35
Máquinas Elétricas de Fitzgerald e Kingsley - 7ª Ed. 2014

Exercícios resolvidos: Máquinas Elétricas de Fitzgerald e Kingsley - 7ª Ed. 2014

Stephen D. UmansIBSN: 9788580553734

Elaborado por professores e especialistas

Exercício

Repita o Exemplo 8.1 para urna máquina idêntica à analisada naquclc excmplo, exceto que o ângulo das faces dos polos do estator é β = 50° e o complimento de entreferro é 2 × 102 cm.

Exemplo 8.1

(1.30)

Figura 8.2 Gráficos de indutância versus θm para (a) a MRV saliente da Figura 8.1a e (b) a MRV duplamente saliente da Figura 8.1b.

Figura 8.1 Máquinas de relutância variável bifásicas básicas: (a) saliente e (b) duplamente saliente.

(8.7)

Passo 1 de 3keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Parte (a):

Desprezando a corrente de fuga e de fluxos de dispersão, traçar a fase de uma indutância L (0m) como uma função de 0:

Primeiramente, consideramos:

Observando o grafico abaixo, observamos que há na região de sobreposição de indutância constante com:

Imagem 1

Passo 2 de 3keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Letra (b)

Plote o torque, assumindo:

(i) e

(ii)

As alterações de indutância medida de 0 a que o rotor gira através do ângulo será, portanto:

Imagem 2

Passo 3 de 3keyboard_arrow_downkeyboard_arrow_up

Letra (c):

Calcule o torque líquido (em N. m) que atua no rotor quando ambos os enrolamentos são excitados de modo a que:

e os angulos:

Sabendo que a corrente , então:

(i)

(ii)

(iii)

O passo a passo dos exercícios mais difíceis

12xR$ 29,90 /mêsCancele quando quiser, sem multa

E mais

  • check Videoaulas objetivas
  • check Resumos por tópicos
  • check Salve para ver depois
  • check Disciplinas ilimitadas
  • check Filtros exclusivos de busca