Redação do Enem: como tirar nota máxima?

redação do enem perfeita

O que deve ser feito para alcançar nota 1000 na redação do Enem? Todos os vestibulandos querem saber disso e não é pra menos.  Afinal de contas, esse texto tem um tremendo impacto no resultado geral da prova.

Existem ações básicas que você deve fazer para atingir esse objetivo. A seguir, mostramos quais são elas!

Domine o texto dissertativo-argumentativo

O texto dissertativo-argumentativo propõe a defesa do ponto de vista do autor a respeito de um tema. 

No Enem, essa defesa é acompanhada de uma proposta de intervenção, pois as temáticas abordadas são ligadas a problemas sociais. 

Portanto, encare esse formato como uma espécie de personalidade da redação. Se você dominá-lo, suas chances de agradar a banca são grandes.

E, para começar, domine o básico, que é a estrutura do texto. Ela é composta por introdução, desenvolvimento e conclusão. 

E  o que significa cada parte dessa? De forma bem resumida:

A introdução aborda brevemente o tema a ser discutido, fazendo uma contextualização para os argumentos que vêm em seguida;

O desenvolvimento traz seu ponto de vista sobre o tema e argumentos para sustentá-lo (dados, fatos etc);

E a conclusão, como o próprio nome diz, conclui o texto, trazendo uma proposta de intervenção para o problema abordado.

Se você quer se aprofundar no assunto, recomendamos o curso completo de redação do Enem com a professora Letícia Góes, que domina o assunto. Tá lá em nossa rede ;)

Informe-se com frequência

Um texto dissertativo-argumento é altamente valorizado quando traz argumentos embasados em fatos, dados, opiniões de especialistas e tudo que prove sua consistência.

E as redações do Enem sempre trazem temas atuais e relevantes. Por isso, informar-se com frequência é uma das melhores estratégias de preparo para a prova.

É importante, também, ter em vista que uma boa redação traz boas ideias e aumentar o seu repertório cultural. Dessa forma, você abre sua cabeça a novas possibilidades para solucionar um problema. 

E não esqueça de estudar bastante matérias que despertam reflexão e senso crítico (habilidade altamente valorizada pela banca).  Sociologia, filosofia e história vão te ajudar muito nisso!

Estude redações nota mil

Exemplo é tudo, né? Na redação não é diferente. Por isso, estude redações que foram nota máxima no Enem e analise os motivos que levaram a esse resultado. 

É importante não apenas ler, mas anotar pontos em comum desses textos para melhor assimilar as boas práticas. 

Não sabe como começar essa pesquisa? Nesta matéria você encontra 7 redações nota 1000 analisadas por especialistas. É um bom começo para esse estudo!

Não fuja ao tema

Vamos supor que você peça hambúrguer num restaurante, mas aí te entregam uma pizza. 

Por melhor que seja a pizza, quais as chances de você avaliar o atendimento com nota 10? 

Praticamente 0, certo? 

Essa metáfora pode ser lembrada ao escrever uma redação do Enem. Em nenhum momento, você pode ignorar o tema abordado.

Não importa o show dado em norma culta e nos argumentos: se você não foca no tema exposto no enunciado, a banca não vai te considerar seu texto bom. 

Então, não dê mole nesse ponto, beleza?

Atente-se aos textos motivadores

Para te ajudar a focar no tema pedido, uma boa estratégia é prestar muita atenção aos textos motivadores.

Algumas pessoas os leem muito rápido ou até mesmo os ignoram, pulando direto para a escrita. Isso é um grande desperdício.

Os textos motivadores, além de darem ideias para a sua redação, também reforçam o enfoque do tema. Portanto, são leitura indispensável para mandar bem na prova.

Seja original

Essa você já ouviu inúmeras vezes, certo? E esse clássico não é um clássico à toa: a mensagem traz um valor bem relevante, incluindo para a redação do Enem.

O texto dissertativo-argumentativo, por se tratar de um texto de posicionamento, engloba defesa de ideias e persuasão. E isso faz da autenticidade um elemento indispensável.

Ou seja: para a sua redação ter força, você precisa se colocar nela, reproduzindo ideias que condizem com suas crenças.

Essa autenticidade garantirá não apenas consistência argumentativa, mas também irá te diferenciar de outros candidatos. E isso certamente será valorizado pela banca.

Escreva, escreva e escreva

Sabe o ditado “a prática leva à perfeição”? Então, isso significa que você deve escrever bastante para atingir a tão sonhada nota máxima.

E existe uma frequência certa para essa prática? Idealmente, uma redação por semana. 

Sim, sabemos que isso pode demandar um investimento de tempo grande, mas o retorno compensa.  É o que provam estudantes como Lucas Felpi, por exemplo. 

Neste vídeo, ele conta que pulou de 760 para 1000 na redação e atribuiu o progresso à frequência de escrita. 

Antes, Lucas fazia uma redação a cada duas semanas. Depois, passou a escrever semanalmente. O resultado? Nada menos do que nota 1000 na prova.

Uma dica de ouro para deixar essa prática ainda mais produtiva: cronometre o seu tempo de escrita. 

Como você sabe, o Enem é quase como uma prova de resistência e requer muito foco e velocidade. Então, treinar o tempo de produção de redação também é fundamental.

“E qual é o tempo ideal pra isso?”, você deve estar se perguntando. Especialistas recomendam até 1 hora para desenvolver tudo.

Quanto mais você praticar levando esse tempo em conta, mais preparadx estará no dia da prova.

Curtiu as dicas? Compartilhe esse texto :)