A maior rede de estudos do Brasil

Quais as diferenças entre os procedimentos legislativos ordinário, sumário e especial?


2 resposta(s)

User badge image

Herbert Barbosa

Há mais de um mês

O processo legislativo é a sequência de atos a ser seguida na elaboração de atos normativos primários. Logo, a depender do ato normativo (lei ordinária, emenda à Constituição…) e de algumas particularidades, o processo legislativo poderá ser ordinário, sumário ou especial.

processo legislativo ordinário é aquele que se destina à elaboração de leis ordinárias; é o processo que apresenta as regras gerais para elaboração de atos normativos.

 processo legislativo sumário, por sua vez, distingue-se do ordinário por apresentar prazo diferente para apreciação do projeto no Congresso Nacional.

Por fim, o processo legislativo especial é destinado à elaboração das demais espécies normativas. É dizer: a emenda constitucional possui um processo legislativo especial, assim como a medida provisória e demais espécies previstas no artigo 59 da Lei Maior.

O processo legislativo é a sequência de atos a ser seguida na elaboração de atos normativos primários. Logo, a depender do ato normativo (lei ordinária, emenda à Constituição…) e de algumas particularidades, o processo legislativo poderá ser ordinário, sumário ou especial.

processo legislativo ordinário é aquele que se destina à elaboração de leis ordinárias; é o processo que apresenta as regras gerais para elaboração de atos normativos.

 processo legislativo sumário, por sua vez, distingue-se do ordinário por apresentar prazo diferente para apreciação do projeto no Congresso Nacional.

Por fim, o processo legislativo especial é destinado à elaboração das demais espécies normativas. É dizer: a emenda constitucional possui um processo legislativo especial, assim como a medida provisória e demais espécies previstas no artigo 59 da Lei Maior.

User badge image

Especialistas PD

Há mais de um mês

Primeiramente, é necessário conhecer o objeto de cada um desses procedimentos.

  • Processo legislativo ordinário – é o processo por meio do qual se delibera acerca das leis ordinárias.
  • Processo legislativo sumário – é um procedimento mais célere que pode ser adotado nos projetos de lei de iniciativa do Presidente da República.
  • Processo legislativo especial - é o processo por meio do qual se delibera acerca das leis complementares e leis delegadas.

 

O processo legislativo ordinário se desenrola da seguinte forma:

  • Iniciativa;
  • Deliberação parlamentar pela Casa em que se iniciou a tramitação (plenário e comissões);
  • Revisão pela outra Casa legislativa;
  • Em caso de emendas ao projeto em uma das Casas, o projeto volta para a outra;
  • Quórum de aprovação: maioria simples;
  • Sanção ou Veto;
  • Em caso de Sanção -> promulgação e publicação;
  • Em caso de Veto -> o projeto volta para o Congresso, que apreciará o veto em sessão conjunta por maioria absoluta;
  • Derrubado o veto -> encaminha para que o Presidente promulgue no prazo de 48h.

O processo legislativo sumário está regulado no art. 64 da Constituição Federal. Nesse processo, Câmara e Senado tem, individualmente, 45 dias para deliberar sobre o projeto. Eventuais emendas precisam ser deliberadas em 10 dias. Não respeitados esses prazos, todas as demais deliberações serão suspensas., com exceção das que tenham prazo constitucional determinado.

Art. 64. A discussão e votação dos projetos de lei de iniciativa do Presidente da República, do Supremo Tribunal Federal e dos Tribunais Superiores terão início na Câmara dos Deputados.

§ 1º - O Presidente da República poderá solicitar urgência para apreciação de projetos de sua iniciativa.

§ 2º Se, no caso do § 1º, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal não se manifestarem sobre a proposição, cada qual sucessivamente, em até quarenta e cinco dias, sobrestar-se-ão todas as demais deliberações legislativas da respectiva Casa, com exceção das que tenham prazo constitucional determinado, até que se ultime a votação.                     

§ 3º A apreciação das emendas do Senado Federal pela Câmara dos Deputados far-se-á no prazo de dez dias, observado quanto ao mais o disposto no parágrafo anterior.

§ 4º Os prazos do § 2º não correm nos períodos de recesso do Congresso Nacional, nem se aplicam aos projetos de código.

O processo legislativo das leis complementares apresenta as seguintes peculiaridades:

  • Quórum de aprovação: maioria absoluta;
  • O projeto de lei complementar está sujeito a 2 turnos de votação na Câmara dos Deputados, conforme previsão regimental;
  • Só se admite lei complementar sobre os temas taxativamente elencados na CF.

No processo legislativo das leis delegadas, temos que:

  • A iniciativa é sempre do Presidente da República;
  • O pedido é encaminhado ao Presidente do Congresso, que convoca sessão conjunta em até 72h para dar conhecimento aos parlamentares;
  • Nessa sessão, instala-se Comissão Mista para emitir parecer sobre a proposta;
  • Publica-se o parecer;
  • Convoca-se sessão conjunta para deliberar sobre a matéria;
  • Quórum de aprovação: maioria simples;
  • Delegação é efetivada por meio de Resolução do Congresso Nacional

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes