A maior rede de estudos do Brasil

Qual a diferença entre injúria, calúnia e difamação?


3 resposta(s)

User badge image

Rafael de Queiroz Torres

Há mais de um mês

Calúnia:

A característica da Calúnia consiste em imputar (atribuir) um fato certo e determinado a alguém, sendo que este fato imputado é definido como um crime ou um delito, porém o tal fato deve ser falso. Noutras palavras, consiste em atribuir, falsamente, a alguém a responsabilidade por um determinado fato que é definido como crime.

A calúnia atinge a honra objetiva e se consuma quando um terceiro toma conhecimento da iludida imputação. Este crime se aproxima da difamação, pois ambos atingirem a honra objetiva de alguém, por meio da imputação de um fato e por se consumarem quando terceiros tomarem conhecimento de tal imputação.

Porém se diferenciam pelo fato de que a calúnia exige que a imputação do fato seja necessariamente falsa, e, além disso, que este seja definido como crime. Diferentemente na difamação.

 

Difamação:

Tal crime é caracterizado quando difama alguém, ou seja, ofende a reputação (honra objetiva) ao atribuir um fato negativo a pessoa. Tal atribuição independe de ser verdade.
Consuma-se o crime quando um terceiro tem conhecimento do fato difamatório.

Injúria:

Consiste no xingamento ofensivo a alguém. Por sua vez, a injúria atinge a sua dignidade (honra subjetiva) e se consuma quando a vítima toma conhecimento do xingamento ofensivo, ou seja, atribuir uma qualidade negativa a alguém, ainda que verdadeira.

Consuma-se pelo simples conhecimento da vítima.
A Injúria pode ser cometida de forma verbal, escrita ou física.

Pode ocorrer de o magistrado deixar de aplicar a pena ao ofensor. De acordo com o §1º do art. 140 do CP, poderá ser deixada de aplica a pena caso o ofendido, de forma reprovável, tenha provocado diretamente a Injúria. Ou ainda, quando a vítima retrucar com outra injúria.

No §2º do mesmo artigo, a Injúria, como dita anteriormente, pode ser cometida na forma física (as famosas vias de fato), desde que consideradas de forma aviltantes (afrontoso, vergonhoso, humilhante), por exemplo, um tapa na cara.

Importante destacar o §3º do referido artigo que trata da INJÚRIA REAL OU QUALIFICADA. Em tal situação o ofensor ofende a vítima utilizando-se de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

Calúnia:

A característica da Calúnia consiste em imputar (atribuir) um fato certo e determinado a alguém, sendo que este fato imputado é definido como um crime ou um delito, porém o tal fato deve ser falso. Noutras palavras, consiste em atribuir, falsamente, a alguém a responsabilidade por um determinado fato que é definido como crime.

A calúnia atinge a honra objetiva e se consuma quando um terceiro toma conhecimento da iludida imputação. Este crime se aproxima da difamação, pois ambos atingirem a honra objetiva de alguém, por meio da imputação de um fato e por se consumarem quando terceiros tomarem conhecimento de tal imputação.

Porém se diferenciam pelo fato de que a calúnia exige que a imputação do fato seja necessariamente falsa, e, além disso, que este seja definido como crime. Diferentemente na difamação.

 

Difamação:

Tal crime é caracterizado quando difama alguém, ou seja, ofende a reputação (honra objetiva) ao atribuir um fato negativo a pessoa. Tal atribuição independe de ser verdade.
Consuma-se o crime quando um terceiro tem conhecimento do fato difamatório.

Injúria:

Consiste no xingamento ofensivo a alguém. Por sua vez, a injúria atinge a sua dignidade (honra subjetiva) e se consuma quando a vítima toma conhecimento do xingamento ofensivo, ou seja, atribuir uma qualidade negativa a alguém, ainda que verdadeira.

Consuma-se pelo simples conhecimento da vítima.
A Injúria pode ser cometida de forma verbal, escrita ou física.

Pode ocorrer de o magistrado deixar de aplicar a pena ao ofensor. De acordo com o §1º do art. 140 do CP, poderá ser deixada de aplica a pena caso o ofendido, de forma reprovável, tenha provocado diretamente a Injúria. Ou ainda, quando a vítima retrucar com outra injúria.

No §2º do mesmo artigo, a Injúria, como dita anteriormente, pode ser cometida na forma física (as famosas vias de fato), desde que consideradas de forma aviltantes (afrontoso, vergonhoso, humilhante), por exemplo, um tapa na cara.

Importante destacar o §3º do referido artigo que trata da INJÚRIA REAL OU QUALIFICADA. Em tal situação o ofensor ofende a vítima utilizando-se de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.

User badge image

Ricardo

Há mais de um mês

 O crime de calunia é a ofensa honra objetiva do ofendido, inputando-lhe  falsamente a execução de um fato  tipificado como crime em nosso ordamento júridico. Já a difamação fere a honra subjetiva do  ofendido, inputando-lhe  falsamente a execução de um fato desonroso, mas não tipificado como crime em nosso ordenamento jurídico.

 

User badge image

Rafael de Queiroz Torres

Há mais de um mês

Ricardo, só um detalha relevante, a honra ofendida no tipo penal difamação é a objetiva. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes