A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Células T

Pré-visualização | Página 1 de 1

Células T
· Possuem núcleo bem alongado
· Fazem parte da imunidade adaptativa, com maior especificidade
· Receptores: TCR
Maturação
· Formação de TCR
· Marcadores de membrana
· Seleção positiva e negativa que ocorre no timo
· Positiva: há reconhecimento de molécula de MHC no organismo, que é uma proteína self – alta afinidade entre MHC e TCR – a interação deve ser bem equilibrada, não forte. Quando é muito forte, é negativa. Isso pode ocorrer pelo tipo do TCR pelo rearranjo gênico
· Timo (pró T/ timócito): 
Sinalização
Rearranjos do TCR 
Forma CD4 (helper) e CD8 (citotóxica)
Enzima recombinase no DNA e transferase, que ativa CD4 ou CD8 de acordo com sinal que vem do TCR
- MHC reconhece antígeno – resposta imune de alta intensidad
- cadeia alfa: formação de imunoglobulinas 
TCR possui região constante fixa na membrana e região variável
 - Rearranjo: formação aleatória. A forma que de ligam é o que importa, identidade criada desde o nascimento pela microbiota
CD4 entende antígeno de MHC classe 2
CD8 atende antígeno de MHC classe 1
 *Proteínas self são proteínas que o corpo já possui, possíveis de ser apresentadas por linfócitos, apesar de não ser bom que aconteça por ser prejudicial. 
Desenvolvimento de células T efetoras
Ativação no linfonodo, com resposta montada. Quando há reconhecimento em MHC, são multiplicados e migram para o sítio de infecção. 
- MHC e TCR precisam de peptídeo para a ligação: determinante antigénico
- As respostas a antígenos externos e teciduais se iniciam nos linfonodos.
Ocorre formação de endosomo e degradação, lisossomos do golgi com MHC, quando fundidos, o antígeno fagocitado é acoplado e enviado para a membrana plasmática. O MHC do lado de fora pode se ligar a Linfócitos T CD4 – proteína exógena
- proteína endógena se inicia na fase do golgi: classe 1 - CD8

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.