A maior rede de estudos do Brasil

Como as células adiposas armazenam os lipídeos? De onde vêm os lipídeos para armazenagem em células adiposas?

No processo de armazenagem dos lipídeos em células adiposas, não há glicerol quinase, o que impossibilita a retenção de glicerol nas células adiposas. Se células adiposas não são capazes de reter o glicerol elas devem obter o triacilglicerol intacto que provém da alimentação? Como isso acontece? Se os quilomícrons vão para o fígado sofrer dissociação dos triacilgliceróis em glicerol e ácidos graxos pela ação da lipase lipoproteica? No fígado o glicerol e o ácido graxo sofrem reação de esterificação para armazenar os triacilgliceróis, como acontece nas células adiposas?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para compreender sobre o armazenamento de lipídios assim como a sua sintetização vamos utilizar nossos conhecimentos sobre bioquímica. Os lipídios que estão armazenadas em células conhecidas como adiposas são os triglicerídeos, em sua maioria são constituídos por ácidos graxos e glicerol.

Boa parte dos lipídios do nosso corpo são absorvidos por meio da nossa alimentação. As células obtêm o triacilglicerol por meio da alimentação e depois se dissolvem em glicerol e ácidos graxos, especialmente no momento em que praticamos exercício físico – esses dois elementos são utilizados para abastecer energicamente as células.

Da mesma forma como ocorre no tecido adiposo, o fígado também pode armazenar lipídios, as reações de esterificação ocorrem com a junção de um ácido carboxílico e álcool. Como resultado são formados éster e oxigênio. Existem esterificações que acabam gerando triglicerídeos, para isso deve ser interagida as moléculas de ácido carboxílico e glicerina.

Para compreender sobre o armazenamento de lipídios assim como a sua sintetização vamos utilizar nossos conhecimentos sobre bioquímica. Os lipídios que estão armazenadas em células conhecidas como adiposas são os triglicerídeos, em sua maioria são constituídos por ácidos graxos e glicerol.

Boa parte dos lipídios do nosso corpo são absorvidos por meio da nossa alimentação. As células obtêm o triacilglicerol por meio da alimentação e depois se dissolvem em glicerol e ácidos graxos, especialmente no momento em que praticamos exercício físico – esses dois elementos são utilizados para abastecer energicamente as células.

Da mesma forma como ocorre no tecido adiposo, o fígado também pode armazenar lipídios, as reações de esterificação ocorrem com a junção de um ácido carboxílico e álcool. Como resultado são formados éster e oxigênio. Existem esterificações que acabam gerando triglicerídeos, para isso deve ser interagida as moléculas de ácido carboxílico e glicerina.

User badge image

Leo Furtado

Há mais de um mês

Na célula adiposa, o glicerol fosfato é proveniente do gliceraldeído 3-fosfato, que vem da via da glicólise.

User badge image

Tatiane Sanches

Há mais de um mês

A armazenagem ocorre na forma de triacilgliceróis. Os lipídeos para armazenamento provem da nossa alimentação com gorduras e óleos, além da transformação de proteínas e carboidratos em lipídeos para estoque de energia. 

User badge image

Luciana Lemos Rangel

Há mais de um mês

Minha dúvida está na especificação da pergunta. Eu já sabia isso, a minha dúvida está relacionada a ausência de glicerol-3-quinase nos adipócitos. Se eles não possuem essas enzimas como conseguirão converter glicerol e ácidos graxos à triacilgliceróis?

Essa pergunta já foi respondida!