Aprenda a formatar seu TCC em 8 passos

 

A reta final da faculdade pode ser considerada um tanto quanto agridoce (para algumas pessoas, mais para o ácido que para o doce): ao mesmo tempo em que ficamos felizes por finalmente estarmos concluindo o curso e conquistando o diploma, precisamos nos preocupar com a integralização de créditos, os relatórios de estágio e iniciação científica, o que vamos fazer depois de formados e, claro, o famoso TCC. Como se não bastasse o trabalho de pesquisar, redigir e apresentar a monografia, é preciso ainda adequá-la às temidas regras da ABNT, e não se atentar a esse pequeno detalhe pode colocar todo o seu trabalho a perder, já pensou?

Felizmente, antes que você se desespere, decidimos compartilhar hoje um passo a passo simples e completo que vai te ajudar a formatar o seu trabalho de conclusão de curso para que você possa se ocupar com outras questões mais relevantes. Acompanhe-nos no post de hoje e tire já esse peso das suas costas!

1. Confira se o seu TCC tem tudo o que ele precisa ter

Sabia que alguns elementos são obrigatórios para que a sua monografia seja considerada completa? São eles, nessa ordem:

  • Uma camada;
  • a folha de rosto;
  • a folha de aprovação;
  • um resumo na língua em que você redigiu o TCC;
  • um resumo em outra língua;
  • o sumário;
  • o texto (com introdução, desenvolvimento e conclusão);
  • e as referências.

Se o seu trabalho tem tudo isso, ótimo, podemos seguir adiante. Além desses, porém, vale lembrar ainda que também existem outros elementos opcionais que você pode colocar, ok? Estamos falando de coisas como:

  • Agradecimentos;
  • dedicatória;
  • epígrafe;
  • siglas e abreviaturas lista;
  • anexos;
  • glossário, etc.

2. Criar uma camada

A formatação da capa do seu TCC é regida pela norma NBR 14724. Segundo ela, a primeira folha do trabalho precisa conter necessariamente:

  • O nome da sua faculdade, que deve estar centralizado e em caixa alta (Caps Lock) na primeira linha da página;
  • o título do trabalho, que também precisa estar centralizado e em caixa alta, ;
  • o seu nome, centralizado, em caixa alta e com a fonte do mesmo tamanho do título e nome da faculdade;
  • a cidade em que foi apresentado, também centralizado e em caixa alta;
  • e o ano da entrega do trabalho, logo abaixo do local.

Se quiser, você também pode incluir um subtítulo (que deve estar na linha seguinte ao título em caixa baixa) e o número do volume do trabalho, caso a sua monografia seja enorme e precise ser impressa em mais de um livro. Depois disso, sua capa estará pronta!

3. Configure a folha de rosto

Ficou se perguntando onde vem aquele parágrafo dizendo que o trabalho é uma monografia? Calma, não estamos nos esquecendo disso não! Na verdade, essa parte só vem na folha de rosto, cuja formatação é estabelecida pelas regras NBR 10524 e NBR 14724 da ABNT.

Basicamente, a folha de rosto é uma cópia da capa do seu trabalho, com o acréscimo daquele parágrafo explicando do que se trata. Essa parte deve estar entre o título (incluindo o subtítulo e número do volume, se houver) e o local em que o TCC foi apresentado, e deve conter o seguinte:

  • A natureza do trabalho (no caso, monografia);
  • seu objetivo (obter diploma de bacharelado no seu curso, por exemplo);
  • nome da instituição;
  • e o nome do orientador e do co-orientador, se houver.

Seria mais ou menos o seguinte: “monografia apresentada como requisito parcial para a conclusão do curso de graduação em X da faculdade Y”. Na linha seguinte, você pode colocar o nome dos orientadores.

Como você deve ter percebido, aqui nós trocamos o nome da instituição de ensino de lugar: se, na capa, ela estava em caixa alta na primeira linha, na folha de rosto apareceu em caixa baixa no parágrafo explicativo. E o que vai parar agora naquela primeira linha? O seu nome! Tinha visto que não falamos dele antes? Ele vai estar lá em cima, centralizado e em caixa alta.

4. Faça a folha de aprovação

Aqui é onde os membros da sua banca examinadora irão assinar para comprovar a aprovação do seu TCC. Sua configuração é bem parecida com a da folha de rosto, só que você vai ter que deixar ainda um espacinho para as assinaturas.

Depois de copiar a parte da folha de rosto que tem o seu nome, o título do trabalho e o parágrafo com a natureza e objetivo do TCC, sem incluir o nome do seu orientador, você vai colocar o seguinte:

  • A data em local da aprovação;
  • e linhas para a assinatura de cada membro da banca, com seu nome e instituição explicitados abaixo.

Fácil, não é mesmo?

5. Elabore os resumos

O resumo do seu trabalho é controlado pela norma NBR 14724 e deve ser constituído de um parágrafo de texto (de até 500 palavras), e não só de um monte de frases soltas enumerando os temas abordados na monografia, viu? Seu orientador pode te ajudar aqui, e o ideal é que você procure detalhar o que foi abordado no TCC em etapas — assim fica mais fácil estruturar o texto.

Logo abaixo, inclua palavras-chave relevantes (de acordo com a NBR 6028) que possam ajudar as pessoas a encontrar o seu texto ao pesquisar sobre o assunto.

Na página seguinte, coloque o resumo na segunda língua. O mais prático é fazer uma tradução do que você já escreveu antes, lembrando-se de traduzir também a palavra resumo e as palavras-chave.

6. Monte o sumário

Aqui deve constar cada parte da sua monografia, começando pela introdução, e o número da página em que cada seção se encontra. Para isso, você precisa ficar de olho nesses detalhes:

  • O texto do sumário deve ser alinhado à esquerda, com os números das páginas à direita em números arábicos.
  • O espaço entre as linhas deve ser de 1,5, e deve haver um espaço antes e depois de cada seção e subseção.
  • Se algum título ocupar mais de uma linha, a segunda linha deve ser alinhada pela primeira letra da primeira palavra da linha anterior.

Configurar essa parte manualmente pode ser um pouco chato, por isso, nossa sugestão é que você o faça usando as ferramentas automáticas do seu editor de texto. Por sorte, temos um manual da ABNT que você pode acessar gratuitamente no Passei Direto para verificar como fazer isso!

7. Formate o texto

Ufa, finalmente chegamos ao texto mesmo! Aqui, para toda a introdução, desenvolvimento e conclusão, você vai adotar as seguintes regras:

  • Fontes Times New Roman ou Arial, de tamanho 12;
  • margens superior e esquerda com 3cm e margens inferior e direita com 2cm;
  • espaçamento entre linhas de 1,5;
  • e alinhamento do texto justificado.

Pronto! A única exceção a essa regra vai acontecer quando você tiver uma citação que ultrapasse 3 linhas. Nesse caso, vai usar o seguinte:

  • A mesma fonte do restante do texto, mas com tamanho 10;
  • espaçamento simples entre as linhas;
  • recuo de 4cm da margem esquerda;
  • e alinhamento também justificado.   

8. Acerte nas referências

Por último, chegamos à bibliografia do seu TCC. A configuração dessa parte depende do tipo de obra usada, e pode ser dividida assim:

Livros

SOBRENOME, Outros nomes do autor. Título do livro. Cidade em que foi impresso, nome da editora, ano de impressão.

Revistas, periódicos e jornais

SOBRENOME, Nomes do autor. Título do artigo. In: NOME DA REVISTA. Cidade de publicação: número da revista, data de publicação.

Fontes on-line

SOBRENOME, Nomes do autor. Título do artigo. Disponível em: <URL.do.site>. Acesso em: data de acesso.

Vale lembrar ainda que, nessa seção, o espaço entre as linhas é simples, mas deve haver espaço antes e depois de cada referência, e o alinhamento é à esquerda, ok?

Viu como formatar o seu TCC não precisa ser nenhum bicho de sete cabeças? Siga o nosso passo a passo para resolver essa questão o quanto antes, baixe o nosso material sobre o assunto e não deixe de comentar contando o que achou e se ainda ficou com alguma dúvida!