A maior rede de estudos do Brasil

Quais são as principais funções do fígado e do pâncreas no processo de absorção e digestão?

Sistema digestório

4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Anatomia Humana.


O pâncreas é responsável pela produção de dois importantes que regulam a taxa de glicose (açúcar) no sangue: a insulina e o glucagon.


A insulina age facilitando a entrada da glicose nas células (e consequente produção de energia) e o armazenamento no fígado, na forma de glicogênio. A insulina age retirando o excesso de glicose do sangue e enviando-o para dentro das células ou do fígado. Por sua vez, o glucagon atua de maneira oposta à insulina. Quando a taxa de açúcar no sangue cai muito, isto é, quando o ser passa muitas horas sem se alimentar e a pessoa pode ter hipoglicemia, acarretando numa sensação de fraqueza, tontura, podendo até desmaiar. Nesse momento, o pâncreas produz o glucagon, que age no fígado, estimulando-o a “quebrar” o glicogênio em moléculas de glicose. Por fim, tal glicose é enviando para o sangue normalizando a taxa de açúcar no mesmo.


Já o fígado é um órgão responsável por liberar secreções e substâncias no sangue sistema linfático. Ele armazena e libera glicose e atua no metabolismo de proteínas.

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Anatomia Humana.


O pâncreas é responsável pela produção de dois importantes que regulam a taxa de glicose (açúcar) no sangue: a insulina e o glucagon.


A insulina age facilitando a entrada da glicose nas células (e consequente produção de energia) e o armazenamento no fígado, na forma de glicogênio. A insulina age retirando o excesso de glicose do sangue e enviando-o para dentro das células ou do fígado. Por sua vez, o glucagon atua de maneira oposta à insulina. Quando a taxa de açúcar no sangue cai muito, isto é, quando o ser passa muitas horas sem se alimentar e a pessoa pode ter hipoglicemia, acarretando numa sensação de fraqueza, tontura, podendo até desmaiar. Nesse momento, o pâncreas produz o glucagon, que age no fígado, estimulando-o a “quebrar” o glicogênio em moléculas de glicose. Por fim, tal glicose é enviando para o sangue normalizando a taxa de açúcar no mesmo.


Já o fígado é um órgão responsável por liberar secreções e substâncias no sangue sistema linfático. Ele armazena e libera glicose e atua no metabolismo de proteínas.

User badge image

Gabriel Maia

Há mais de um mês

O fígado de um modo geral pode ter duas funções, uma via metabólica para substâncias em excesso no corpo(Glicóse e Álcool), e também a secreção de Suco entérico e produção de Bili(Líquido rico em enzimas Lipases biliares que irão ajudar no catabolismo de lipídios). O suco entérico é rico em enzimas digestórias de carboídratos, ele será secretado no região do duodeno(Inicio do intestino delgado), é lá que ocorre a fase final de absorção de nutrientes. O Pâncres também tem duas funções distintas, a porção exócrina; e a porção endócrina. A nível de digestão, a porção destacada é Exócrina: o Pâncres secreta duas substancias, uma que serve como um tampão ou neutralizador de pH(Bicarbonato de Sódio) que irá ser secretado assim que o quimo(altamente ácido) sair do estômago para o duodeno. A outra substância se trata do suco pancreático, rico em enzimas digestórias tanto para carboídratos como lipídeos e proteínas. Graças a ação desses dois orgãos, temos um processo de digestão(Fracionamento de macromoléculas) completo. 

 

Fonte: GUYTON, Hall. Fundamentos de fisiologia. 12 Ed. 2012. Editora Elsivier.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Anatomia Humana.


O pâncreas é responsável pela produção de dois importantes que regulam a taxa de glicose (açúcar) no sangue: a insulina e o glucagon.


A insulina age facilitando a entrada da glicose nas células (e consequente produção de energia) e o armazenamento no fígado, na forma de glicogênio. A insulina age retirando o excesso de glicose do sangue e enviando-o para dentro das células ou do fígado. Por sua vez, o glucagon atua de maneira oposta à insulina. Quando a taxa de açúcar no sangue cai muito, isto é, quando o ser passa muitas horas sem se alimentar e a pessoa pode ter hipoglicemia, acarretando numa sensação de fraqueza, tontura, podendo até desmaiar. Nesse momento, o pâncreas produz o glucagon, que age no fígado, estimulando-o a “quebrar” o glicogênio em moléculas de glicose. Por fim, tal glicose é enviando para o sangue normalizando a taxa de açúcar no mesmo.


Já o fígado é um órgão responsável por liberar secreções e substâncias no sangue sistema linfático. Ele armazena e libera glicose e atua no metabolismo de proteínas.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Para responder essa pergunta devemos colocar em prática nosso conhecimento sobre Anatomia Humana.


O pâncreas é responsável pela produção de dois importantes que regulam a taxa de glicose (açúcar) no sangue: a insulina e o glucagon.


A insulina age facilitando a entrada da glicose nas células (e consequente produção de energia) e o armazenamento no fígado, na forma de glicogênio. A insulina age retirando o excesso de glicose do sangue e enviando-o para dentro das células ou do fígado. Por sua vez, o glucagon atua de maneira oposta à insulina. Quando a taxa de açúcar no sangue cai muito, isto é, quando o ser passa muitas horas sem se alimentar e a pessoa pode ter hipoglicemia, acarretando numa sensação de fraqueza, tontura, podendo até desmaiar. Nesse momento, o pâncreas produz o glucagon, que age no fígado, estimulando-o a “quebrar” o glicogênio em moléculas de glicose. Por fim, tal glicose é enviando para o sangue normalizando a taxa de açúcar no mesmo.


Já o fígado é um órgão responsável por liberar secreções e substâncias no sangue sistema linfático. Ele armazena e libera glicose e atua no metabolismo de proteínas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas