0

Exercícios resolvidos: Elementos de Máquinas - 9ª Ed.

Mário Gomes Da SilvaIBSN: 9788571947030

Elaborado por professores e especialistas

ALUNOS QUE TAMBÉM VISUALIZARAM

  • +1.285

Passo 1 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

1) Torque na árvore

Determinaremos o torque assim:

......(1)

Temos:

P = 15 kW = 15.000 W

n2 = precisamos calcular

Z2 = 49

Z1= 21

Vamos determinar n2 assim:

Então, teremos:

Passo 2 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

2) Esforços na transmissão

2.1 ) Força tangencial

2.1.1) Força tangencial no primeiro par

......(2)

Passo 3 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

O diâmetro primitivo é determinado assim:

Então, temos:

Passo 4 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

2.1.1) Força tangencial no segundo par

......(3)

O diâmetro primitivo é determinado assim:

Então, temos:

Passo 5 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

2.2 ) Força radial

2.1.1) Força radial no primeiro par

É determinada assim:

2.1.2) Força radial no primeiro par

É determinada assim:

3) Momento fletor

3.1) Plano vertical

3.1.1) Reações de Apoio

Temos o seguinte desenho esquemático para determinarmos o momento fletor:

Imagem 1

Figura 1: Diagrama esquemático dos momentos fletores no plano vertical

Passo 6 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

3.1.2) Momento Fletor

Para 0 < x < 100

(8)

Então, teremos:

Passo 7 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Para 100 < x < 400

Então, teremos:

Passo 8 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Para 0 < x’ < 100

Passo 9 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Vamos adotar o momento fletor máximo, no plano vertical, como sendo igual a (PV) para que o balanço dos momentos fletores dê igual a zero. Veja a nossa figura 2 a seguir:

Imagem 2

Figura 2: Diagrama do momento fletor no plano vertical completo

3.2) Plano horizontal

Passo 10 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

3.2.1) Reações de Apoio

Temos o seguinte desenho esquemático para determinarmos o momento fletor:

Imagem 5

Figura 3: Diagrama esquemático dos momentos fletores no plano horizontal

Passo 11 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

3.1.2) Momento Fletor

Para 0 < x < 100

Então, teremos:

Passo 12 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Para 100 < x < 400

Então, teremos:

Passo 13 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Para 0 < x’ < 100

Passo 14 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Vamos adotar o momento fletor máximo no plano horizontal como sendo igual a (PH) para que o balanço dos momentos fletores dê igual a zero. Veja a nossa figura 4, a seguir:

Imagem 6

Figura 4: Diagrama do momento fletor no plano horizontal completo

Passo 15 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Agora, vamos calcular o momento fletor resultante assim:

Passo 16 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Determinamos o momento ideal assim:

...... (17)

temos:

......(18)

Passo 17 de 17keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Agora, vamos dimensionar o diâmetro do eixo-árvore assim:

...... (20)

Vamos resumir as características do nosso eixo-árvore assim:

Picture 28

Depoimentos de estudantes que já assinaram o Exercícios Resolvidos

Nathalia Nascimento fez um comentárioCEFET/RJ • Engenharia
Foi um apoio àquelas aulas que não acabam totalmente com as dúvidas ou mesmo naquele momento de aprender o conteúdo sozinha. Além disso, dispensou a necessidade de um orientador e por isso, permitiu que eu estudasse em qualquer local e hora.
Valdivam Cardozo fez um comentárioUFRB • Engenharia
Tive uma sensação maior de autonomia nos estudos, as vezes era frustante não conseguir resolver uma determinada questão e nem sempre os professores corrigem as listas que passam.