A maior rede de estudos do Brasil

Porque a jurisprudência do STF começa o calculo de pena no valor mínimo ?

Ex: Crime de furto, art. 155 do CP, pena de 1 a 4 anos de reclusão. Na primeira fase do calculo da pena, a jurisprudência do STF ja deixa evidente o início da pena base em 1 ano. Qual foi o fundamento adotado para esta decisão ?


3 resposta(s)

User badge image

Paulo

Há mais de um mês

Porque é o valor base, para iniciar a dosimetria da pena, exemplificando, deve-se ter uma pena minima. E a pena é esta que esta no tipo penal, devendo-se a pena se adequar a pessoa do condenado, verificando sua conduta perante a sociedade, as majorantes e minorantes, agravantes ou atenuantes, dentre outras circunstâncias do crime.

Porque é o valor base, para iniciar a dosimetria da pena, exemplificando, deve-se ter uma pena minima. E a pena é esta que esta no tipo penal, devendo-se a pena se adequar a pessoa do condenado, verificando sua conduta perante a sociedade, as majorantes e minorantes, agravantes ou atenuantes, dentre outras circunstâncias do crime.

User badge image

Jackeline Pereira

Há mais de um mês

Acredito que seja pelos requisitos inseridos na primeira fase do calculo da pena, visto que favorecido por esse requisitos, mais o réu se aproximará do minimo previsto na lei, na primeira fase de calculo.

Lembrando que, no calculo da pena (Dosimetria da Pena), a primeira fase consiste na fixação da pena base; Isso se dá pela análise e valoração subjetiva de oito circunstâncias judiciais. São elas:

  • Culpabilidade (valoração da culpa ou dolo do agente);
  • Antecedentes criminais ( nesse, verá se ele já possui uma condenação com trânsito em julgado, algum "mal atecedente);
  • Conduta social (Relacionamento do indivíduo com a família, sociedade...);
  • Personalidade do agente (Se o indivíduo possui personalidade voltada para o crime - No caso da personalidade, muitas vezes é positiva visto que não há como avaliar a personalidade de alguem. Ela poderá ser influenciada pelos antecendentes e pela conduta social);
  • Motivos;
  • Circunstâncias do crime (modo pelo qual o crime se deu);
  • Consequências;
  • Comportamento da vítima (Se ela contribui ou não para a execução do crime).

Nesta análise, quanto maior o número de circunstâncias judiciais desfavoráveis ao réu, mais a pena se afasta do mínimo, e quanto mais favoravel as circunstâncias, mais a pena se aproxima do minimo.

Portanto, nem sempre começará pelo minimo, é necessario avaliar o caso concreto.

User badge image

Felipe

Há mais de um mês

Puramente doutrinário.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes