A maior rede de estudos do Brasil

Diferencie as prerrogativas do consumidor previstas no art. 35 do CDC e os vícios do produto ou serviço


1 resposta(s)

User badge image

Gabriela

Há mais de um mês

Diferença entre vício e defeito: O vício do produto o torna imprório ao consumo, produz a desvalia, a dimunição do valor e frustra a expectativa do consumidor, mas sem colocá-lo em risco. O defeito é o vício acrescido de um problema extra, alguma coisa extrínseca ao produto ou ao serviço que causa um dano maior que simplesmente o mau funcionamento ou não funcionamento, colocando a integridade física do consumidor em risco. O defeito decorre de fato do produto (art. 12 e ss, do CDC) e o vício decorre de responsabilidade pelo vício do produto e afeta tão somene a funcionalidade do produto ou do serviço (art. 18 e ss, do CDC).

Prerrogativas do consumidor mediante o art. 35, do CDC: Estabelece o art. 35, do CDC que, caso o fornecedor de produtos ou serviços negue cumprir com oferta, apresentação ou publicidade, o consumidor poderá de modo livre escolher entre, ou seja, é facultativo ao consumidor optar entre:

I - exigir o cumprimento forçado da obrigação, nos termos da oferta, apresentação ou publicidade: se o consumidor desejar adquirir o produto ou o serviço conforme disponibilizado pelo fornecedor, poderá força-lo a cumprir tal obrigação nos moldes disponibilizados;

II - aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente: se o consumidor não desejar mais adquirir o produto ou o serviço conforme disponibilizado pelo fornecedor, poderá aceitar um outro produto ou serviço igual ao disponibilizado e não cumprido, ou seja, troca-lo por outro igual;

III - rescindir o contrato, com direito à restituição de quantia eventualmente antecipada, monetarimente atualizada, e a perdas e danos: se o consumidor não quiser mais o produto ou serviço conforme disponibilizado pelo fornecedor e nem deseja troca-lo por outro igual, poderá efetuar a quebra do contrato bem como, obter a restituição do valor já pago devidamente atualizado e perdas e danos pelos prejuízos causados.

Diferença entre vício e defeito: O vício do produto o torna imprório ao consumo, produz a desvalia, a dimunição do valor e frustra a expectativa do consumidor, mas sem colocá-lo em risco. O defeito é o vício acrescido de um problema extra, alguma coisa extrínseca ao produto ou ao serviço que causa um dano maior que simplesmente o mau funcionamento ou não funcionamento, colocando a integridade física do consumidor em risco. O defeito decorre de fato do produto (art. 12 e ss, do CDC) e o vício decorre de responsabilidade pelo vício do produto e afeta tão somene a funcionalidade do produto ou do serviço (art. 18 e ss, do CDC).

Prerrogativas do consumidor mediante o art. 35, do CDC: Estabelece o art. 35, do CDC que, caso o fornecedor de produtos ou serviços negue cumprir com oferta, apresentação ou publicidade, o consumidor poderá de modo livre escolher entre, ou seja, é facultativo ao consumidor optar entre:

I - exigir o cumprimento forçado da obrigação, nos termos da oferta, apresentação ou publicidade: se o consumidor desejar adquirir o produto ou o serviço conforme disponibilizado pelo fornecedor, poderá força-lo a cumprir tal obrigação nos moldes disponibilizados;

II - aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente: se o consumidor não desejar mais adquirir o produto ou o serviço conforme disponibilizado pelo fornecedor, poderá aceitar um outro produto ou serviço igual ao disponibilizado e não cumprido, ou seja, troca-lo por outro igual;

III - rescindir o contrato, com direito à restituição de quantia eventualmente antecipada, monetarimente atualizada, e a perdas e danos: se o consumidor não quiser mais o produto ou serviço conforme disponibilizado pelo fornecedor e nem deseja troca-lo por outro igual, poderá efetuar a quebra do contrato bem como, obter a restituição do valor já pago devidamente atualizado e perdas e danos pelos prejuízos causados.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes