A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
265 pág.
manual eSocial 1 0

Pré-visualização | Página 38 de 50

no qual ele está 
lotado passou a enviar os eventos não periódicos em nov/2020 e os periódicos pelo eSocial em 
mai/2021. 
Dados da questão: 
b.1) Início da obrigatoriedade dos eventos não periódicos: nov/2020 
b.2) Início da obrigatoriedade dos eventos periódicos: mai/2021 
b.3) Período de apuração: mai/2021 
b.4) Períodos de referência: ago/2020 a out/2020 
125 
 
b.4) Mês do Desligamento: out/2020 
O órgão público envia o evento S-2200, informando os dados do vínculo e o grupo 
[desligamento] preenchido com a data de desligamento 31-10-2020, e o evento S-1202 com o campo 
{perApur} preenchido com 2021-05 e o campo {perRef}, do grupo {infoPerAnt}, com as competências 
2020-08 a 2020-10, informando as rubricas correspondentes às diferenças remuneratórias de direito. 
Caso sejam informadas no campo {perRef} competências posteriores ao mês de desligamento o 
eSocial recepciona o evento, mas retorna um alerta indicando a inconsistência. 
9.2. O campo {remunSuc} deve ser preenchido com [S] se a remuneração estiver sendo declarada 
relativa a servidor/militar desligado antes de ocorrer uma sucessão de declarantes e quando o 
sucessor fica responsável pela remuneração do trabalhador. Nesse caso o trabalhador não está 
cadastrado em evento S-2200 e, por isso, deve ser preenchido um grupo adicional de informações 
complementares de identificação do trabalhador: [infoComplem]. 
9. Exercício de mandato eletivo 
9.1. Os valores recebidos pelo servidor público vinculado a RPPS ou militar que assumir cargo de 
mandato eletivo federal, estadual, distrital e municipal são informados, conforme adiante: 
a) se o servidor público ou militar assumir cargo de vereador e continuar no exercício do cargo 
efetivo, ele contribui para o seu RPPS de origem e para o RGPS, com base nos valores informados pelo 
declarante do cargo efetivo no evento S-1202 (codCateg = correspondente ao cargo efetivo) e os 
valores informados pelo declarante do cargo eletivo no evento S-1200 (codCateg = 303). 
b) se o servidor público ou militar assumir cargo de vereador, mas não houver compatibilidade 
de horários, ou de prefeito ou vice-prefeito, ele pode optar por receber a remuneração do cargo efetivo 
ou a do cargo eletivo. Em ambos os casos, os valores recebidos são informados pelo declarante 
responsável pelo pagamento no evento S-1202 (codCateg = 304), de acordo com a opção do servidor 
público ou militar. A informação deve observar o descrito adiante: 
b.1) Se a opção for pelo recebimento da remuneração do cargo efetivo, no evento S-2300 o 
campo {indRemunCargo} dever ser preenchido com [S] e o órgão público de origem deve continuar 
informando mensalmente a remuneração do servidor ou militar que estiver exercendo o mandato 
eletivo. 
b.2) Se a opção for pelo recebimento da remuneração do cargo eletivo, no evento S-2300 o 
campo {indRemunCargo} deve ser preenchido com [N]; 
126 
 
c) se o servidor público ou militar assumir um cargo eletivo distinto de vereador, prefeito ou 
vice-prefeito, o evento S-2300 deve ser informado com o campo {indRemunCargo} preenchido com 
[N]; 
d) se o militar com menos de dez anos de serviço assumir um cargo eletivo, é transferido para 
a reserva não remunerada e filiado obrigatoriamente ao RGPS e os valores a ele devidos são informados 
pelo envio do evento S-1200 ({codCateg} = 303); 
e) se o militar com tempo de serviço superior ou igual a dez anos de serviço assumir um cargo 
eletivo, é transferido para reserva remunerada e filiado obrigatoriamente ao RGPS. Os valores da 
reserva remunerada devidos são informados pelo envio do evento S-1207 pelo declarante responsável 
pelo benefício e os valores devidos no cargo eletivo devem ser informados no evento S-1200 (com 
cadastro no evento S-2200, codCateg = 303) pelo órgão do mandado eletivo; e 
f) se o ex-servidor aposentado e o militar da reserva remunerada/reforma assumir um cargo 
eletivo, ele continua contribuindo para o seu RPPS sobre os proventos se for o caso e passa a contribuir 
para o RGPS sobre o subsídio do mandato eletivo. Os proventos recebidos do RPPS são informados 
pelo envio do evento S-1207 pelo declarante responsável pelo benefício e os valores recebidos do 
mandato eletivo são informados no S-1200 (com cadastro no evento S-2200, codCateg = 303) pelo 
órgão do mandado eletivo. 
10. Cessão 
10.1. No caso de servidor de cargo efetivo e militar com cessão/exercício em outro órgão ou à 
disposição da justiça eleitoral, o envio dos eventos remuneratórios deve ser informado de acordo com 
as seguintes situações: 
a) Sendo o cedente (origem do trabalhador) o responsável pela folha de pagamento, ele deve 
informar o campo {respRemun} o valor [S] no evento S-2231 e deve continuar enviando as informações 
de remuneração do trabalhador por este evento, se na origem o regime é RPPS. 
b) Sendo o cessionário (destino do trabalhador) o responsável pela folha de pagamento, o 
cedente deve informar o campo {respRemun} o valor [N] no evento S-2231 e o cessionário deve enviar 
as informações de remuneração do trabalhador por este evento, se na origem o regime é RPPS. 
c) Sendo a folha de pagamento de responsabilidade compartilhada pelo cedente e cessionário, 
o cedente deve informar o campo {respRemun} o valor [S] no evento S-2231, mas ambos devem enviar 
as correspondentes remunerações do trabalhador por este evento, se na origem o regime é RPPS. 
 
127 
 
11. Exercício de mandato em entidade de classe 
11.1. Em relação a exercente de mandato em entidades de classe, essa entidade deve enviar este 
evento relativo a cada uma das competências em que perdurar o afastamento a seu ônus. No mês em 
que terminar o afastamento, deve enviar este mesmo evento contendo, se for o caso, os valores das 
verbas rescisórias devidas. 
12. Indicado para cargo em conselho ou órgão deliberativo 
12.1. Os membros de conselho da administração pública devem ser classificados, conforme adiante: 
a) Os agentes públicos, vinculados a um RPPS ou regime militar, da administração direta, 
autárquica e fundacional, incluindo os defensores públicos, magistrados, membros do Ministério 
Público e dos Tribunais de Contas, bem como os membros do Poder Legislativo devem ser informados 
na categoria 305. Os honorários ou gratificação Jeton desses conselheiros devem ser informados pelo 
envio deste evento; 
b) O servidor/empregado/militar, que atua como membro de conselho do mesmo órgão do 
seu vínculo de origem, mantém a sua categoria, e pode ser informado por meio de uma rubrica 
adicional no seu respectivo evento de remuneração (S-1200 ou S-1202). 
c) O indicativo de incidência da contribuição previdenciária, caso houver, sobre os honorários 
ou gratificação Jeton, é feito na tabela de rubricas, associada a natureza de rubrica [3509], conforme 
Tabela 03 do eSocial. 
 
S-1207 – Benefícios – Entes públicos 
 
Conceito: São as informações referentes aos valores devidos a beneficiários, segurados ou não, no 
mês de referência, abrangendo: 
a) Aposentadorias, pensões e demais benefícios concedidos aos segurados dos RPPS; 
b) Aposentadorias e pensões especiais e/ou graciosas concedidas pelos entes federativos por força 
de legislação específica; 
c) Complementação de aposentadorias e pensões concedidas pelo RGPS; e 
d) Proventos e pensões concedidas aos militares, parlamentares e dependentes. 
Quem está obrigado: Todos os órgãos públicos responsáveis pela administração dos benefícios acima 
referidos. 
Prazo de envio: deve ser transmitido até o dia 15 (quinze) do mês subsequente ao mês de referência 
do evento ou antes do envio do evento S-1299, exceto o referente a período de apuração anual (13º 
128 
 
salário, abono anual, gratificação natalina etc), caso em que deve ser transmitido até o dia 20 do mês 
de dezembro do ano a que se refere, ou antes do envio do correspondente evento S-1299. Em razão 
de necessidade de cumprimento da obrigação relativa à entrega da DCTFWeb,