Buscar

Vícios de linguagem Apresentação Você sabe o que são os vícios de linguagem? De que maneira eles se apresentam na língua escrita e na língua...

Vícios de linguagem Apresentação Você sabe o que são os vícios de linguagem? De que maneira eles se apresentam na língua escrita e na língua falada? Os vícios de linguagem são construções defeituosas da língua e costumam ocorrer por falta de conhecimento da norma ou por simples descuido do falante. Nesta Unidade de Aprendizagem, você vai estudar os vícios de linguagem mais comuns, como se apresentam na língua oral e escrita e as estratégias para evitar o seu uso. Bons estudos. Ao final desta Unidade de Aprendizagem, você deve apresentar os seguintes aprendizados: Identificar os vícios de linguagem com maior ocorrência na língua falada.• Reconhecer o barbarismo, a anfibologia, a cacofonia, o eco, o arcaísmo, o vulgarismo, o estrangeirismo, o solecismo, a obscuridade, o hiato, a colisão, o neologismo, o preciosismo e o pleonasmo vicioso. • Relacionar os vícios de linguagem ao uso da língua culta.• ê seja professor(a) de português e apresente aos seus alunos as duas tirinhas a seguir: O desafio é fazer as seguintes reflexões: 1) Quais são as formas de interpretação que cada uma das situações apresentadas nas tirinhas permite? 2) Quais são os elementos responsáveis pela comicidade nesses casos? O aluno deverá avaliar os textos das tirinhas para verificar os elementos causadores da ambiguidade em cada uma delas.

💡 2 Respostas

User badge image

Saulo Cristian Kawabata

Os vícios de linguagem são desvios não intencionais da norma-padrão da língua, gerando problemas de entendimento do enunciado ou ruídos na comunicação. Estão relacionados a desvios de sintaxe, erros no emprego de uma palavra, pleonasmo não intencional, ambiguidade de sentido, entre outros problemas de comunicação.

O que são vícios de linguagem?

Os vícios de linguagem são desvios não intencionais da norma-padrão do idioma ou construções linguísticas inadequadas que geram problemas ou ruídos na comunicação. Os vícios de linguagem devem ser evitados em contextos formais e que exijam o uso da norma-padrão da língua portuguesa.

Classificação dos vícios de linguagem

Agora, vejamos alguns dos principais vícios de linguagem com seus respectivos exemplos.

Solecismo

Solecismo é o desvio que envolve erros de sintaxe na construção de um trecho ou combinação de palavras, podendo ser de concordância, de regência, de colocação e de má estruturação.

Exemplos:

Concordância

“Meus irmão são muito briguentos.” em vez de “Meus irmãos são muito briguentos.”

Regência

“Cheguei na sua casa.” em vez de “Cheguei à sua casa.”

Colocação

“Ela não falou-me isso.” em vez de “Ela não me falou isso.”

Barbarismo

Barbarismo é o desvio envolvendo erros no emprego de uma palavra, tratando de questões fonéticas (de som e de pronúncia), morfológicas (de ortografia e de flexões) ou semânticas (de sentidos e de significados).

Exemplos:

Pronúncia

“Rúbrica” em vez de “Rubrica” (sílaba tônica em “bri”)

Ortografia

“Ancioso” em vez de “Ansioso”

Sentido

“Eu assumi que o evento já tivesse acabado.” em vez de “Eu supus que o evento já tivesse acabado.”

Estrangeirismo

Estrangeirismo é o uso de palavras, expressões e construções típicas de idiomas estrangeiros como se pertencessem à língua portuguesa. É natural a apropriação de certas palavras e expressões estrangeiras, mas a ocorrência desse fenômeno em excesso é tida como um vício de linguagem.

Exemplo:

“Esse filme, apesar de vintage, é muito trash. O pessoal diz que gosta pra se fazer de cool.”

Pleonasmo vicioso

O pleonasmo vicioso refere-se ao uso de termos redundantes de maneira não intencional, causando a repetição desnecessária de uma ideia.

Exemplos:

  • “Sair para fora”
  • “Entrar para dentro”
  • “Descer para baixo”
  • “Subir para cima”

Ambiguidade

A ambiguidade ocorre quando é possível depreender mais de um sentido em um enunciado pelo fato de ele não ter uma construção adequada.

Exemplo:

“Preciso que você confirme se ele pode ir com a sua mãe.”

De quem é a mãe: de “você” ou “dele”? É para confirmar com a mãe se ele pode ir ou é para confirmar se ele pode ir com a mãe?

Cacofonia

A cacofonia acontece quando a sequência de duas ou mais palavras gera um som desagradável e indesejado.

Exemplos:

  • “Música gospel”
  • “Boca dela

Eco

O eco é o desvio em que, no enunciado, ocorre uma repetição não intencional de sons, gerando rimas que atrapalham o discurso.

Exemplo:

“Sem descanso, avanço descalço.”

Arcaísmo

O arcaísmo é caracterizado pelo uso de vocábulos ou construções arcaicas que caíram em desuso e não são mais válidas hoje em dia.

Exemplos:

  • “Físico” em vez de “Médico”
  • “Fremoso” em vez de “Formoso”


1
Dislike0
User badge image

Anderson

O aluno deverá avaliar os textos das tirinhas para verificar os elementos causadores da ambiguidade em cada uma delas.

- No diálogo 1, a ambiguidade se dá em função da interpretação equivocada que o personagem faz sobre as pequenas coisas da vida. A proposta seria a de pensar sobre as coisas simples, as pequenas realizações de âmbito pessoal, enquanto que o personagem as interpreta como sendo bens materiais de tamanho pequeno.

- No diálogo 2, o elemento responsável pela ambiguidade é o emprego do pronome "eles". A proposta seria que "eles" se referisse à família do personagem, mas o equívoco se dá pela referência do pronome aos crimes hediondos, e que é o responsável pela comicidade.

0
Dislike0

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

✏️ Responder

SetasNegritoItálicoSublinhadoTachadoCitaçãoCódigoLista numeradaLista com marcadoresSubscritoSobrescritoDiminuir recuoAumentar recuoCor da fonteCor de fundoAlinhamentoLimparInserir linkImagemFórmula

Para escrever sua resposta aqui, entre ou crie uma conta

User badge image

Outros materiais