A maior rede de estudos do Brasil

difusao facilitada

como ocorre a difusão facilitada

Biologia CelularESTÁCIO

25 resposta(s)

User badge image

Lorena

Há mais de um mês

Processo de transporte de substancias na qual necessita de um receptor específico que com o encaixe chave-fechadura irá colocar a substancia para o meio intracelular. Esse receptor específico é uma proteína periférica da membrana citoplasmática. Ex: para a glicose entar na célula necessita da insulina, que ela vai ser o receptor da molecula. É um transporte passivo, ou seja, sem gasto de energia!

Processo de transporte de substancias na qual necessita de um receptor específico que com o encaixe chave-fechadura irá colocar a substancia para o meio intracelular. Esse receptor específico é uma proteína periférica da membrana citoplasmática. Ex: para a glicose entar na célula necessita da insulina, que ela vai ser o receptor da molecula. É um transporte passivo, ou seja, sem gasto de energia!

User badge image

Letícia

Há mais de um mês

A difusão facilitada, é um transporte passivo (não tem gasto de energia)
onde  as substâncias são postas para dentro das céluas atraves da ação das permeases, protéinas transportadoras que ficam atravessando a membrana (lembram do modelo mosaico fluido: "o mar de lipídios com proteínas deslizantes"?). Ou seja, literalmente essas substâncias pegam "carona" com a proteína

User badge image

Ariane

Há mais de um mês

A difusão facilitada é o transporte passivo de substâncias pela membrana plasmática, sem gasto de energia metabólica da célula, permitindo a passagem de substratos (moléculas ou íons) de um meio mais concentrado para um menos concentrado, através da específica mediação de proteínas transportadoras, enzimas carreadoras ou permeases, existentes ao longo da membrana plasmática. 

Não é por ser facilitada, que esse tipo de transporte ocorre desordenadamente, sem fluxo ou necessidade celular. As proteínas carreadoras possuem em sua estrutura sítios específicos de ligação conforme o substrato. 

A velocidade de difusão é controlada e limitada pela disponibilidade das permeases, e não pela concentração do soluto, ou seja, se todas as enzimas membranares estiverem com seus sítios ocupados, em atividade máxima de transporte, nenhuma influência terá a concentração do soluto, com relação à velocidade de difusão da substância para o interior ou exterior da célula. 

Outro aspecto regulador, não associado ao gradiente de concentração, é a liberação dos sítios de combinação, deixando-os receptivos conforme a exigência de absorção ou eliminação de partículas. 

Assim, a maximização ou minimização do transporte, depende da afinidade da enzima com o substrato e da liberação dos sítios de combinação mantida entre eles. 

Esse processo é utilizado principalmente no transporte de carboidratos, aminoácidos, vitaminas e alguns íons: sódio, potássio, cálcio.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes