Taylor e Fayol
4 pág.

Taylor e Fayol


DisciplinaAdministração para Engenheiros189 materiais1.350 seguidores
Pré-visualização1 página
Taylor: 
- criador do movimento da administração científica 
- problemas da Midvale Steel: 
 - administração não tinha noção clara da divisão de suas 
 responsabilidades com o trabalhador 
 - não havia incentivos para a melhora no desempenho do trabalhador 
 - trabalhadores não cumpriam seus deveres 
 - eram colocados em tarefas que não tinham aptidão 
 - decisões baseada nos palpites 
 - não havia integração entre os departamentos da empresa 
Adminitração Científica: 
Primeira Fase: 
- ataque ao problema dos salários (pagamento por dia trabalhado e por peça 
produzida) 
 Solução: Pierce Rate System = foi calculado quanto tempo um homem levava 
para produzir uma peça dando o melhor de si. Para se estabelecer o pagamento 
por peça, para que o trabalhador assegurasse uma renda razoável. 
- estudo sistemático do tempo = qual a velocidade máxima que o trabalho poderia 
ser feito. Era então definido o tempo-padrão de produção. Foi feito com o único 
objetivo de buscar precisão para a definição dos salários 
- sistema de administração de tarefas 
Segunda Fase: 
- ampliação do escopo da tarefa para a administração. 
 - Shop Management: aprimoramento dos métodos de trabalho: 
 definição de homem de primeira classe (altamente motivado e realiza 
 seu trabalho sem desperdiçar tempo) 
 - padronização de ferramentas e equipamentos 
 - sequenciamento e programação de operações 
 - estudo de movimentos (como na primeira fase) 
- Princípios da administração científica: 
 - seleção e treinamento de pessoal 
 - salários altos e custos baixos de produção 
 - identificação da melhor forma de executar tarefas 
 - cooperação entre administração e trabalhadores 
 
Terceira Fase: Shop management 
- consolidação dos princípios da admin.cient.: 
 - nova ciência para substituir o método empírico 
 - instruir e treinar o trabalhador 
 - proposição de divisão de autoridade e responsabilidades entre 
 administração e os trabalhadores dentro da empresa 
 - criação de um departamento de planejamento: 
 Toda atividade cerebral deve ser removida da fábrica e centralizada 
 no departamento de planejamento 
- produtividade resulta da eficiência do trabalho e não da maximização do 
esforço 
- Frank e Lilian Gilbreth: 
 Ele = engenheiro = estudo sistemático e racionalização dos movimentos 
 Ela = psicóloga = estudo da fadiga 
Ele = MOTION STUDY= racionalização dos movimentos 
Juntos, publicaram o Fadigue Study, : 
- o ambiente de trabalho redesenhado, 
- fadiga minimizada 
- períodos de descanso. 
- redução das horas diárias de trabalho e 
- aumento de dias de descanso remunerado 
- Henry Gantt: 
método gráfico de acompanhamento diário de produção, para acompanhar fluxo 
de produção. 
Permitia coordenar o trabalho das diversas fábricas e departamentos na época da 
Primeira Guerra, conhecido como Gráfico de Gantt 
- Hugo Munsterberg: psicologia na indústria 
 - encontrar os homens mais capacitados 
 - definir condições psicológicas mais favoráveis 
 - primeiros testes de seleção de pessoas 
Críticas à Administração Científica: 
 - aumento da eficiência leva ao desemprego 
 - a admin. cient. nada mais era uma técnica para o operário trabalhar mais e 
ganhar menos => levou a um inquérito de Taylor no Congresso (1911) onde foi 
determinado a proibição do uso de cronômetros e pagamentos de incentivos 
 
Ford: 
- linha de montagem móvel e mecanizada 
- trabalhador especializado 
- redução do tempo de produção 
- controle da qualidade 
- uniformidade 
- redução dos custos dos estoques: Quanto mais carros produzidos, mais baratos 
eles ficavam 
- dia de trabalho de 8 horas 
- duplicou o salário 
 
Fayol e a Escola de administração 
Fayol tirou a empresa Comambault da falencia ao fechar unidades deficitárias e 
lançar novos produtos e novas minas de carvao 
Processo administrativo: 
- planejamento: traçar um plano de metas a médio e longo prazo 
- organização: montar estrutura para realizar o empreendimento 
- comando: manter o pessoal em atividade em toda a empresa 
- coordenação: reunir e unificar todos os esforços 
- controle: cuidar para que tudo se realize de acordo com os planos 
Empresa: sistema de regras e autoridade com o objetivo de fornecer valor na 
forma de bens e serviços a seus consumidores 
Administração: separada das demais funções da empresa 
Papel dos gerentes: dão ordens, controlam e coordenam as tarefas 
1) Assegurar a cuidadosa preparação e execução rigorosa dos planos 
2) Cuidar para que a organização humana e material seja coerente com os 
objetivos, requisitos e recursos da empresa (que os trabalhadores e materiais 
sejam coerentes com os planos e recursos) 
3) Estabelecer uma autoridade construtiva, competente, enérgica e única 
4) Harmonizar atividades e coordenar esforços 
5) Formular decisões de forma simples, nítida e precisa 
6) Organizar a seleção eficiente do pessoal 
7) Definir claramente as obrigações 
8) Encorajar a iniciativa e o senso de responsabilidade 
9) Recompensar justa e adequadamente os serviços prestados 
10) Usar sanções contra faltas e erros 
11) Manter a disciplina 
12) Subordinar os interesses individuais ao interesse geral 
13) Manter a unidade de comando 
14) Supervisionar a ordem material e humana 
15) Ter tudo sob controle 
16) Combater o excesso de regulamentos, burocracia e papelada 
Drucker: Administração por objetivos 
1) Divisão do trabalho: designação de tarefas específicas para cada pessoa com 
especialização das funções e separação dos poderes 
2) Autoridade e Responsabilidade: a primeira é o direito de mandar e o poder de 
fazer-se obedecer. A segunda, recompensa que acompanha o exercício do poder 
3) Disciplina: respeito aos acordos estabelecidos entre a empresa e seus agentes 
4) Unidade de comando: cada pessoa só possui um superior 
5) Unidade de direção: um só chefe e um só programa para o mesmo objetivo 
6) Interesse geral:subordinação do interesse individual ao interesse geral 
7) Remuneração do pessoal: forma equitativa, baseada em fatores externos e 
internos 
8) Centralização: equilíbrio entre a concentração de poderes de decisão no chefe, 
sua capacidade de enfrentar suas responsabilidades e a iniciativa dos 
subordinados 
9) Cadeia Escalar: hierarquia (ponte de Fayol) 
10) Ordem: um lugar para cada pessoa e cada pessoa em seu lugar 
11) Equidade: Tratamento das pessoas com justiça, mas com o rigor necessário 
12) Estabilidade do pessoal: manutenção das equipes como forma de promover 
seu desenvolvimento 
13) Iniciativa: faz aumentar o zelo e a atividade dos agentes 
14) Espírito de equipe: desenvolvimento e manutenção da harmonia dentro da 
força de trabalho 
Em seu livro \u201cA prática da Administração\u201d, Drucker enfatizou a necessidade de 
estabelecer objetivos como: 
- participação no mercado 
- inovação 
- produtividade 
- recursos físicos e financeiros 
- rentabilidade 
- desempenho e aprimoramento gerencial 
- desempenho e atitudes dos trabalhadores 
- responsabilidade pública 
Anos 50: estruturas e comportamentos hierárquicos e APO favorecia métodos 
participativos 
Anos 60 e 70: muito sucesso 
Anos seguintes: declínio como sistema de implementação de estratégias 
Final dos Anos 90: métodos participativos substituíram os hierárquicos e a 
essência da APO se tornou redundante