do ser 
humano, ou seja, criados pelos mesmos. 
Ex: zoológicos 
• podem ser mais “óbvios”, ou seja, mais 
vistosos ou mais “escondidos.”. 
• os habitats abrigam, no geral, os 
organismos vivos existentes no planeta 
Terra. 
• fontes hidrotermais 
 
 
 
Zonação de acordo com a profundidade. 
- Ambiente marinho: 
• Até 200m – meio epipelagic (zona 
pelágica, ambiente pelágico ou domínio 
pelágico) 
• De 200m até 1000m – meio mesopelagic 
(zona mesopelágica) 
• De 1000m até 4000m – bathypelagic 
(Zona batipelágica, zona batial ou andar 
batial) 
• Abaixo de 4000m – ambiente de 
escuridão, abyssopelagic (Zona abissal ou 
abissopelágica) 
• Abaixo de 6000m – Hadopelagic (zona 
hadal ou zona hadopelágica) 
Nicho ecológico 
Costuma-se dizer que o nicho ecológico é uma 
espécie de “emprego” do ser vivo em uma 
comunidade. Enquanto o nicho ecológico seria o 
“emprego”, o habitat funcionaria como o 
“endereço” desse ser vivo. 
Aristóteles 
Acreditava que tudo na natureza representava 
entidades naturais e que essas entidades 
naturais eram formadas por essência e que 
tinham como propriedades: 
• Ser imutável, eterno e distinta (discretas) 
• A classificação era feita de acordo com 
as semelhanças. 
Carolos Linnaus 
Propôs um outro sistema de classificação com 
categorias hierárquicas 
 Reino, classe, ordem, gênero e espécie. 
O agrupamento era feito baseando-se em 
semelhanças e acreditava-se que os organismos 
 
eram invariáveis, ou seja, não ocorre formas 
intermediarias. Quanto à classificação, essa era 
feita do menor para o maior (reino – espécie). 
Hugh Edwin 
Observou que havia muitas especializações , 
então propôs regras para a nomenclatura 
zoológica.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.