A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
PROVA DE SOCIOLOGIA DO CRIME E DA VIOLÊNCIA

Pré-visualização | Página 1 de 2

PROVA DE SOCIOLOGIA DO CRIME E DA VIOLÊNCIA
Questão 1/10 - Sociologia do Crime e da Violência
Ao longo da história, a produção industrial tem modificado profundamente o espaço geográfico. Em pouco mais de 100 anos de revoluções industriais, o mundo tem vivido constantes transformações principalmente na área tecnológica, surgem novas máquinas, há mais consumo de energia e ampliação do mercado consumidor. Antes do período da industrialização, os produtos eram fabricados artesanalmente nas manufaturas, depois com o surgimento da indústria no final do século XVIII, a produção passou a ser em grande escala, diminuindo o custo e o tempo de produção e gerando mais lucros. A industrialização pode ser dividida em três etapas: a clássica (ou original), planificada (ou socialista) e periférica (tardia ou retardatária), isso do ponto de vista político-administrativo. No que diz respeito às   evoluções tecnológicas podem ser classificadas em: Primeira, Segunda e Terceira Revolução Industrial.
Disponível em: https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/geografia/a-industrializacao-humanidade.htm.Acesso em: 26/06/2019.
Com base nos estudos feitos na disciplina de Sociologia do Crime e da Violência, assinale a alternativa CORRETA, identificando o fenômeno promovido pela concentração da população a serviço da industrialização, o qual oportunizou a criação de novas cidades e transformação por completo das já existentes:
	
	A
	Concentração.
	
	B
	Gentrificação.
	
	C
	Urbanização.
	
	D
	Socialização.
	
	E
	Agrupamento.
Questão 2/10 - Sociologia do Crime e da Violência
A Avenida Ceará, que passa por diversos bairros de Rio Branco, inclusive pelo centro da cidade, terá toda a sinalização renovada. A Coordenadoria de Engenharia do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) iniciou os trabalhos nesta semana, e deve seguir revitalizando a sinalização ao longo do trecho pelos próximos 30 dias. “Esse é um trabalho periódico que realizamos a fim de manter as vias da cidade sempre bem sinalizadas, para que condutores e pedestres se sintam seguros para transitar”, explica a coordenadora da engenharia de trânsito do Detran, Naiana Cavalcante. Ao todo, a Avenida Ceará tem 6.530 metros de extensão. Ao longo da via, a equipe de engenharia vai revitalizar faixas de pedestre, ciclofaixas, eixo (linhas amarelas), bordo (linhas brancas), rotatórias e sinalização em zonas de conflito, que são os cruzamentos, além do reforço na sinalização vertical (placas). Para não comprometer o trânsito, o trabalho é efetivado sempre na parte da noite, já que a via é uma das mais movimentadas da cidade, por isso a restauração da sinalização levará cerca de um mês para ser concluída.
Disponível em: https://www.agencia.ac.gov.br/sinalizacao-de-transito-e-restaurada-na-maior-avenida-de-rio-branco/. Acesso em 27/06/19.
Com base nos estudos feitos na disciplina de Sociologia do Crime e da Violência e, considerando o texto acima, assinale a alternativa que aponta, corretamente, qual é a cidade brasileira que se tornou referência mundial em restruturação:
	
	A
	Cuiabá.
	
	B
	Manaus.
	
	C
	Maceió.
	
	D
	Porto Alegre.
	
	E
	Curitiba.
Questão 3/10 - Sociologia do Crime e da Violência
Ainda era de madrugada quando equipes, carros blindados e helicópteros começaram a movimentação para invadir a Rocinha. Moradores foram orientados a não deixar suas casas para evitar ficar exposto a um possível confronto armado entre policiais e traficantes. Mas, ao contrário do que se imaginava, a retomada do território aconteceu de forma tranquila, sem que nenhum disparo tenha sido feito. Criminosos tentaram colocar barricadas e jogaram óleo na pista, mas isso não impediu a chegada das tropas ao alto do morro. Homens estrategicamente posicionados nos principais acessos da comunidade ajudaram a evitar o fogo cruzado.
Texto adaptado: Disponível em: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/11/apos-decadas-merce-do-trafico-rocinha-e-ocupada-pela-policia.html. Acesso em 27/06/19.
Com base nos estudos feitos na disciplina de Sociologia do Crime e da Violência e, considerando o texto acima na visão de Norbert Elias, assinale a alternativa que indica, corretamente, como é denominada a situação acima expressada: 
	
	A
	Equiparação do espaço social.
	
	B
	Evolução do espaço social.
	
	C
	Pacificação do espaço social.
	
	D
	Educação no espaço social.
	
	E
	Inclusão no espaço social.
Questão 4/10 - Sociologia do Crime e da Violência
A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece a violência doméstica contra a mulher como uma questão de saúde pública, que afeta negativamente a integridade física e emocional da vítima, seu senso de segurança, configurada por círculo vicioso de "idas vindas" aos serviços de saúde e o consequente aumento com os gastos neste âmbito. Os dados do Mapa da Violência (Waiselfisz, 2015) confirmam que a reincidência acontece em praticamente metade dos casos de atendimento de violência contra a mulher (49,2%), principalmente com as mulheres adultas (54,1%) e as idosas (60,4%).
Referência: PESCAROLO, Joyce Kelly. Sociologia Urbana e da Violência. Curitiba: InterSaberes, 2017.
Com base no texto acima e nos estudos feitos na disciplina de Sociologia do Crime e da Violência, classifique as sentenças abaixo como V para as verdadeiras e F para as falsas:
(   )  A violência contra a mulher é mais sistemática e repetitiva do que a que acontece contra os homens.
(   )  Essa sistematicidade se acentua na idade adulta e entre as idosas.
(   ) No sexo masculino, as maiores taxas de reincidência encontram- se nos extremos do ciclo de vida: entre as crianças e os idosos.
(   )  Essa sistematicidade da violência contra a mulher se acentua apenas na idade   adulta.
Após a análise, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta: 
	
	A
	F, V, F, V.
	
	B
	V, V, V, F.
	
	C
	V, V, V, V.
	
	D
	F, F, V. V.
	
	E
	F, F, F. V.
Questão 5/10 - Sociologia do Crime e da Violência
Leia o texto a seguir:
As cidades grandes apresentam dinâmicas semelhantes. Nelas também há grupos que estão em posição de dominação e, por isso, podem segregar aqueles que não se encontram na mesma posição. É claro que essa segregação não precisa ser expressa de forma verbal ou em avisos e placas. Ela é potencialmente pior, por ser simbólica, invisível. Ela é sentida, principalmente quando aqueles que estão à margem decidem frequentar os mesmos lugares que as elites, como os shoppings centers de alto poder aquisitivo. A pressão social sentida é tão grande que dificilmente a mistura das classes se mantém.
PESCAROLO, Joyce Kelly. Sociologia Urbana e da Violência. Curitiba: InterSaberes, 2017.
Com relação ao texto citado acima, e ao conceito do termo “pressão Social” referenciado pelo autor, considerando, ainda, os conteúdos abordados na disciplina   analise as sentenças abaixo indicado V para as verdadeiras e F para as falsas:
(   ) Considerado um horror pelos comerciantes, o lugar pode ser abandonado pelos frequentadores tradicionais e ocupado pelos da periferia;
(   ) Em uma espécie de processo invertido de gentrificação;
(   ) Os possíveis novos frequentadores podem se sentir absolutamente intimidados por uma sensação de não pertencimento àquele local, como que desencaixados;
(   ) A pressão pode ser amenizada através de acordos entre os comerciantes com relação aos horários de atendimentos;
Após a análise, assinale a alternativa que apresenta a sequência correta: 
Nota: 10.0
	
	A
	V, V, F, F
	
	B
	F, F, V, V
	
	C
	V, F, V, F
	
	D
	V, V, V, F
	
	E
	V, V, V, V
Questão 6/10 - Sociologia do Crime e da Violência
A multiplicação de movimentos de moradia além da   popularização da região central têm provocado conflitos com gestores públicos estaduais e municipais. Um símbolo deste embate foi a demolição, em 2010, do edifício São Vito, um precário cortiço que ficava no Brás. Enquanto a Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (COHAB), ligada à Secretaria Municipal de Habitação, estudava reformar o prédio juntamente com o edifício vizinho, Mercúrio, foi determinada

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.