A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Sepse materna

Pré-visualização | Página 1 de 1

RESUMO: THENURSE 
INSTAGRAM: THENURSE.BR 
 
Sepse materna 
- Sepses de questão urinária, pulmonar (principalmente devido a 
COVID). 
Potencialmente fatal devido aos riscos da gestação. 
- Alterações fisiológicas na gestação, imunológicas e mecânicas -> 
diagnóstico mais difícil e mais suscetível a infecção. 
Cesariana traz um risco maior! 
➔ Riscos sem ser obstétricos: 
Obesidade, diabetes, hipertensão, idade gestacional acima ou 
abaixo do ideal, vulnerabilidade social (maior fator de risco das 
doenças). 
➔ Principais causas de sepse: 
Abortamentos sépticos, infecção de ferida operatória (cesariana de 
alto risco como exemplo). 
Principais sintomas: 
- Febre; 
- Diarréia ou vomito; 
- Dor abdominal; 
- Tosse; 
- Sintomas urinários. 
A quantidade não necessariamente significa dizer que a gravidade 
será maior! 
Protocolo de sepse: Avaliada a cada hora, e nas primeiras 6hrs 
oferecer oxigênio de alto fluxo, colher todas as culturas (hemo, urino, 
swab com cultura). 
Medir lactato (tanto na grávida quanto na puérpera) ajudam a medir 
os sinais de sepse. 
RESUMO: THENURSE 
INSTAGRAM: THENURSE.BR 
O rim muitas vezes é o principal foco infeccioso, então precisa estar 
protegido! (avaliação de diurese). 
Se tem uma infecção no feto, é porque tem a infecção na mãe (pode 
ser taquicardia fetal, diminuição da movimentação...) 
O mais importante é reconhecer precocemente e tratar 
precocemente para evitar. 
Muita sepse hoje é causada pela COVID, trazendo um aumento na 
morte materna. 
A prioridade sempre é materna. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
RESUMO: THENURSE 
INSTAGRAM: THENURSE.BR 
Referências bibliográficas: 
Aula do YouTube ocorrida no dia 27/09, dada pela LIAGO e LAITE, 
com a participação da Dra. Alessandra Loureiro.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.