A maior rede de estudos do Brasil

Industrialização na Bahia, pós anos 90.

Quais programas de modernização, incentivo e subsidios , obteve as industrias, para se instalarem naBahia?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A principal forma de competição entre os estados brasileiros na corrida pela industrialização se deu em forma de competição fiscal nas últimas décadas. Na Bahia, não foi diferente.


Para obter investimentos na indústria, o estado adotou como principal instrumento político os incentivos fiscais. Por meios de programas como o Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998) foi incentivado uma integração de cadeias produtivas dentro do estado.


Em 2003, foram inseridos no Plano Estratégico da Bahia ações para manutenção do desenvolvimento industrial da Bahia, por meio de parcerias entre empresas públicas e privadas, financiamentos em áreas de tecnologia e infraestrutura, entre outros.


Os incentivos e subsídios foram formalizados em 1991 no Probahia (Programa de desenvolvimento da Bahia), o qual ofereciam juros e descontos favoráveis a empresas que se instalassem na região, como juros nominais de 3% ao ano e descontos para pagamentos antecipados.


Portanto, foram realizados programas de modernização e integração das cadeias produtivas como formalizado no Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998), baseado nos incentivos fiscais e subsídios de 1991 no Probahia, o qual oferecia juros de 3% ao ano e descontos favoráveis à pagamentos antecipados de empresas que se instalassem na região.

A principal forma de competição entre os estados brasileiros na corrida pela industrialização se deu em forma de competição fiscal nas últimas décadas. Na Bahia, não foi diferente.


Para obter investimentos na indústria, o estado adotou como principal instrumento político os incentivos fiscais. Por meios de programas como o Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998) foi incentivado uma integração de cadeias produtivas dentro do estado.


Em 2003, foram inseridos no Plano Estratégico da Bahia ações para manutenção do desenvolvimento industrial da Bahia, por meio de parcerias entre empresas públicas e privadas, financiamentos em áreas de tecnologia e infraestrutura, entre outros.


Os incentivos e subsídios foram formalizados em 1991 no Probahia (Programa de desenvolvimento da Bahia), o qual ofereciam juros e descontos favoráveis a empresas que se instalassem na região, como juros nominais de 3% ao ano e descontos para pagamentos antecipados.


Portanto, foram realizados programas de modernização e integração das cadeias produtivas como formalizado no Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998), baseado nos incentivos fiscais e subsídios de 1991 no Probahia, o qual oferecia juros de 3% ao ano e descontos favoráveis à pagamentos antecipados de empresas que se instalassem na região.

User badge image

Hannah

Há mais de um mês

Sobre a política de incentivo à industrialização na Bahia, segue: http://www.secti.ba.gov.br/parque/incentivos/indiretos/politica-de-incentivo-a-industria-na-bahia/

Incentivos diretos, indiretos e benefícios fiscais: http://www.secti.ba.gov.br/parque/incentivos/beneficios-fiscais/

Arquivo do Ministério da Educação de tema "A indústria na Bahia": http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/industr_ba.pdf

 

Boa sorte e bons estudos!

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A principal forma de competição entre os estados brasileiros na corrida pela industrialização se deu em forma de competição fiscal nas últimas décadas. Na Bahia, não foi diferente.


Para obter investimentos na indústria, o estado adotou como principal instrumento político os incentivos fiscais. Por meios de programas como o Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998) foi incentivado uma integração de cadeias produtivas dentro do estado.


Em 2003, foram inseridos no Plano Estratégico da Bahia ações para manutenção do desenvolvimento industrial da Bahia, por meio de parcerias entre empresas públicas e privadas, financiamentos em áreas de tecnologia e infraestrutura, entre outros.


Os incentivos e subsídios foram formalizados em 1991 no Probahia (Programa de desenvolvimento da Bahia), o qual ofereciam juros e descontos favoráveis a empresas que se instalassem na região, como juros nominais de 3% ao ano e descontos para pagamentos antecipados.


Portanto, foram realizados programas de modernização e integração das cadeias produtivas como formalizado no Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998), baseado nos incentivos fiscais e subsídios de 1991 no Probahia, o qual oferecia juros de 3% ao ano e descontos favoráveis à pagamentos antecipados de empresas que se instalassem na região.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A principal forma de competição entre os estados brasileiros na corrida pela industrialização se deu em forma de competição fiscal nas últimas décadas. Na Bahia, não foi diferente.


Para obter investimentos na indústria, o estado adotou como principal instrumento político os incentivos fiscais. Por meios de programas como o Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998) foi incentivado uma integração de cadeias produtivas dentro do estado.


Em 2003, foram inseridos no Plano Estratégico da Bahia ações para manutenção do desenvolvimento industrial da Bahia, por meio de parcerias entre empresas públicas e privadas, financiamentos em áreas de tecnologia e infraestrutura, entre outros.


Os incentivos e subsídios foram formalizados em 1991 no Probahia (Programa de desenvolvimento da Bahia), o qual ofereciam juros e descontos favoráveis a empresas que se instalassem na região, como juros nominais de 3% ao ano e descontos para pagamentos antecipados.


Portanto, foram realizados programas de modernização e integração das cadeias produtivas como formalizado no Programa estratégico de desenvolvimento industrial do estado da Bahia (1998), baseado nos incentivos fiscais e subsídios de 1991 no Probahia, o qual oferecia juros de 3% ao ano e descontos favoráveis à pagamentos antecipados de empresas que se instalassem na região.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas