A maior rede de estudos do Brasil

Por que os relacionamentos amorosos são fonte de tanto prazer e sofrimento ao mesmo tempo?

Relacionamentos amorosos


9 resposta(s)

User badge image

Moisés

Há mais de um mês

Por que os relacionamentos amorosos são fonte de tanto prazer e sofrimento ao mesmo tempo?

Depende da idiossincrasia...mas:

      O problema está exatamente nesta busca irresponsável pelo prazer. Em um relacionamento saudável onde duas (casal) ou mais pessoas (família) buscam seus próprios intereses em detrimentro dos de outrem é impossível não haver sofrimento vão e desnecessário. Tudo está baseado no amor, mas não em um amor somente, no eros ou no philia, mas no amor Ágape. Eis uma reflexão:

     Nao me considero capaz de definir o que é o amor Ágape, nem tenho a pretensão de "exaurir" o conceito em poucas palavras.

    Entendo que o amor Ágape seja a capacidade dada por Deus para um propósito divino em fazer o bem independentemente das circunstâncias e de quem esta sendo beneficiado. O amor Ágape ou esta capacidade de amar, dá condições, por exemplo, de uma pessoa de amar seu próprio inimigo. Nao digo tolerar ou perdoar, mas de amar! De fazer o bem mesmo tendo algum prejuízo próprio.
   Por isso, mesmo tendo atitudes que caracterizam uma boa ação, nao tendo esta capacidade, se torna algo fútil no âmbito espiritual, pois o objetivo que visa beneficio-próprio nao poderia se associar a este amor Ágape. Creio que o que diferencia o amor Ágape dos demais eh a origem deste amor e o objetivo do mesmo. Enquanto o Ágape tem origem diretamente divina os outros tem origem estritamente humana na sua condição natural pecaminosa.

    Creio que a razão nao tem condições de alcançar a plenitude do conhecimento no que tange ao conceito do amor Ágape, mas filosoficamente, a entrega incondicional da mae para com o filho visando seu bem estar mesmo em detrimento do seu, nao seria fruto do amor Ágape?


   Mas na filosofia, o que seria amor Ágape?
   Seria o sentimento benigno seguido de obras que promove o bem estar de um ente querido com a perda da vida ou parte dela de quem cultiva este sentimento?

 

O sofrimento é inevitável. O importante é saber lhe dar com ele: com amor Ágape, com este dom de Deus.

Por que os relacionamentos amorosos são fonte de tanto prazer e sofrimento ao mesmo tempo?

Depende da idiossincrasia...mas:

      O problema está exatamente nesta busca irresponsável pelo prazer. Em um relacionamento saudável onde duas (casal) ou mais pessoas (família) buscam seus próprios intereses em detrimentro dos de outrem é impossível não haver sofrimento vão e desnecessário. Tudo está baseado no amor, mas não em um amor somente, no eros ou no philia, mas no amor Ágape. Eis uma reflexão:

     Nao me considero capaz de definir o que é o amor Ágape, nem tenho a pretensão de "exaurir" o conceito em poucas palavras.

    Entendo que o amor Ágape seja a capacidade dada por Deus para um propósito divino em fazer o bem independentemente das circunstâncias e de quem esta sendo beneficiado. O amor Ágape ou esta capacidade de amar, dá condições, por exemplo, de uma pessoa de amar seu próprio inimigo. Nao digo tolerar ou perdoar, mas de amar! De fazer o bem mesmo tendo algum prejuízo próprio.
   Por isso, mesmo tendo atitudes que caracterizam uma boa ação, nao tendo esta capacidade, se torna algo fútil no âmbito espiritual, pois o objetivo que visa beneficio-próprio nao poderia se associar a este amor Ágape. Creio que o que diferencia o amor Ágape dos demais eh a origem deste amor e o objetivo do mesmo. Enquanto o Ágape tem origem diretamente divina os outros tem origem estritamente humana na sua condição natural pecaminosa.

    Creio que a razão nao tem condições de alcançar a plenitude do conhecimento no que tange ao conceito do amor Ágape, mas filosoficamente, a entrega incondicional da mae para com o filho visando seu bem estar mesmo em detrimento do seu, nao seria fruto do amor Ágape?


   Mas na filosofia, o que seria amor Ágape?
   Seria o sentimento benigno seguido de obras que promove o bem estar de um ente querido com a perda da vida ou parte dela de quem cultiva este sentimento?

 

O sofrimento é inevitável. O importante é saber lhe dar com ele: com amor Ágape, com este dom de Deus.

User badge image

Rafael

Há mais de um mês

Sério que você perguntou isso? Achei sua pergunta fora do comum. E até posso estar enganado, mas não estudei sobre relacionamentos amorosos nessa disciplina. A matéria de Psicologia aplicada ao Direito trabalha, principalemente, o comportamento, a personalidade, doenças mentais, deficiências mentais, meios de exclusão social, etc, etc, etc... Nada sobre relacionamentos amorosos até onde me lembre. Talvez caiba pra um estudante de Psicologia essa pergunta. 

Se tiver alguma dúvida sobre algum dos temas que citei acima, talvez seja mais fácil prestar auxílio. 

Abraço!

User badge image

Carlos

Há mais de um mês

Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas. Definitivo.Carlos Drummond de Andrade.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes