A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Administração de pessoal - SIMULADO

Pré-visualização | Página 1 de 2

1a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	(FCC, 2017) Quanto ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço - FGTS, segundo ordenamento jurídico e jurisprudência sumulada do Tribunal Superior do Trabalho:
		
	
	A contribuição para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço incide sobre a remuneração mensal devida ao empregado, inclusive horas extras e adicionais, desde que habituais.
	
	A conta vinculada do trabalhador no FGTS poderá ser movimentada quando houver suspensão total do trabalho avulso por período igual ou superior a sessenta dias, comprovada por declaração do sindicato representativo da categoria profissional.
	 
	A prescrição da pretensão relativa às parcelas remuneratórias alcança o respectivo recolhimento da contribuição para o FGTS.
	
	É trintenária a prescrição do direito de reclamar contra a falta de recolhimento de contribuição para o FGTS, observado o prazo de cinco anos após o término do contrato.
	
	Quando ocorrer despedida por culpa recíproca ou força maior, reconhecida pela Justiça do Trabalho, o percentual da multa rescisória será reduzido para dez por cento.
	Respondido em 12/10/2021 19:15:56
	
	Explicação:
A resposta certa é: A prescrição da pretensão relativa às parcelas remuneratórias alcança o respectivo recolhimento da contribuição para o FGTS.
	
		2a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	(FUNCAB, 2013) Segundo a Lei nº 6.367/1976, que dispõe sobre o seguro de acidentes do trabalho, o acidentado do trabalho que, após a consolidação das lesões resultantes do acidente, permanecer incapacitado para o exercício de atividade que exercia habitualmente, na época do acidente, mas não para o exercício de outra, a partir da cessação do auxílio que recebe fará jus à(ao):
		
	
	Pensão vitalícia
	
	Auxílio-invalidez
	
	Auxílio-doença
	 
	Auxílio-acidente
	
	Auxílio-reclusão
	Respondido em 12/10/2021 19:17:29
	
	Explicação:
A resposta certa é: Auxílio-acidente
	
		3a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	Vítor não receberá o mesmo salário, porque a substituição é eventual, por apenas 20 dias.
		
	
	a situação retratada é ilegal, tratando-se de desvio de função, vedado pelo ordenamento jurídico
	 
	Vítor terá direito ao mesmo salário de Henrique, pois a substituição não é eventual.
	
	Vítor terá direito ao seu salário e ao de Henrique, porque há acúmulo de funções.]
	
	Vítor não receberá o mesmo salário, porque a substituição é eventual, por apenas 20 dias.
	
	Mesmo substituindo seu chefe, Vitor terá o direito a receber o salário do cargo que não precisar ser igual ao do ocupante anterior.
	Respondido em 12/10/2021 19:37:02
	
	Explicação:
A respsota correta é: Vítor terá direito ao mesmo salário de Henrique, pois a substituição não é eventual.
	
		4a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	Considerando a Lei nº 13.467/2017, NÃO integram a remuneração do empregado, não se incorporando ao contrato de trabalho e não constituindo base de incidência de qualquer encargo trabalhista, EXCETO
		
	
	o auxílio-alimentação, vedado seu pagamento em dinheiro.
	
	as diárias para viagem.
	 
	as gratificações legais.
	
	os prêmios.
	
	a ajuda de custo.
	Respondido em 12/10/2021 19:42:48
	
	Explicação:
A respsota correta é: as gratificações legais.
	
		5a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	(FGV, 2016) Luís é empregado da sociedade empresária Braço Forte Ltda. Sua jornada é de 8 (oito) horas, desfrutando de 1 (uma) hora de intervalo. Em determinada semana, por necessidade do empregador, Luís trabalhou a jornada de 8 (oito) horas, mas sem desfrutar do intervalo. Em outra semana, trabalhou 7 (sete) horas contínuas, sem intervalo.
Com base no caso apresentado, assinale a afirmativa correta:
		
	
	Luís tem direito a adicional de hora extra apenas na segunda semana.
	
	Apenas na primeira semana Luís tem direito a hora extra.
	 
	Em ambos os casos Luís tem direito a hora extra.
	
	Independentemente da existência de acordo individual, a hora da segunda semana compensa a da primeira semana e, em ambos os casos, Luís não faz jus a hora extra.
	
	Não tendo havido excesso de jornada, Luís não tem direito a hora extra em ambas as semanas.
	Respondido em 12/10/2021 19:43:40
	
	Explicação:
A resposta certa é:Em ambos os casos Luís tem direito a hora extra.
	
		6a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	Em relação ao trabalho noturno...
		
	
	O empregado que trabalha em horários mistos, assim entendidos os que abrangem períodos diurnos e noturnos, não faz jus ao adicional noturno.
	
	O direito ao adicional noturno não é assegurado ao vigia sujeito ao trabalho noturno, tendo em vista a regulamentação própria e a especificidade do serviço realizado, que prevê que ele é inerente ao horário de trabalho.
	 
	Não se aplica a hora reduzida de 52 minutos e 30 segundos ao trabalho noturno dos empregados nas atividades de exploração, perfuração, produção e refinação do petróleo, industrialização do xisto, indústria petroquímica e transporte de petróleo e seus derivados por meio de dutos, que são reguladas por lei própria.
	
	O adicional noturno pago com habitualidade incorpora-se ao salário do empregado, não podendo deixar de ser pago ainda que ele deixe de trabalhar no horário noturno, tratando-se de direito adquirido.        
	
	As gorjetas cobradas pelo empregador na nota de serviço ou oferecidas espontaneamente pelos clientes integram a remuneração do empregado, servindo de base de cálculo para o adicional noturno.
	Respondido em 12/10/2021 19:45:28
	
	Explicação:
A resposta correta é: Não se aplica a hora reduzida de 52 minutos e 30 segundos ao trabalho noturno dos empregados nas atividades de exploração, perfuração, produção e refinação do petróleo, industrialização do xisto, indústria petroquímica e transporte de petróleo e seus derivados por meio de dutos, que são reguladas por lei própria.
	
		7a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	Sérgio, cadeirante, 25 anos, foi contratado como aprendiz na loja de peças automotivas Ferru Hugem Ltda. Após 3 anos de prestação de serviço, foi dispensado por justa causa por ato de improbidade, por haver furtado R$1.500,00 do caixa da empresa. Antes desse incidente, Sérgio nunca teve uma advertência sequer em seu histórico.
 
Com base no relato acima, responda corretamente.
		
	
	O contrato de aprendizagem é valido e a dispensa está enquadrada no motivo errado da lista de possibilidades de dispensa por justa causa.
 
	 
	O contrato de aprendizagem é válido e a dispensa por justa causa também
	
	O contrato de aprendizagem é válido, mas a justa causa aplicada deverá ser anulada, haja vista a ofensa ao princípio da proporcionalidade e razoabilidade, já que o empregado não praticou ato faltoso de tamanha gravidade a ponto de justificar a aplicação de penalidade tão severa. Deve-se considerar, ainda, a não existência de advertências prévias e gradativas
	
	contrato de aprendizagem é válido, mas a dispensa por justa causa não, pois, por ser o empregado um portador de necessidade especial, a dispensa deverá ocorrer judicialmente, por meio de decisão proferida em inquérito para apuração de falta grave.
	
	O contrato de aprendizagem é nulo por dois motivos: um, porque a idade máxima para se contratar um aprendiz é até 24 anos; dois, porque o prazo máximo do contrato é de dois anos. Dessa feita, sendo nulo o contrato de aprendizagem, deverá ser reconhecido o vínculo de emprego como empregado urbano normal.
	Respondido em 12/10/2021 19:49:36
	
	Explicação:
A resposta correta é: O contrato de aprendizagem é válido e a dispensa por justa causa também
	
		8a
          Questão
	Acerto: 1,0  / 1,0
	
	A Lei n° 13.467/2017 revogou alguns dispositivos da CLT quanto ao prazo para pagamento das verbas rescisórias, que passou a ser de até:
		
	
	10 dias contados a partir do término do contrato, incluindo-se o dia do começo e excluindo-se o do vencimento
	
	10 dias contados a partir do término do contrato, incluindo-se

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.