O que você não sabe sobre a Independência do Brasil

mapa mental independência do brasil

Você já ouviu falar que um assunto nunca se esgota por completo e sempre podemos aprender mais sobre ele? Por isso, e porque como acreditamos muito na força do conhecimento e em como podemos compartilhar ele, viemos te contar algumas curiosidades sobre a Independência do Brasil que você talvez não saiba ainda. A parte mais legal é que esse assunto é super comum nas questões de história do Enem. Se você vai fazer o vestibular, esse post é pra você.


O processo de  Independência do Brasil

Embora a Independência do Brasil seja muito marcada pela imagem de D. Pedro II às margens do Ipiranga, esse foi apenas o ponto alto de um longo processo, que durou muitas décadas. Além disso, vários nomes da história do Brasil tiveram um papel importante na independência total do Brasil de Portugal. Vamos falar um pouquinho deles abaixo. 

Se você quiser saber mais sobre o tema e preferir estudar a fundo cada um desses tópicos, você pode encontrar vários materiais sobre cada um deles na rede do Passei Direto

Inconfidência Mineira

Considerado um dos primeiros movimentos separatistas do Brasil, a Inconfidência ou Conjuração Mineira, aconteceu em 1789, mais de 30 anos antes da Independência do Brasil. Tendo como um dos principais nomes do movimento Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, o movimento foi uma reação de um grupo formado em Minas Gerais à ações da Coroa portuguesa.

A corte rapidamente deu fim ao movimento e assassinou Tiradentes, usando ele, além disso, como exemplo de traidor da Coroa e expondo a sua cabeça na rua para que o ato de rebeldia não se repetisse.

Você encontra mais detalhes e informações sobre o assunto nesse resumo sobre o tema, e neste artigo que fala sobre a importância do movimento para o processo de separação entre Brasil e Portugal.

Conjuração Baiana

O movimento também é muito conhecido como Revolta dos Alfaiates ou Revolta dos Búzios, e aconteceu em 1798. A revolta como um todo foi uma resposta da capitania baiana a uma série de ações da Coroa que influenciou negativamente na vida dos moradores da região.

Os materiais a seguir, explicam em detalhes o processo da Revolta, suas causas, consequências e principais nomes envolvidos: Trabalho sobre a conjuração baiana; Fichamento sobre a Revolta dos Alfaiates. 

Revolução Pernambucana

O movimento foi um dos últimos, entre os que aparecem com maior destaque na história do Brasil, antes da proclamação da independência de fato. Aconteceu em 1817 e também é conhecida como Revolução dos Padres. 

Os revoltosos chegaram a conseguir adiar a aclamação de João VI como rei e foram alguns dos únicos a, de fato, chegar ao processo de tomada de poder da Corte.

Para entender as causas, o contexto e quem foram os principais personagens desta Revolta, leia esta apresentação sobre o tema, e este resumo feito por estudantes da rede. 

Independência da Bahia

Ao contrário dos movimentos citados acima, a Independência da Bahia aconteceu após a proclamação da Independência. Embora Dom Pedro II tenha declarado o Brasil independente de Portugal, uma série de outros conflitos continuaram acontecendo pelo país, contra os portugueses. Este é o motivo pelo qual a Independência é, na verdade, um processo e não uma declaração, consequência de um ato.

Os conflitos desse movimento duraram mais de um ano, começando antes da Independência do Brasil, e seguindo até depois da data, em julho de 1823. O movimento teve a participação de personagens femininos muito fortes, como Maria Quitéria, que foi essencial nas batalhas. Para saber mais sobre isso, veja esta cartilha sobre o tema. 

Agora seu conhecimento sobre o processo de independência do Brasil está muito mais rico, não é? Para estudar não só esse, mas vários outros assuntos, é só se cadastrar no Passei Direto e ter acesso a milhões de materiais de todas as matérias. Vamos lá ver? :)