A maior rede de estudos do Brasil

Por que os relacionamentos amorosos são fonte de tanto prazer e sofrimento ao mesmo tempo?

Relacionamentos amorosos


9 resposta(s)

User badge image

Rafael Silva Canto da Rocha

Há mais de um mês

Sério que você perguntou isso? Achei sua pergunta fora do comum. E até posso estar enganado, mas não estudei sobre relacionamentos amorosos nessa disciplina. A matéria de Psicologia aplicada ao Direito trabalha, principalemente, o comportamento, a personalidade, doenças mentais, deficiências mentais, meios de exclusão social, etc, etc, etc... Nada sobre relacionamentos amorosos até onde me lembre. Talvez caiba pra um estudante de Psicologia essa pergunta. 

Se tiver alguma dúvida sobre algum dos temas que citei acima, talvez seja mais fácil prestar auxílio. 

Abraço!

Sério que você perguntou isso? Achei sua pergunta fora do comum. E até posso estar enganado, mas não estudei sobre relacionamentos amorosos nessa disciplina. A matéria de Psicologia aplicada ao Direito trabalha, principalemente, o comportamento, a personalidade, doenças mentais, deficiências mentais, meios de exclusão social, etc, etc, etc... Nada sobre relacionamentos amorosos até onde me lembre. Talvez caiba pra um estudante de Psicologia essa pergunta. 

Se tiver alguma dúvida sobre algum dos temas que citei acima, talvez seja mais fácil prestar auxílio. 

Abraço!

User badge image

Joel França

Há mais de um mês

Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas. Definitivo.Carlos Drummond de Andrade.

User badge image

Bárbara Soares

Há mais de um mês

Realmente uma pergunta meio "estranha" na área. Contudo, vou tentar dizer algumas coisas que aprendi no Direito que podem ter uma relação com a sua pergunta.

 

Nós não vivíamos em sociedade no passado, mas para conquistar alguns objetivos, tivemos que nos unir. Por sermos pessoas tão diferentes, criamos uma suportabilidade para viver em sociedade.

Com o passar dos anos, essa suportabilidade se transformou (em alguns casos) no chamado instinto gregário (aquele que as formighuinhas possuem); ou seja, sentimos a necessidade de nos unirmos e por isso perdemos, momentaneamente, nossas características individuais.

Acredito que em um relacionamento, esse instinto gregário nos faz perder nossas características momentaneamente. Até ai, teremos fonte de prazer. No momento em que as nossas características pessoais e as do nosso parceiro "revivem", voltamos áquela questão da suportabilidade para vivermos em sociedade (por questões religiosas, familiares ou quaisquer outros motivos que nos fazem acreditar que precisamos viver naquele relacionamento), nesse instante, inicia o sofrimento.

 

Aprendi essa questão do instinto gregário e da suportabilidade em Direito Internacional (não foi em Psicologia). Como disse, sua pergunta foi um tanto quanto "estranha", mas espero que tenha conseguido fazer uma ponte entre o que aprendi e o que você pergntou.

Bons estudos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes