A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Avaliação de Risco e Impactos Ambientais - ATIVIDADE FINAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

INSTRUÇÕES: 
 
❖ Esta Avaliação contém 1 (uma) questão, totalizando 10 (dez) pontos; 
❖ Baixe o arquivo disponível com a Atividade Pratica; 
❖ Você deve preencher dos dados no Cabeçalho para sua identificação: 
o Nome / Data de entrega. 
❖ As respostas devem ser digitadas abaixo de cada pergunta; 
❖ Ao terminar grave o arquivo com o nome Atividade Prática; 
o Quando solicitado 
❖ Envio o arquivo pelo sistema no local indicado; 
❖ Em caso de dúvidas consulte o seu Tutor. 
 
 
 
 
Aluno (a): 
 
Data: . 
Avaliação de Risco e Impactos Ambientais 
 
 Avaliação Pratica 
 O gás do efeito estufa é conhecido como gás carbônico ou dióxido de carbono. Todo material 
orgânico queimado na presença de oxigênio, dentre outras substâncias gera o CO2. 
 Sabemos que 1 molécula de metano que também participa do biogás e que está presente em 
pântanos, gera também 1 molécula de CO2. O metano é um gás de estufa mais severo que o pró-
prio CO2. 
 Através dessa alegação, explique por qual motivo as atenções se voltam mais para o CO2 de 
que para o metano(CH4)? Tais informações, são amplamente divulgadas na internet e muito pro-
vavelmente no livro que foi usado como referência para essa matéria específica. Aproveite também 
e, diga quais indústrias podem utilizar o CO2 para gerar produtos que nos sejam favoráveis no 
nosso dia a dia. 
 Dê as referências bibliográficas. 
 
 Resumo do que se pede: Responda dentro dos parâmetros solicitados e, de forma direta. 
 
1) Por que o CO2, apesar de ser menos impactante que o CH4 e o SF6, é o que tem maior 
atenção do mundo científico? 
 
 O termo “efeito estufa” é usado para descrever o lento aquecimento da atmosfera devido 
à emissão de gases de origem humana. Certas moléculas de gás na atmosfera, principal-
mente dióxido de carbono (CO2) e metano (CH4), refletem as ondas de radiação térmica 
emitida pela terra e, portanto, o calor fica preso na atmosfera em vez de ser dissipado no 
espaço. 
 
 O dióxido de carbono ou gás carbônico (CO2) é emitido, principalmente, pelo uso de 
combustíveis fósseis (petróleo, carvão e gás natural) nas atividades humanas. Segundo o 
Painel Intergovernamental de Mudanças do Clima, o CO2 é o principal “culpado” pelo aque-
cimento global, sendo o gás de maior emissão (aproximadamente 78%) pelos humanos. 
 
 O gás metano (CH4) é produzido pela decomposição da matéria orgânica. É abundante 
em aterros sanitários, lixões e reservatórios de hidrelétricas, e também pela criação de 
gado (a pecuária representa 16% das emissões mundiais de gases de efeito estufa) e cultivo 
 
 
de arroz. Também é resultado da produção e distribuição de combustíveis fósseis (gás, pe-
tróleo e carvão). Se comparado ao CO2, também é mais perigoso: o metano é mais eficiente 
na captura de radiação do que o CO2. O impacto comparativo de CH4 sobre a mudança cli-
mática é mais de 20 vezes maior do que o CO2, isto é, 1 unidade de metano equivale a 20 
unidades de CO2. 
 
O gás SF6 em sua forma pura não é tóxico nem perigoso quando inalado, mas como é quase 
cinco vezes mais denso que o ar, em ambientes fechados, ele desloca o oxigênio e, por-
tanto, há risco de asfixia para as pessoas. 
É por isso que você deve ter muito cuidado ao manusear esse gás. 
 
 
 
 
 
 
 
2) O que está acontecendo com os mares pela entrada maciça de CO2? 
 
 
 Quase um terço do dióxido de carbono produzido atualmente vai parar nos oceanos. 
Isso pode até ajudar a diminuir o aquecimento global, mas também gera acidez na água 
e ameaça gravemente os ecossistemas nos mares. 
 
Com a combinação do CO2 mais o H2O e formado o H2CO3 , com isso deixando as 
aguas do oceanos mais acidas. Provocando a morte de corais e prejudicando as aguas 
para os animais marinhos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 Bom trabalho. 
Comentado [LA1]:

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.