Você Sofre para Não Sofrer? Desautorizando o Sofrimento Prêt-à-porter

Jorge Forbes

Ano: 2017 | Editora: ManoleISBN 9788520454060
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • starstar_borderstar_half
  • avaliações

Resumo

Você sofre para não sofrer? Esta pergunta, embora contrarie o bom senso, faz sentido para todos nós. Quem já não inventou um sofrimento conhecido, diante do terrível sofrimento de um sintoma desconhecido, para aplacar a dúvida? Pois é, uma dor é remédio para outra dor!E hoje, ao vivermos a medicina do futuro, que pergunta “o que vou ter” (em vez da medicina do passado – “do que tive” – ou a do presente – “do que tenho”), esse fenômeno se espraia. Assustados, escolhemos um modelo pronto, dentre as expressões das emoções humanas prêt-à-porter, que melhor se encaixa para aliviar nossa angústia. Um alívio imediato, mas de pernas curtas.Na Clínica de Psicanálise do “Centro do Genoma Humano” da USP, atendemos pessoas que se deparam com essa nova medicina preditiva. Detectamos um “vírus social” que nomeamos de RC – Resignação e Compaixão. Em geral, o paciente vai da raiva à resignação, e sua família vai do choro à compaixão. São duas reações muito valorizadas socialmente: a resignação, porque demonstraria maturidade e saber suportar a dureza da vida; e a compaixão, por ser sinal de virtude amorosa, a de aceitar o outro com sua limitação. A psicanálise vai contra a vertente do RC, pois descobrimos uma responsabilidade do sujeito no seu sofrimento.
Você Sofre para Não Sofrer? Desautorizando o Sofrimento Prêt-à-porter

A biblioteca de livros é um conteúdo restrito para assinantes.