A pessoa senil é absolutamente incapaz? - Direito Civil I