A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Placenta

Pré-visualização | Página 1 de 1

Placenta
Composição de tecidos maternos e fetais, com
intenção de trocas fisiológicas.
Introdução
A ausência e o tipo de placenta divide os
mamíferos
Prototérios:
• Animais que possuem pelos.
• Produzem leite.
• Apresenta glândulas mamárias mas não tem
mamilos.
• São ovíparos e possuem cloaca.
• Não possuem placenta.
Metatérios:
• Ordem dos marsupiais, que são cangurus,
coalas, gambás e cuícas.
• Placenta é pouco desenvolvida.
• Embrião completa seu desenvolvimento
dentro de uma bolsa chamada marsúpio.
Eutérios:
• São vivíparos.
• Possuem placenta bem desenvolvida.
• Substituíram os prototérios e metatérios na
maior parte do mundo.
➛ A adaptação do trato reprodutivo dos
mamíferos;
➛ Órgão feto materno;
➛ Trocas gasosas e de nutrientes entre mãe
e feto;
➛ Secreção endócrina;
➛ Não há relação entre a circulação materna
e fetal;
➛ Toxemia; determinado período de tempo
para expulsão da placenta do corpo da fêmea,
varia para cada espécie.
Trofoblasto
• Ancoragem do embrião da mãe; tem uma
importância para posição do embrião e
formação e fixação na mucosa do útero.
• Nutrição do embrião;
• Trocas metabólicas e gasosas;
diretamente relacionadas a essa estrutura.
• Interferência no metabolismo materno-
permitir o desenvolvimento embrionário;
pontos iniciais para o desenvolvimento
embrionário.
• Proteção contra o sistema imune da
mãe;
• Defesa contra patógenos.
Implantação
• A data de implantação varia muito entre
as espécies; vacas 40 dias e cadelas 12-17
dias.
• Aposição (útero/blastocisto); contato do
blastocisto com a parede do útero.
• Adesão; quando o contato já está íntimo e
de fato adere. perda da zona pelúcia.
encerramento do lume uterino.
desenvolvimento de interdigitações.
• Invasão ou desenvolvimento placentário.
Adesão
Aposição
Processo no início da gestação: 2-3 semanas de gestação.
Trofoblasto: origina a placenta.
Embrioblasto: origina anexos embrionários.
Membranas Fetais
• Alantóide
• Âmnio (cavidade amniótica)
• Vesícula vitelina
• Córion
Saco Vitelino
• Primeiro anexo a ser formado;
• Derivado do hipoblasto e mesoderma
extraembrionário;
• Garante a nutrição inicial do embrião.
Cório
• Camada epitelial, deriva do trofoblasto;
• Posteriormente: cório secundário:
• Camada mais externa da unidade
fetoplacentária;
• Barreira de troca decisiva materno-fetal.
Alantóide
• Camada seguinte ao cório;
• Bexiga urinária extraembrionária;
• Origem endodérmica;
• Está envolvido na hematopoiese inicial;
• Os vasos sanguíneos alantoideanos iniciam os
vasos umbilicais;
• O alantóide remanescente origina o úraco,
que se conecta com a bexiga urinária;
• Equinos e carnívoros se desenvolvem
bastante.
Âmnio
• Composto por duas camadas celulares:
➛ Epiblasto derivado da camada ectodérmica
extra-embrionária.
➛ Delgado mesoderma embrionário
não-vascular.
• Conectado ao embrião pela parte ventral.
• Derivado do ectoderma embrionário;
• Membrana mais interna, mais próxima do
feto;
• Está fundido com a camada mais interna do
alantóide.
Funções do Âmnio
• Proteção mecânica;
• Permite movimentos livres os quais
influenciam o desenvolvimento neuromuscular.
• Antibacteriano.
• Permite o crescimento fetal.
• Proteção contra adesões.
Constituição da Placenta
• Porção fetal - córion viloso;
• Porção materna derivada do endométrio-
decídua basal.
Decídua é a camada do endométrio que se
separa do restante do útero na hora do parto.
Constituição da Placenta
Face materna
Face fetal
Critério histológico e perda de
tecido:
• Epiteliocorial e Indecídua: equinos, bovinos e
suínos;
• Sindesmocorial: ovinos e caprinos;
• Endoteliocorial e Decídua: carnívoros;
• Hemocorial e Decídua: primatas, roedores e
homens.
Critério Anatômico:
• Difusa: equinos e suínos;
• Cotiledonária: ruminantes;
• Zonária: carnívoros;
• Discóide: primatas, roedores e homens.
Carnívoros
caninos e felinos
Primatas e roedores
Humanos, coelhos, lebre e morcegos
Suínos e equinos
Ruminantes
bovinos, caprinos e ovinos