A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
202 pág.
livro (2)

Pré-visualização | Página 50 de 50

à autonomia. 
14. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.
CARMEN, E. Psicologia da adolescência. Porto Alegre: Artes Médicas, 1988.
CATANI, A. M. O que é capitalismo. São Paulo: Círculo do Livro, 1980.
CHAUI, M. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 2003.
CHAZAUD, J. A personalidade: suas dimensões e seu desenvolvimento. São 
Paulo: Ibrasa, 1986.
CIAMPA, A. da C. A estória do severino e a história da Severina: um ensaio de 
Psicologia social. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.
CODO, W. et al. Indivíduo, trabalho e sofrimento. Petrópolis: Vozes, 1992.
______. O que é alienação. São Paulo: Brasiliense, 1995.
CORNICK, M. A. C. P.; SAVOIA, M. G. Psicologia social. São Paulo: McGraw-
Hill, 1989.
DIAS, R. Introdução à Sociologia. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005.
DUARTE, N. Formação do indivíduo, consciência e alienação: o ser humano na 
Psicologia de A. N. Leontiev. Cad. CEDES, Campinas, v. 24, n. 62, abr. 2004. 
Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-
32622004000100004&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 17 fev. 2010.
ERIKSON, E. O ciclo de vida completo. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.
______. Infância e sociedade. 2. Ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1987.
FARR, R. M. As raízes da psicologia social moderna. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 
1999.
FRANCO, M. L. P. B. Representações sociais, ideologia e desenvolvimento 
da consciência. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, v. 34, n. 121, abr. 2004. 
Disponível em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-
15742004000100008&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 07 fev. 2010. 
189
FREITAS, M. de F. Q. de. Práxis e ética na Psicologia social comunitária: 
possibilidades de transformação social na vida cotidiana. In: PLONER. K. S. 
(org.). Ética e paradigmas na psicologia social. Porto Alegre: ABRAPSOSUL, 
2003.
GÓIS, C. W. de L. Psicologia comunitária. In: SILVA, M. de F. de S. e.; AQUINO, 
C. A. B. de. (orgs.). Psicologia social: desdobramentos e aplicações. São Paulo: 
Escrituras, 2004.
GUARESCHI, P. A. “Sem dinheiro não há salvação”: ancorando o bem e o mal 
entre neopentecostais. In: GUARESCHI, P. A.; JOVCHELOVITCH, S. (Orgs.). 
Textos em representações sociais. 2. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1995. p. 205-208.
GUARESCHI, N. M. de F.; BRUSCHI, M. E. (orgs). Psicologia social nos estudos 
culturais: perspectivas e desafios para uma nova psicologia social. Rio de Janeiro: 
Vozes, 2003.
GUARESCHI, P. A. Ideologia. In: STREY, M. N. et al. Psicologia social 
contemporânea. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1998.
GLEITMAN, H.; REISBERG,D.; GROSS, J. Psicologia. Porto Alegre: Artmed, 
2009.
GUSMÃO, N. M. M. de. A maturidade e a velhice: um olhar antropológico. 
In: NERI, A. L. Desenvolvimento e envelhecimento: perspectivas biológicas, 
psicológicas e sociológicas. São Paulo: Papirus, 2001.
KAHHALE, E. M. P. Subsídios para reflexão sobre sexualidade na adolescência. 
In: BOCK, A. M. B.; GONÇALVES, M. G. M.; FURTADO, O. (orgs). Psicologia 
sócio-histórica: uma perspectiva crítica em psicologia. 3. ed. São Paulo: Cortez, 
2007.
LANE, S. T. M. A Psicologia social e uma nova concepção de homem para a 
Psicologia. In: LANE, S. T. M.; CODO, W. (Orgs.). Psicologia social: o homem 
em movimento. São Paulo: Brasiliense, 1984.
______. O que é psicologia social. São Paulo: Brasiliense, 2008.
MANCEBO, D. Contemporaneidade e efeitos de subjetivação. In: BOCK, A. M. 
B. (org.). Psicologia e o compromisso social. São Paulo: Cortez, 2003.
MAQUIAVEL, Nicolau. O príncipe. Tard. Maria Lucia Como. 18. ed.São Paulo: 
Editora Paz e terra, 2007.
MARTÍNEZ, A. M.; SIMÃO, L. M. (orgs.). O outro no desenvolvimento 
humano. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.
190
MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. 2. ed. São Paulo: 
Martins Fontes, 1983. 
MAYORGA, C.; PRADO, M. A. M. (orgs.). Psicologia social: articulando saberes 
e fazeres. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.
MEKSENAS. P. Sociologia: a paixão de conhecer a vida. 11. ed. São Paulo: 
Loyola, 1995.
MINAYO, M. C. de S. O conceito de representações sociais dentro da sociologia 
clássica. In: GUARESCHI, P. A.; JOVCHELOVITCH, S. (Orgs.). Textos em 
representações sociais. 2. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1995.
MORAIS, Regis de. O que é violência urbana. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 
1981.
MOREIRA, M. I. C. A formação em Psicologia Social. In: MAYORGA, C.; 
PRADO, M. A. M. (orgs.). Psicologia social: articulando saberes e fazeres. Belo 
Horizonte: Autêntica, 2007.
MOSQUERA, J. J. M. Vida adulta: personalidade e desenvolvimento. Porto 
Alegre: Sulina, 1978.
NASCIMENTO, M. L. Contextos de educação da infância: parceria entre 
famílias e as instituições de educação infantil. In: Caderno Temático de 
Formação II - Educação Infantil. Construindo a pedagogia da infância no 
município de São Paulo. Disponível em: <http://ww2.prefeitura.sp.gov.br//
arquivos/secretarias/educacao/caderno/caderno_tematico_II.doc>Acesso em: 02 
fev. 2010.
ODALIA, Nilo. O que é a violência. São Paulo: Brasiliense, 1983.
OLIVEIRA, P. S. de. Introdução à sociologia. 24. ed. São Paulo: Ática, 2003.
OLIVEIRA, F. O. De.; WERBA, G. C. Representações sociais. In: STREY, M. N. et 
al. Psicologia social contemporânea. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1998.
OLIVEIRA, M. K. de. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento: um processo 
sócio-histórico. São Paulo: Scipione, 1997.
OSÓRIO, L. C. Adolescente hoje. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.
OZELLA, S. A adolescência e os psicólogos: a concepção e a prática dos 
profissionais. In: OZELLA, S. (Org.). Adolescências construídas: a visão da 
psicologia sócio-histórica. São Paulo: Cortez, 2003.
PALANGANA, I. C. Desenvolvimento e aprendizagem em Piaget e Vygotsky: 
a relevância do social. 2. ed. São Paulo: Plexus, 1998.
191
PAPALIA, D. E.; OLDS, S. W.; FELDMAN, R. D. Desenvolvimento humano. 8. 
ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.
PIAGET, J. Seis estudos de psicologia. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 
1985.
RAMOS, A. Introdução à psicologia social. 4. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 
2003.
RODRIGUES, A.; ASSMAR, E. M. L.; JABLONSKI, B. Psicologia social. 24. ed. 
Petrópolis: Vozes, 1999.
ROSA, E. Z.; ANDRIANI, A. G. P. Psicologia sócio-histórica: uma tentativa de 
sistematização epistemológica e metodológica. In: KAHHALE, E. M. P. (Org.). 
A diversidade da psicologia: uma construção teórica. 3. ed. São Paulo: Cortez, 
2008.
SAWAIA, B. B. Comunidade: a apropriação científica de um conceito tão 
antigo quanto a humanidade. In: CAMPOS, R. H. de F. In: Psicologia social 
comunitária: da solidariedade à autonomia. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.
SAWAIA, B. B. Representação e ideologia: o encontro desfetichizador. In: 
SPINK, M. J. (org.). O conhecimento no cotidiano: as representações sociais na 
perspectiva da psicologia social. São Paulo: Brasiliense, 1995.
SHAFFER, D. R. Psicologia do desenvolvimento: infância e adolescência. São 
Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.
SPINK, M. J. Desvendando as teorias implícitas: uma metodologia de análise 
das representações sociais. In: GUARESCHI, P. A.; JOVCHELOVITCH, S. 
(Orgs.). Textos em representações sociais. 2. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1995.
STREY, M. N. et al. Psicologia social contemporânea. 6. ed. Rio de Janeiro: 
Vozes, 1998.
TOMELIN, J. F.; TOMELIN, K. N. Diálogos filosóficos. Blumenau: Nova Letra, 
2004.
VÁZQUEZ, A.S. Filosofia da práxis. São Paulo: Expressão Popular, 2007, p. 219-
222.
VILELA, A. M. J. O estatuto da psicologia social: contribuições da história para 
psicologia social. In: MAYORGA, C.; PRADO, M. A. M. (Orgs.). Psicologia 
social: articulando saberes e fazeres. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.
VYGOTSKY, L.S. Pensamento e linguagem. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 
1991.
192
ANOTAÇÕES
____________________________________________________________

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.