Quais os benefícios da meditação para estudantes?

O dia a dia de um universitário pode ser bem estressante, afinal é necessário combinar sobrecarga de tarefas, como leituras e resolução de problemas, com prazos apertados e cumprimento de exigências mínimas para se formar como profissional. Há, também, quem trabalhe e estude, o que aumenta ainda mais as fontes de estresse e até mesmo a chance de doenças cardíacas.

Para enfrentar todas essas dificuldades, é preciso cuidar muito bem da saúde do corpo e da mente. Nesse sentido, os benefícios da meditação para estudantes universitários podem ser essenciais não só para que tenham bons resultados nos estudos, mas para que consigam ter saúde, mesmo com a rotina tumultuada. Confira alguns deles no post de hoje!

Melhora a concentração

Em tempos em que a informação, o lazer e o contato com as pessoas é mais constante e está à distância de um clique (ou um toque no celular), as dificuldades para se concentrar aumentam. Não é incomum ouvir de estudantes que não conseguem ler textos teóricos ou que têm facilidade para se distrair durante as aulas.

Nesses casos, a meditação é essencial pois sua prática proporciona que você aprenda a se concentrar naquilo que está fazendo. Enquanto está meditando, as áreas do seu cérebro responsáveis pela memória e pela atenção se tornam mais profundas, ajudando-o a registrar aquilo que lê, ouve e vê.

Proporciona melhor qualidade de vida

A prática da meditação também traz benefícios para a saúde, de acordo com estudos realizados por universidades conceituadas como Yale, Harvard e MIT. Isso porque a meditação reduz a ansiedade, os batimentos cardíacos e, consequentemente, a pressão arterial, reduzindo os riscos de doenças cardiovasculares. Há também indícios de que a atividade aumente a resistência imunológica de seus praticantes.

Ajuda a reduzir o estresse

A correria do dia a dia e as pressões com que lidamos, sobretudo com prazos e exigências da universidade, podem resultar em um quadro de estresse. Felizmente, a meditação também tem um papel importante na redução desse estado. Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia comprovou que seus praticantes costumam produzir em menor quantidade o hormônio do estresse e que os níveis de produção de outros, como a endorfina (conhecida como o hormônio da felicidade), tendem a aumentar.

Melhora o sono

A insônia tem várias explicações: ansiedade, excesso de tarefas, dificuldade para lidar com os problemas diários, depressão, entre outras. A meditação atua, nesse caso, proporcionando maior relaxamento da mente e criando a possibilidade de se estabelecerem maior quantidade de conexões neurais.

Essas conexões funcionam como se fossem exercícios para a mente, e quanto mais “forte” ela estiver, menores serão as chances de distúrbios mentais, o que possibilita que você durma mais e melhor. Com isso, os reflexos para a qualidade de seus estudos serão sentidos rapidamente.

Ficou convencido dos benefícios da meditação para que você aproveite melhor as aulas na universidade e os seus estudos? Essa pode ajudá-lo a ter uma vida muito melhor e mais saudável. Não deixe de compartilhar essa matéria com seus amigos em suas redes sociais!