Buscar

Pergunta 1 0/0,16 Leia o texto a seguir, com atenção, para responder à questão: Cante lá... que eu canto cá Repare que a minha vida É deferente da ...

Pergunta 1 0/0,16 Leia o texto a seguir, com atenção, para responder à questão: Cante lá... que eu canto cá Repare que a minha vida É deferente da sua A sua rima pulida Nasceu no salão da rua Já eu sou bem deferente Meu verso é como a simente Que nasce inriba do chão Não tenho estudo nem arte A minha rima faz parte Das obras da criação... Mas porém, eu não envejo O grande tesôro seu Os livro do seu colejo Onde você aprendeu Pra gente aqui sê poeta E fazê rima compreta Não precisa professô Basta vê no mês de maio Um poema em cada gaio E um verso em cada fulô Antônio Gonçalves da Silva, Patativa do Assaré (1909 - 2002) Em relação às variações relativas ao uso da língua nesse poema, podemos afirmar que encontramos: nível de linguagem culta, registro formal; além de marcas das variações linguísticas, sobretudo, regional e situacional. nível de linguagem culta, registro informal; além de marcas das variações linguísticas, sobretudo, regional e situacional. nível de linguagem coloquial, registro informal; além de marcas das variações linguísticas, sobretudo, regional e social. nível de linguagem culta, registro formal; além de marcas da norma urbana de prestígio. nível de linguagem coloquial, registro formal; além de marcas das variações linguísticas, sobretudo, regional e social.
Ainda não temos respostas

Você sabe responder essa pergunta?

Crie uma conta e ajude outras pessoas compartilhando seu conhecimento!


✏️ Responder

SetasNegritoItálicoSublinhadoTachadoCitaçãoCódigoLista numeradaLista com marcadoresSubscritoSobrescritoDiminuir recuoAumentar recuoCor da fonteCor de fundoAlinhamentoLimparInserir linkImagemFórmula

Para escrever sua resposta aqui, entre ou crie uma conta

User badge image

Outros materiais