A maior rede de estudos do Brasil

Física Teórica II

A razão entre as intensidades de duas forças aplicadas à mesma partícula de . Sabendo que a intensidade da resultante é igual ao dobro da intensidade da força menor. Ache o ângulo entre elas:


3 resposta(s)

User badge image

Euziana

Há mais de um mês

A intensidade da interação elétrica de uma partícula com objetos ao seu redor depende da
sua carga elétrica, que pode ser tanto positiva quanto negativa. Cargas com o mesmo sinal se
repelem e cargas com sinais contrários se atraem. Um objeto com quantidades iguais dos dois tipos
de carga é eletricamente neutro, ao passo que um objeto com um desequilíbrio está eletricamente
carregado.
Condutores são materiais nos quais um número significativo de partículas carregadas
(elétrons em metais) está livre para se mover, as partículas carregadas em não-condutores, ou
isolantes, não estão livres para se moverem. Quando a carga se move através de um material,
dizemos que existe uma corrente elétrica no material.
O Coulomb e o Ampére A unidade SI de carga é o Coulomb (C). Ele é definido em termos
da unidade de corrente, o ampére (A), como a carga que passa por um determinado ponto em 1
segundo quando existe uma corrente de 1A nesse ponto.
Lei de Coulomb A Lei de Coulomb descreve a força eletrostática entre pequenas cargas
elétricas (pontuais) q1 e q2 em repouso (ou praticamente em repouso) e separadas por uma distância
r:
1 2
2
0
1
( )
4
q q
F lei deCoulomb
pe r
= (22.4)
Nesta equação,
12 2 2
0
e 8,85 10 C / N m
-
= ´ × é a constante de permissividade, e
9 2 2
0
1/ 4pe = k = 8,99´10 N ×

A intensidade da interação elétrica de uma partícula com objetos ao seu redor depende da
sua carga elétrica, que pode ser tanto positiva quanto negativa. Cargas com o mesmo sinal se
repelem e cargas com sinais contrários se atraem. Um objeto com quantidades iguais dos dois tipos
de carga é eletricamente neutro, ao passo que um objeto com um desequilíbrio está eletricamente
carregado.
Condutores são materiais nos quais um número significativo de partículas carregadas
(elétrons em metais) está livre para se mover, as partículas carregadas em não-condutores, ou
isolantes, não estão livres para se moverem. Quando a carga se move através de um material,
dizemos que existe uma corrente elétrica no material.
O Coulomb e o Ampére A unidade SI de carga é o Coulomb (C). Ele é definido em termos
da unidade de corrente, o ampére (A), como a carga que passa por um determinado ponto em 1
segundo quando existe uma corrente de 1A nesse ponto.
Lei de Coulomb A Lei de Coulomb descreve a força eletrostática entre pequenas cargas
elétricas (pontuais) q1 e q2 em repouso (ou praticamente em repouso) e separadas por uma distância
r:
1 2
2
0
1
( )
4
q q
F lei deCoulomb
pe r
= (22.4)
Nesta equação,
12 2 2
0
e 8,85 10 C / N m
-
= ´ × é a constante de permissividade, e
9 2 2
0
1/ 4pe = k = 8,99´10 N ×

User badge image

Euziana

Há mais de um mês

) Correta. Como a partícula está em equilíbrio e, por definição, um corpo está em equilíbrio
quando sua aceleração vetorial é nula, então, como conseqüência da 2.a
lei de Newton
( ) F a ,
res
→ →
 m a Fres

é nula.
(04) Correta. Para somarmos vetorialmente as forças F F 1 2 F3
→ → →
, e , usamos a regra do paralelogramo:
Onde F1

termina, coloca-se F2

; onde F2

; termina, coloca-se F3

.
A resultante liga o final de F3

ao começo de . F1

, mas, como a partí-
cula está em equilíbrio, o final de F3

deve coincidir com o começo .
de F1

; assim, com o triângulo fechado, , F 0 res
→ →
 .
No triângulo das forças podemos usar a lei dos cossenos:
( ) ( ) ( ) ( )( ) cos ( )
co
F F F F F
Como
1
2
2
2
3
2
2 3   2 2 180 2 b
s ( cos
) ( ) ( ) ( )( )
180
2
2
2
2
3
2
2 3
2 b  2 b
  2 ?
)
(F1
F F F F ( cos
) ( ) ( ) ( )( ) cos
2 b
   ? b
)
(F1
2
2
2
3
2
2 3 F F 2F F
(08) Errada. O ângulo oposto a F1

é 180 2 b e não g.
(16) Errada. Não há nada contra as três forças serem coplanares.
Soma  5.

User badge image

Marcio

Há mais de um mês

obrigado pela ajuda!!!

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes