Buscar

A empregada Pili ingressa com um reclamação trabalhista em face da empresa Alfa, pleiteando horas extras e adicional de insalubridade, distribuída ...

A empregada Pili ingressa com um reclamação trabalhista em face da empresa Alfa, pleiteando horas extras e adicional de insalubridade, distribuída a reclamatória foi marcada audiência na 7º Vara do Trabalho de Nova Iguaçu – RJ, no dia 10/12/2016. Por ocasião da primeira assentada as partes e seus patronos compareceram oportunidade em que foi realizada a tentativa conciliatória sem êxito e a entrega da contestação com documentos. Tendo em vista a realização de prova pericial, foi marcada nova audiência para 16 /05/2017, sendo as partes devidamente intimadas, na data marcada compareceu a ré (reclamado) e seu advogado, estando presente o advogado da reclamante e ausente à autora (reclamante) sem justo motivo, pergunta-se?
A) Qual a consequência Jurídica pela falta de Pili?

Resposta:
A ausência do reclamante à audiência de instrução e julgamento importa confissão quanto à matéria de fato, na forma do art. 844 da CLT. Em tal hipótese, o empregado sofrerá as consequências de sua falta de cuidado, inclusive com a incidência da pena de confissão ficta, nos limites da matéria ignorada. Considerando também que a parte reclamante não compareceu para dar continuidade ao processo. A esta falta em uma audiência de instrução, configura-se como revelia, e por isso aplica-se confissão para a reclamante e a sentença é de acordo com as provas já juntadas nos autos. Súmula 122 do TST e Súmula nº 74 do TST.

B) Pode o magistrado realizar a produção de provas nesta segunda audiência mesmo a reclamante não tendo comparecido?

Resposta:
Sim, em geral, o magistrado pode realizar a produção de provas na segunda audiência, mesmo que a reclamante não tenha comparecido. Isso é feito de acordo com os princípios do devido processo legal, contraditório e ampla defesa. O magistrado tem a responsabilidade de buscar a verdade dos fatos e garantir um julgamento justo, mesmo na ausência de uma das partes. No entanto, a ausência da reclamante pode ter consequências em relação à sua capacidade de influenciar o processo e apresentar sua versão dos fatos. Se ela não estiver presente, pode não ter a oportunidade de questionar as testemunhas ou contestar as provas apresentadas pela parte contrária. Essa ausência também pode impactar a avaliação do magistrado sobre a credibilidade das alegações da reclamante. Ter presente o artigo 844, § 5º da CLT e a Súmula 122 do TST.

A ausência do reclamante à audiência de instrução e julgamento importa confissão quanto à matéria de fato, na forma do art. 844 da CLT.
A ausência da reclamante pode ter consequências em relação à sua capacidade de influenciar o processo e apresentar sua versão dos fatos.
O magistrado pode realizar a produção de provas na segunda audiência, mesmo que a reclamante não tenha comparecido.
a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente a afirmativa II está correta.
c) Somente a afirmativa III está correta.
d) As afirmativas I, II e III estão corretas.

Essa pergunta também está no material:

PRÁTICA SIMULADA TRABALHISTA - OAB
4 pág.

Direito Processual do Trabalho II Centro Universitário do Distrito FederalCentro Universitário do Distrito Federal

💡 1 Resposta

User badge image

Ed Verified user icon

A alternativa correta é a letra B) Somente a afirmativa II está correta.

0
Dislike0

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

✏️ Responder

SetasNegritoItálicoSublinhadoTachadoCitaçãoCódigoLista numeradaLista com marcadoresSubscritoSobrescritoDiminuir recuoAumentar recuoCor da fonteCor de fundoAlinhamentoLimparInserir linkImagemFórmula

Para escrever sua resposta aqui, entre ou crie uma conta.

User badge image

Outros materiais