A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
[10 02 2021] Imunização

Pré-visualização | Página 2 de 2

Linfócito T 
Auxiliar de 
memória 
Linfócito T 
Citotóxico 
de memória 
Plasmócito 
Ativa (Via 
MHC II) 
Não ativa L 
TCD8+ 
Detecta (Via 
BCR) 
Ativam-se 
É detectado 
(PAMP-PRR) NÃO Infecta 
 
Patógeno inativado 
(morto) 
Célula dendrítica 
(APC) 
Célula 
hospedeira 
Linfócito T 
CD4+ Linfócito B 
Se diferencia 
em 
Produz 
Plasmócito 
Linfócito T Auxiliar 
de memória 
Linfócito B 
de memória 
Produz 
Carlos Eduardo Campos Mendes T5 Medicina 
 
Universidade Nove de Julho Campus São Bernardo do Campo 
 
↳ Ocorre ativação dos L T CD4+ e dos 
Linfócitos B, com a produção de 
anticorpos de alta afinidade, os IgG; 
 
• Vacina de Toxóide → Contém toxóides, 
derivados das toxinas produzidas pelas 
patógenos causadores das doenças; 
↳ Um exemplo desse tipo de vacina é a 
Vacina Dupla Bacteriana (Difteria e 
Tétano). 
 
• Vacina Conjugada → Nessas vacinas, um 
antígeno polissacarídeo/lipídico é conjugado 
a uma proteína; 
↳ Isso garante que ocorrerá uma 
resposta T-dependente, com mudança 
de isotipo de cadeia pesada 
(maturação da afinidade). 
↳ Um exemplo desse tipo de vacina é a 
Vacina Pneumocócica 10V. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
• Vacina Recombinante → O antígeno é 
obtido por técnicas de DNA recombinante, 
inseridos no plasmídeo de uma bactéria ou 
no núcleo de uma levedura que produzirá 
proteínas que induzem à uma resposta 
imune contra aquele patógeno. 
↳ Exemplo: Vacina da HPV. 
 
Eficácia de uma Vacina 
 
• A taxa de eficácia geral de uma vacina é a 
porcentagem de pessoas que tomaram a 
vacina e não desenvolveram a doença. 
↳ Pode ser representada por um valor 
absoluto ou intervalo. 
 
Imunidade de Rebanho 
 
• É a redução da circulação de um vírus 
através da vacinação da população. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
• Imunização é o processo de adquirir proteção imunológica contra toxinas e microrganismos; 
↳ Ativa → Envolve ativação das respostas imunes adaptativas através de um antígeno; 
 Natural → Infecção (contato direto com o antígeno); 
 Artificial → Vacinação. 
↳ Passiva → É feita a partir 
 Natural → Transferência de ACs via aleitamento (IgA) ou pela placenta (IgG); 
 Artificial → Soro profilático. 
 
• A imunização passiva artificial de profilaxia pode ser feita com dois tipos de soro: 
↳ Soro homólogo → De origem humana; 
↳ Soro heterólogo → Possui origem em outra espécie animal (cavalo, chimpanzé). 
 
• A imunização ativa artificial é feita principalmente através de vacinas, que possuem 
diferentes origens e desenvolvem diferentes tipos de resposta imune: 
↳ Vacina de patógeno atenuado (vivo) → Desenvolve uma resposta imune adaptativa 
celular completa (L T CD4+ e L TCD8+) e uma resposta imune adaptativa humoral; 
↳ Vacina de patógeno inativado (morto) → Desenvolve uma resposta imune adaptativa 
celular apenas de Linfócitos T CD4+ e uma resposta imune adaptativa humoral. 
↳ Vacina de vetor viral → Se o vetor for replicante, desenvolve uma resposta parecida 
com a de patógeno atenuado, já se for não replicante, a resposta é parecida com a do 
patóngeno inativado. 
↳ Vacina de subunidade proteica → Desenvolve resposta do L T CD4+ e do Linfócito B. 
 
resumo