Como se preparar para o Enem?

Vestibulandos, como vocês devem saber, o edital do Enem já saiu. E, é claro, veio com ele a pergunta que não quer calar: como se preparar para a prova?

Separamos umas dicas básicas para te orientar. Dá uma olhada:

Conheça bem a prova

Conhecimento é poder, certo? Essa lógica também se aplica ao Enem: para dominá-lo, é necessário conhecê-lo bem. 

Isso significa entender quais competências e habilidades são cobradas, quantas questões de cada disciplina caem, qual é o tipo de redação exigida, os dias e horários do exame… enfim: é pra stalkear tudo sobre o Enem, mesmo.

Então, entre na página do participante e pesquise tudo sobre o exame.

Crie um cronograma com metas de estudo

Organize sua rotina de estudos com um cronograma. Ou seja: saiba, semana por semana, dia por dia, quais matérias você vai estudar e quanto tempo vai dedicar a cada uma delas.

Junto a esse cronograma, crie metas de estudo. Exemplo: “Revisar todo o conteúdo de Segunda Guerra Mundial até o dia 30”. Essa estratégia vai ajudar a manter o seu foco. 

Ah: e não esqueça de criar mini recompensas a cada meta batida, viu? Esse estímulo é outro aliado do foco. 

Vale se dar meia hora a mais de sono em um dia, uma comida que você ama… o importante é se agradar para comemorar essas pequenas grandes vitórias de estudo 😉

Faça provas antigas 

Como qualquer outra prova, o Enem fica mais fácil se você tiver familiaridade com as questões que caem nele. 

E como ter esse conhecimento? Isso mesmo: refazendo provas antigas! No site do Inep, você encontra todas as provas anteriores do exame, desde 2009. 

Foque nas matérias que mais caem 

Se você focar 100% no edital, pode ser que dê uma leve pirada, pois é muuuito conteúdo no jogo. Mas, sem pânico: apesar da variedade de temas, o Enem tem preferência por alguns. 

Um estudo do site Brasil Escola listou os temas mais cobrados, por disciplina, pra você ficar de olho.

Em história, por exemplo, o tema “Segunda Guerra Mundial” é o mais recorrente. Já em Química, “ligações” e “polaridade” foram os assuntos mais cobrados. 

Para ver a lista completa das matérias que mais caem, clique aqui.

Estude com conteúdos de especialistas 

Nada melhor do que aprender com quem mais sabe, né? Então, estude muito com quem manja tudo dessa prova. E olha que boa notícia: isso pode ser feito online mesmo. 

Aqui, no Passei Direto, temos vários especialistas em Enem. 

No perfil de cada um, você encontra desde questões resolvidas até videoaulas para compreender melhor cada disciplina. Leia esta matéria para saber mais sobre eles :)

Informe-se com frequência

Não é segredo que a boa informação leva à construção de melhores argumentos. E isso é fundamental para fazer uma boa redação, uma das questões mais decisivas do Enem.

Nessa prova, é comum a abordagem de temas recentes. Por isso, tire um tempinho do seu dia para ler ou assistir noticiários para ficar por dentro do que está acontecendo no mundo.

Uma observação bastante importante: acompanhe as notícias por canais confiáveis, ok? 

Consumir e comunicar informações falsas é um perigo, pois elas tiram a coerência da sua mensagem e prejudicam o desempenho geral do seu texto.

Cuide do seu emocional

Dominar os conteúdos é muito importante, mas de nada adianta decorar tudo se o seu emocional não estiver bem.

Sabe por quê? Porque um estado emocional tenso pode levar ao tão temido “branco” na hora da prova.

Por isso, cuide também da sua inteligência emocional, e não só da inteligência cognitiva. Afinal, as duas andam juntas 😉

Uma dica básica para te ajudar nisso é aproveitar a quarentena para investir mais no seu sono.

Aproveite o tempo de deslocamento diário que você está economizando para dormir um pouco mais (e melhor). 

Isso ajuda a consolidar as informações que você consumiu durante o dia e te proporciona mais relaxamento, o que equilibra as emoções.

Evite o excesso de autocobrança

Como falamos lá em cima, cuidar do emocional é fundamental na preparação para a prova. Sendo assim, é importante diferenciar disciplina e foco de excesso de autocobrança. 

Disciplina e foco são extremamente benéficos e te ajudam a se sentir mais preparadx para a prova.

A autocobrança demasiada é o contrário: ela gera insegurança constante e te leva à exaustão, prejudicando seu desempenho. Por isso, pegue leve consigo mesmx. 

Lembre-se: você não está apenas estudando em casa. Você está estudando em casa em meio a uma pandemia. Ter isso em mente vai diminuir a pressão interna e te ajudar a fluir melhor nos estudos.

E aí! Partiu se preparar para o Enem? 😉