A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
C L A S S I F I C A Ç Ã O D O S C O N T R A T O S

Pré-visualização | Página 1 de 1

C L A S S I F I C A Ç Ã O D O S C O N T R A T O S 
 
A classificação dos contratos se faz importante uma vez que existem 
diversas espécies contratuais além daquelas tipificadas no Código 
Civil, por este motivo é importante um entendimento geral da 
classificação dos contratos. 
1. Unilateral: os contratos unilaterais serão aqueles em que será 
gerado obrigações para apenas uma das partes, no entanto, vale 
destacar que todo contrato quanto a sua formação sempre será 
bilateral, ou seja, duas partes. No entanto quanto aos 
efeitos/obrigações. Ex: contrato de doação pura 
 
2. Bilateral: Nos contratos bilaterais, ambos os contratantes terão 
prestações recíprocas. Este contrato também é conhecido com 
sinalagmático. 
 
Obs 1. Dentro do direito contratual existe aquilo que chamamos 
de equivalência econômica, ou seja, deve haver uma 
razoabilidade nos valores do contrato. Ex: vender uma casa por 
10 reais 
 
3. Plurilaterais: Serão aqueles em que existirão várias partes, vale 
destacar que não terão efeitos sinalagmáticos, ex: consórcio. 
 
Obs 2. Exceção do contrato não cumprido 476 e 477 do CC – será 
um meio indireto de defesa em que uma das partes susta a sua 
obrigação até que a outra parte cumpra com a sua 
 
Oneroso: aquele em que ambas as partes terão vantagens e sacrifícios 
ao mesmo tempo, existindo responsabilidade para todos. 
Gratuitos: Serão aqueles que existirão um desequilíbrio econômico 
entre as partes, onde uma delas não terá vantagem patrimonial 
nenhuma em detrimento da outra, é uma liberalidade. 
 
Quanto ao risco contratual existe duas classificações 
a) Contratos comutativos: serão aqueles em que as prestações de 
ambas as partes já estão previamente definidas, determinadas e 
classificação dos contratos 
individualizadas no contrato, e com um relativo grau de segurança. 
Ex: contrato de compra e venda. 
b) Contratos aleatórios: serão aqueles contratos de risco, onde a 
prestação não está totalmente definida, existindo um certo grau de 
incerteza. Ex.: contrato de plano de saúde; contrato de seguro. 
 
a) Paritários: serão aqueles nos quais ocorrerá uma igualdade nas 
negociações, ou seja, estará presente um equilíbrio entre as partes. 
Ex.: compra e venda de um carro. Normalmente esse tipo de contrato 
não é feito por grandes empresas. 
b) De adesão – art.54, CDC : serão aqueles em que existirá a condição 
de hipossuficiência de umas das partes em detrimento da outra, que 
estabelecerá as cláusulas do cotrato previamente. Vale destacar que 
na dúvida de interpretação contratual, esta deverá ser feita pro 
aderente, ou seja, consumidor. Ex.: contrato com a faculdade (não há 
negociação). 
 
 
Haverá contratos: 
a) Solenes: dependerão de uma forma específica. 
 
b) Não solenes: não dependerão de nenhuma forma estabelecida. 
 
 
 
Os contratos serão de dois tipos: 
a) Típicos: são aqueles que serão regulados pela lei, estão tipificados 
nela. Ex.: contrato de locação. 
b) Atípicos: são aqueles contratos que a lei não regula. Se 
caracterizarão por um acordo de vontades, não sendo regulados em 
lei, nos termos do art. 425, CC. Ex: contrato de publicidade.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.