Criminologia e Estigmas: Um Estudo sobre os Preconceitos, 4ª edição

Carlos roberto Bacila

Ano: 2015 | Editora: AtlasISBN 9788522499601
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • avaliações

Resumo

Este livro aponta para o conhecimento da origem histórica dos principais preconceitos (racial, mulher, dos pobres, religioso etc.) como fator decisivo para a superação dos estigmas. Saber como os preconceitos começaram na humanidade é também saber como eles podem ser superados pela sociedade. Além disso, faz-se a análise da influência dos estigmas que leva a equívocos seriíssimos na vida pública e privada.Exemplo de prejuízo da ação influenciada por estigmas ocorre no sistema penal. Da elaboração da lei, investigação, procedimento, condenação e, finalmente, cumprimento da pena, tudo está profundamente contaminado pelos estigmas. Mas como é que isso ocorre? E, principalmente, como pode ser evitado? Para responder a essas perguntas, o autor equiparou os estigmas às metarregras (regras práticas), demonstrando que o fator consciente ou inconsciente que leva a pessoa a praticar a ação preconceituosa é a convicção de que “existe uma regra racional para tanto”, engano este que leva ao agir desastroso e que ignora os verdadeiros motivos do preconceito.O livro está repleto de estudos inéditos, como é o caso da releitura das legislações da antiguidade até a era moderna sob a ótica dos preconceitos/estigmas e das teorias da Criminologia. O texto contempla também a influência dos estigmas na demora ou falta de descoberta de serial killers e um capítulo especial de estudos de casos reais denominado “Aplicando estigmas”, no qual se demonstra como detectar situações de preconceitos disfarçados, sutis, implícitos ou nas entrelinhas.Na análise dos casos, o leitor poderá constatar que a equiparação dos estigmas às metarregras identifica a espécie de preconceito e de que maneira este influenciou a atuação equivocada do agente público (o que é ampliado ao particular).A compreensão dos preconceitos, se estudada por policiais nas academias, promotores, juízes, agentes penitenciários, pode anular completamente os desvios que têm ocorrido, trazendo benefícios imediatos aos profissionais e à população. Aos primeiros porque resolverão casos de difícil elucidação e, à sociedade em geral, porque se verá livre para um progresso igualitário.Leitura complementar para as disciplinas Criminologia, Direito Penal e História do Direito dos cursos de graduação e pós-graduação em Direito e em Ciências Humanas, como Sociologia e Psicologia.
Criminologia e Estigmas: Um Estudo sobre os Preconceitos, 4ª edição

A biblioteca de livros é um conteúdo restrito para assinantes.