A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Exercícios - Radiações e seus efeitos - Leonardo C Glória

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aluno: Leonardo Corrêa da Glória 
Matricula: 202101220382 
 
Exercícios: Radiações e seus efeitos 
 
1- Leia a narrativa “Monólogo sobre velhas profecias” extraído do livro “Vozes de Tchernóbil” 
de Isvetlana Aleksiévitch e responda: 
a) Que efeitos estudados em aula sobre as radiações ionizantes você reconhece e pode dizer que se 
aplicam ao caso relatado? 
R: No texto a mãe de Katienka relata que a filha nasceu com vários problemas genéticos causados pelo 
contato (indireto ou não) da mãe com a radiação ionizante. Isso é causado devido o processo de interação 
da radiação onde haverá uma transferência de energia, isso pode causar ionização e excitação das 
moléculas provocando modificações em sua estrutura. O principal deles são os danos causados no DNA. 
 
b) Baseado no relato qual provável exposição os progenitores sofreram em relação às radiações 
ionizantes? 
R: Foram expostos a radiação beta provenientes do acidente nuclear na usina de Tchernobil. 
 
2- Dentre as radiações não-ionizantes estudadas, concentre-se no UVB, pesquise e responda: 
a) Como podemos classificar essa radiação em relação à suas características de interação com a matéria? 
R: Esse tipo de radiação interage diretamente com o DNA, produzindo mutações nos dímeros de 
pirimidina que estão associadas ao câncer de pele não-melanoma. 
 
b) Essa radiação é importante para a vida humana? Explique. 
R: Por ela ser o tipo de radiação mais estudado dentre as ultravioletas, a radiação UVB deveria ser 
totalmente absorvida pelo ozônio que está na estratosfera, porém com o aumento da destruição dessa 
camada, essa radiação vem causando preocupação pois uma pequena quantidade já causa câncer de pele. 
Além disso o índice UVB serve para medir a intensidade quantitativa de raios solares. 
 
c) Essa radiação pode ser prejudicial à vida humana? Explique. 
R: Extremamente prejudicial pois causa câncer, irritações, e nos ecossistemas principalmente no 
marinho pois altera a composição dos fitoplanctons e isso é extremamente prejudicial pois estudos 
indicam que eles produzem cerca de 98% do oxigênio atmosférico.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.