Quais os maiores desafios da assistencia social?

SetasNegritoItálicoSublinhadoTachadoCitaçãoCódigoLista numeradaLista com marcadoresSubscritoSobrescritoDiminuir recuoAumentar recuoCor da fonteCor de fundoAlinhamentoLimparInserir linkImagemFórmula

Entrar para responder

User badge image

1 resposta(s)

User badge image

Natalia Farias

Há 7 dias

4 dificuldades da profissão

Como já falamos, existem desafios e dificuldades no dia a dia de quem quer seguir a profissão de assistente social.  É necessário conhecer um pouco antes mesmo de entrar e começar a encarar o mercado. Acompanhe a seguir 4 das principais dificuldades:

  1. Lidar com muita demanda de trabalho
  2. Milhões de brasileiros passam por dificuldades diariamente. Vivendo em péssimas condições ou passando fome, ficando longe de terem os seus direitos assegurados. Isso torna o desafio do assistente social ainda maior para proteger os direitos humanos dessa população que mais precisa de suporte. O volume de trabalho é enorme e o profissional precisa se desdobrar.
  3. Falta de informação e divulgação dos serviços de assistência social
  4. Muitas pessoas não entendem a verdadeira função de um assistente social, e associam apenas com a ajuda aos necessitados e mais vulneráveis. Claro que isso faz parte das atribuições, porém não é a única. O assistente social visa proteger os direitos sociais, civis e econômicos da população. Sempre com follow up para garantir a qualidade de vida e dignidade de todos que saem em busca de uma sociedade mais justa.
  5. Dificuldades na liberação de recursos
  6. Os recursos para programas, ações e projetos vêm de repasses dos governos federal, estadual e municipal. Ou seja, recursos fundamentais para a estruturação e realização dos atendimentos. O problema é que esse acesso não é fácil, e a liberação da verba passa por obstáculos. Sendo assim, quando não se tem dinheiro, o trabalho fica comprometido.
  7. Lidar com pessoas em vulnerabilidade
  8. Mesmo que seja parte da profissão, não é nada fácil encarar a dura realidade das pessoas em vulnerabilidade. Por esse motivo, muitos não têm a capacidade de trabalhar na área. Lidar com essas pessoas exige competências especiais para conseguir propor boas soluções.


4 dificuldades da profissão

Como já falamos, existem desafios e dificuldades no dia a dia de quem quer seguir a profissão de assistente social.  É necessário conhecer um pouco antes mesmo de entrar e começar a encarar o mercado. Acompanhe a seguir 4 das principais dificuldades:

  1. Lidar com muita demanda de trabalho
  2. Milhões de brasileiros passam por dificuldades diariamente. Vivendo em péssimas condições ou passando fome, ficando longe de terem os seus direitos assegurados. Isso torna o desafio do assistente social ainda maior para proteger os direitos humanos dessa população que mais precisa de suporte. O volume de trabalho é enorme e o profissional precisa se desdobrar.
  3. Falta de informação e divulgação dos serviços de assistência social
  4. Muitas pessoas não entendem a verdadeira função de um assistente social, e associam apenas com a ajuda aos necessitados e mais vulneráveis. Claro que isso faz parte das atribuições, porém não é a única. O assistente social visa proteger os direitos sociais, civis e econômicos da população. Sempre com follow up para garantir a qualidade de vida e dignidade de todos que saem em busca de uma sociedade mais justa.
  5. Dificuldades na liberação de recursos
  6. Os recursos para programas, ações e projetos vêm de repasses dos governos federal, estadual e municipal. Ou seja, recursos fundamentais para a estruturação e realização dos atendimentos. O problema é que esse acesso não é fácil, e a liberação da verba passa por obstáculos. Sendo assim, quando não se tem dinheiro, o trabalho fica comprometido.
  7. Lidar com pessoas em vulnerabilidade
  8. Mesmo que seja parte da profissão, não é nada fácil encarar a dura realidade das pessoas em vulnerabilidade. Por esse motivo, muitos não têm a capacidade de trabalhar na área. Lidar com essas pessoas exige competências especiais para conseguir propor boas soluções.


Essa pergunta já foi respondida!