A maior rede de estudos do Brasil

Quais os benefícios que a Legislação Trabalhista e Previdenciária trouxeram para o trabalhador ?

Leg.Trab. e Prev.


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Paduan Seta Advocacia Verified user icon

Há mais de um mês

Os benefícios trazidos pela Legislação Trabalhista e Previdenciária viabilizaram uma relação entre empregado e empregador humana. Antes da conquista dos direitos, os trabalhadores eram explorados em todos os aspectos e submetidos a condições maléficas para a saúde e para a vida pessoal do empregado, contudo, mesmo com a observância dessas condições, os trabalhadores não podiam deixar de trabalhar, pois era seu modo de sobrevivência. 

A Legislação Trabalhista e Previdenciária trouxe condições humanas de jornada de trabalho, direito a salário digno, horas extras, férias, o direito de se aposentar, 13º salário, seguro desemprego e etc. 

O Direito do Trabalho tem como função proteger o trabalhador e garante que as condições presentes antes da Consolidação das Leis Trabalhistas não ocorram novamente. 

Os benefícios trazidos pela Legislação Trabalhista e Previdenciária viabilizaram uma relação entre empregado e empregador humana. Antes da conquista dos direitos, os trabalhadores eram explorados em todos os aspectos e submetidos a condições maléficas para a saúde e para a vida pessoal do empregado, contudo, mesmo com a observância dessas condições, os trabalhadores não podiam deixar de trabalhar, pois era seu modo de sobrevivência. 

A Legislação Trabalhista e Previdenciária trouxe condições humanas de jornada de trabalho, direito a salário digno, horas extras, férias, o direito de se aposentar, 13º salário, seguro desemprego e etc. 

O Direito do Trabalho tem como função proteger o trabalhador e garante que as condições presentes antes da Consolidação das Leis Trabalhistas não ocorram novamente. 

User badge image

Sabrina

Há mais de um mês

Bom dia Elisangela, 

Bom, a legislação trabalhista e previdenciária asseguram os direitos da classe. Um dos principios do Direito Trabalhista é a proteção do hipossuficiente, em outras palavras, é a proteção da parte mais fragil, o trabalhador. Com isso, obtivemos uma carga horaria de trabalho proporcional , e somos devidamente remunerados por isso, temos a garantia do recebimento de horas extras, FGTS, INSS

Abaixo segue o link de uma cartilha sobre o direito previdenciario, é muito completa, vale a pena conferir

http://www.ajufe.org.br/portal/images/stories/Cartilha_Direito_Previdenciario/Cartilha_Direito_Previdenciario.pdf

 

User badge image

Maria

Há mais de um mês

Benefícios Trabalhistas 

· Todas as empresas ou equiparadas a esta, que admitirem trabalhadores como empregados devem seguir as normas da CLT, a qual considera empregado toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual ao empregador, sob a dependência deste e mediante salário.

· A partir da criação da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), em 1943, os trabalhadores passaram a contar com normas que regulam as relações individuais e coletivas de trabalho

Muito influenciada pela persistente luta sindical, a Constituição de 1988 criou vários benefícios trabalhistas e consagrou outros já existentes na CLT, quais sejam, entre outros:

- Décimo terceiro salário (remuneração anual de um salário mensal);

· - Abono constitucional das férias (1/3 da remuneração das férias);

· - Férias (remuneração anual de um salário mensal).

· - Licença paternidade de cinco dias corridos por nascimento de filho;

· - Repouso semanal remunerado de 1 dia em cada semana trabalhada;

· - Adicional na rescisão sem justa causa de 40%, incidentes sobre o saldo da conta do FGTS;

· - FGTS (8% da remuneração, depositado em nome do trabalhador, numa conta vinculada).

· - Licença paternidade de 5 dias corridos;

· Carteira de trabalho assinada desde o primeiro dia de serviço;

· Exames médicos de admissão e demissão;

· Repouso semanal remunerado (1 folga por semana);

· Salário pago até o 5º dia útil do mês;

· Vale-transporte com desconto máximo de 6% do salário;

· Licença maternidade de 120 dias, com garantia de emprego até 5 meses depois do parto;

· Licença paternidade de 5 dias corridos;

· Horas-extras pagas com acréscimo de 50% do valor da hora normal;

· Garantia de 12 meses em casos de acidente;

· Adicional noturno de 20% para quem trabalha de 22h as 5h;

· Faltas ao trabalho nos casos de casamento (3 dias), doação de sangue (1 dia/ano), alistamento eleitoral (2 dias), morte de parente próximo (2 dias), testemunho na Justiça do Trabalho (no dia), doença comprovada por atestado médico;

· Aviso prévio de 30 dias, em caso de demissão;

· Seguro Desemprego

· 3- Benefícios Previdenciários

· Benefícios Previdenciários são as necessidades básicas de seguridade social previstas no sistema previdenciário brasileiro, conforme o decreto 3048/99



· Quanto ao Segurado:

· Aposentadoria por Invalidez; 

· Aposentadoria por Idade e Tempo de Contribuição; 

· Aposentadoria por Idade; 

· Aposentadoria Especial

· Aposentadoria Proporcional

· Auxílio- Doença; 

· Auxílio Acidente

· Salário Maternidade; 

· Salário Família; 



· Quanto ao dependente:



· Pensão por Morte; 

· Auxílio-Reclusão. 

· 

· Aposentadoria por invalidez – é devida ao segurado, for incapaz para o trabalho e insuscetível de reabilitação para o exercício de atividade que lhe garanta a subsistência, sendo-lhe paga enquanto permanecer nessa situação. 

a) Idade mínima: não tem; 
b) Carência: 12 contribuições; 
c) Cálculo : é feita uma média aritmética simples dos maiores salários de contribuição correspondentes a oitenta por cento de todo o período contributivo.Sendo que a renda mensal do benefício de prestação continuada será calculada aplicando-se sobre o salário-de-benefício o percentual de 100% (cem por cento).


Aposentadoria por tempo de contribuição – benefício devido aos segurados que tiverem contribuído durante 35 anos, para o homem, e 30 anos para a mulher. 
a) Idade mínima: não tem. 
b) Carência:Ter de contribuição 35 anos o homem e 30 anos a mulher 
c) Cálculo: media aritimédica simples sobre os maiores salários de contribuição referente aos 80 por cento do período contributivo e após é aplicado o fator previdenciário 

d) Prazo pagamento: Para o empregado, inclusive doméstico, a partir da data de desligamento do emprego, quando solicitada até 90 dias após o desligamento ; e a partir da data de entrada do requerimento, quando não houver desligamento do emprego ou quando solicitada após 90 dias do desligamento. 





Aposentadoria por idade – benefício concedido em razão da idade avançada do segurado. 
a) Idade mínima: 65 anos homem e 60 anos mulher; 
b) Carência: 180 contribuições 
c) Cálculo; media aritimédica simples sobre os maiores salários de contribuiçãso referentes aos 80 por cento do período contributivo e após é aplicado o fator previdenciário

d) Prazo pagamento: Para o empregado, inclusive doméstico, a partir da data de desligamento do emprego, quando solicitada até 90 dias após o desligamento ; e a partir da data de entrada do requerimento, quando não houver desligamento do emprego ou quando solicitada após 90 dias do desligamento. 



Aposentadoria especial – benefício concedido ao segurado que realize seu trabalho em condições prejudiciais à saúde ou à sua integridade física. 
a) Idade mínima: 15, 20 ou 25 anos em atividades expostas a agentes lesivos à saúde; 
b) Carência: 180 contribuições 

c) Cálculo : A Lei nº 9.032/95 fixou a renda mensal em 100% do salário de benefício, observado, para os segurados que implementaram os requisitos até a véspera da vigência da Lei nº 9.876 datada de 26/11/99, o cálculo sobre a média dos últimos trinta e seis salário de contribuição, e, para os que passaram a ter direito ao benefício após tal data, o cálculo estabelecido para os segurados em geral, previsto no artigo 29 da Lei 8.213/91, tal seja, na média aritmética simples dos maiores salários-de-contribuição correspondentes a oitenta por cento de todo o período contributivo

Aposentadoria proporcional por tempo de serviço – são aposentadorias que seguem as regras da emenda 20/98, a ser concedida aos segurados que atendiam determinados requisitos até 16 de dezembro de 1998. 
a) Idade mínima :i53 anos homem e 48 anos mulher; 
b) Carência: 30 anos homem e 25 anos mulher , O trabalhador que ingressou no sistema terá direito ao benefício, desde que comprove um período adicional de contribuição equivalente a, no mínimo, quarenta por cento do tempo que, em 16 de dezembro de 1998, faltava para atingir o limite de tempo citado anteriormente


c) Cálculo: A aposentadoria proporcional corresponderá a 70% da média dos salários de contribuição (base do recolhimento) e subirá cinco pontos porcentuais por ano a mais de trabalho. 

Para o segurado filiado à previdência social até 28 de novembro de 1999, inclusive o oriundo de regime próprio de previdência social, que vier a cumprir as condições exigidas para a concessão dos benefícios do Regime Geral de Previdência Social, no cálculo do salário-de-benefício será considerada a média aritmética simples dos maiores salários-de-contribuição, correspondentes a, no mínimo, oitenta por cento de todo o período contributivo decorrido desde a competência julho de 1994, multiplicado pelo fator previdenciário,




Pensão por morte – benefício concedido ao dependente em decorrência do falecimento do segurado. 
a) Requisitos: óbito do segurado; 
b) Carência: não tem; 
c) Cálculo: valor da aposentadoria; 
d) Pagamento: do óbito se requerida até 30 dias ou, após este prazo do requerimento. 

Salário-maternidade – é o benefício devido à segurada, durante 120 dias, com início 28 dias antes e término 91 dias depois do parto. 
a) Requisitos: nascimento do filho; 
b) Carência: 10 meses para contribuintes individuais, facultativos e segurados especiais;Contribuinte empregada não há carência; 
c) Cálculo: 100% do salário da trabalhadora; 
d) Pagamento: data do parto, podendo antecipar em até 28 dias. 

Salário-família – é o benefício devido ao segurado empregado e ao trabalhador avulso de baixa renda, na proporção do respectivo número de filhos ou equiparados, menores de 14 anos, ou inválidos, de qualquer idade. 
a) Requisitos: nascimento do filho; 
b) Carência: não tem; 

Auxílio-reclusão – é devido ao dependente do segurado de baixa renda recolhido à prisão. 
a) Requisitos: recolhimento a estabelecimento prisional; 
b) Carência: não tem; 
c) d) Pagamento: do recolhimento se requerido em até 30 dias ou, após este prazo, do requerimento. 

Auxílio-doença – benefício devido ao segurado que ficar incapacitado temporariamente para o trabalho por mais de 15 dias. 
a) Requisitos: incapacidade temporária; 
b) Carência: 12 contribuições; 



DOENÇAS QUE NÃO NECESSITAM DE CARÊNCIA 



Tuberculose ativa 

Hanseníase 

Alienação mental 

Neoplasia maligna 

Cegueira 

Paralisia irreversível e incapacitante 

Cardiopatia grave 

Doença de Parkinson 

Espondiloartrose Anquilosante 

Nefropatia grave 

Doença de Paget (Osteíte deformante) em estágio avançado 

Síndrome da Deficiência Imunológica Adquirida (AIDS) 

Contaminação por Radiação (Comprovação através de laudo médico 



Auxílio-acidente – quando decorrente de acidentes de qualquer natureza, acidentes do trabalho e equiparados, doença do trabalho. 
a) Requisitos: acidente decorrente do trabalho ou doença adquirida pelo trabalho; 
b) Carência: não tem; 
c) Cálculo: O valor do benefício corresponde a 50% (cinqüenta por cento) do salário de benefício que deu origem ao auxílio-doença corrigido até o mês anterior ao do início do auxílio-acidente, tal seja, na média aritmética simples dos maiores salários-de-contribuição correspondentes a oitenta por cento de todo o período contributivo.
d) Pagamento: da cessação do auxílio-doença até a concessão da aposentadoria. 

Abono anual – é devido ao segurado ou ao dependente que, durante o ano, recebeu auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte ou auxílio-reclusão.

· 
4- Benefícios dispostos nas Convenções Coletivas

Algumas Convenções Coletivas trazem benefícios devidos aos empregados ,além daqueles devidos na legislação trabalhista e previdenciária e quando dispostos nesta, passam a ser direito do trabalhador que se enquadre nesta categoria .Sendo a empresa obrigada a concedê-los aos empregados.

Dentre os benefícios concedidos temos alguns exemplos como: vale-refeição, planos de saúde, seguro de vida, atividade física em ambiente de trabalho, convênios com empresas para prestação de serviços mais baratos, cesta básica e outros.

Base Legal : Decreto 3048/99 , CLT e CF/88

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas