5 atitudes que atrapalham o estudo a distância

ensino à distância como facilitar

Você não aguenta mais o estudo a distância? Sente que o EAD não é pra você? Calma, você não está sozinhx: vários estudantes também estão com esse pensamento. 

Esse novo cenário para quem é acostumado a estudar presencialmente traz, sim, dificuldades. 

Mas algumas atitudes podem explicar parte da sua frustração. Por isso, listamos 5 delas para você evitar e fazer as pazes com o EAD!

1) Comparar EAD com o ensino presencial

Já ouviu a frase “aceita que dói menos”? Ela faz muito sentido nesse momento. 

Claro que é inevitável comparar algumas experiências, ainda mais quando somos forçados a nos adaptar a uma nova circunstância. 

Mas essa comparação é o que mais te impede de se abrir à nova experiência. E, convenhamos, ela é um tanto quanto injusta, pois são experiências completamente diferentes. 

Quanto mais você aceita a nova realidade, menos resistência terá ao EAD. Assim, mais fácil ficará a adaptação, pode acreditar.

2) Estudar com postura inadequada

Vamos confessar: é tentador estudar em casa deitado ou com aquela postura de preguiça. Mas isso prejudica bastante a concentração, sabia?

Quando seu corpo está relaxado demais, você também relaxa muito mentalmente. Resultado? O foco vai embora.  

Então, nada de estudar na cama ou em lugares mais relaxados. Tente estudar sentado, com postura reta e confortável. Assim, você garanta mais energia ao estudar em casa ;)

3) Não ter uma rotina

Rotina parece uma coisa chata pra você? Tenho uma boa e má notícia:  ela é extremamente necessária. 

Quando não seguimos uma rotina, é mais fácil se perder. Estando em casa, ainda por cima, esse risco é ainda maior. 

Pare pra pensar: você está num ambiente com muito mais distrações, sem ninguém para te “vigiar” durante os estudos.

Se não houver uma agenda para seguir, as chances de sua diminuir sua concentração são altíssimas. Por isso, siga fielmente a sua rotina antiga

Lembrando que adaptações de horário a essa nova realidade são super válidas. O importante é marcar seus horários e levá-los a sério.

4) Encarar estudo a distância como algo solitário

Que EAD pede muita autonomia e disciplina é verdade. Mas essa autonomia não pode ser confundida com estudo solitário.

Estudar a distância, às vezes, requer até mais contato com outros estudantes. Afinal, como o contato virtual geralmente é menor do que o contato físico, isso acaba gerando a necessidade criar conexões após a aula para compreender melhor as disciplinas. 

Prova disso é o próprio Passei Direto, que tem vários alunos de EAD compartilhando materiais de estudo e esclarecendo dúvidas entre si na rede. Que tal se juntar a eles?

5) Esquecer da sua motivação

Entendemos que os desafios nessa nova jornada de estudo à distância podem ser muitos. 

Mas uma atitude que aumenta esse desafio é entrar no piloto automático. Ou seja, fazer as coisas sem refletir.

Na contramão, uma atitude que facilita muito as coisas é lembrar da sua motivação: afinal, para que você está estudando?

Às vezes, nem percebemos como isso é importante, mas lembrar por que começamos a fazer algo reforça o nosso foco. E isso aumenta nossa paciência diante das adversidades.

Esse texto te trouxe algum aprendizado? Se sim, compartilhe com outros estudantes para ajudá-los a estudar melhor a distância :)