A maior rede de estudos do Brasil

Quais são as técnicas e métodos mais utilizados em Avaliação Psicológica?

Que recursos os psicólogos utilizam frequentemente para fazer uma Avaliação Psicológica de forma geral.


4 resposta(s)

User badge image

Laís

Há mais de um mês

1. Quanto ao método quantitativo: são utilizados testes psicométricos (tabelas padronizadas para uma dada população), como: testes de inteligência (Wisc, Raven, R2...) técnicas expressivo gráticas psicométricas (HTP, desenho da figura humana), inventários de personalidade, inventários de traços ou estados afetivos (CAT), inventários de sintomas específicos, Escala de Maturidade Viso-motora (Bender).

2. Quanto ao método clínico propriamente dito: entrevistas de vários tipos, técnicas de associação, técnicas de construção, técnicas de complemento, técnicas expressivo gráficas, técnicas expressivo lúdicas, técnicas de ordenação, etc.

3. Quanto ao método organizacional: observação livre ou sistemática de várias situações, diretamente ou com a utilização de recursos técnicos.

A avaliação psicológica é mais ampla que o psicodiagnóstico, e seu objeto de estudo pode ser um sujeito, um grupo, uma instituição, uma comunidade, daí a importância dos trabalhos interdisciplinares já que o objeto a avaliar é sempre um sistema complexo, integrado por subsistemas diversos: biológico, psicológico, social, cultural, em interação permanente. O psicodiagnóstico está mais vinculado com a clínica, está vinculado com temas de interesse clínicos, tais como nosologias psicopatológicas, critérios de saúde psíquica, enfoques patogênicos e saudáveis. Logo, diagnosticar supõe situarmo-nos no plano do processo saúde-enfermidade e poder determinar em que medida se está ou não em presença de uma patologia ou transtorno que necessita de um determinado tipo de intervenção.

A entrevista é parte de um processo, basicamente como um processo de avaliação. Existem diversos tipos de entrevista, que irão se diferenciar de acordo com seu objetivo principal e com o trabalho que está sendo realizado. Quanto ao aspecto formal as entrevistas podem ser divididas em estruturadas (mais frequente em pesquisas), semi-estruturadas (modo padronizado) e de livre estruturação.

Quanto à classificação das entrevistas a partir de seus objetivos podemos dizer que há uma grande variedade. Dentre as mais estudadas:

1. Entrevista de triagem: objetivo principal: avaliar a demanda do sujeito e fazer um encaminhamento)

2. Entrevista de anamnese: levantamento detalhado da história do desenvolvimento da pessoa)

3. Entrevistas diagnósticas: visa a modificação de um quadro apresentado em benefício do sujeito)

4. Entrevistas Sistêmicas: focalizam a avaliação da estrutura ou da história relacional ou familiar.

5. Entrevista de devolução: tem por finalidade comunicar ao sujeito o resultado da avaliação.

Espero ter ajudado! :) 

1. Quanto ao método quantitativo: são utilizados testes psicométricos (tabelas padronizadas para uma dada população), como: testes de inteligência (Wisc, Raven, R2...) técnicas expressivo gráticas psicométricas (HTP, desenho da figura humana), inventários de personalidade, inventários de traços ou estados afetivos (CAT), inventários de sintomas específicos, Escala de Maturidade Viso-motora (Bender).

2. Quanto ao método clínico propriamente dito: entrevistas de vários tipos, técnicas de associação, técnicas de construção, técnicas de complemento, técnicas expressivo gráficas, técnicas expressivo lúdicas, técnicas de ordenação, etc.

3. Quanto ao método organizacional: observação livre ou sistemática de várias situações, diretamente ou com a utilização de recursos técnicos.

A avaliação psicológica é mais ampla que o psicodiagnóstico, e seu objeto de estudo pode ser um sujeito, um grupo, uma instituição, uma comunidade, daí a importância dos trabalhos interdisciplinares já que o objeto a avaliar é sempre um sistema complexo, integrado por subsistemas diversos: biológico, psicológico, social, cultural, em interação permanente. O psicodiagnóstico está mais vinculado com a clínica, está vinculado com temas de interesse clínicos, tais como nosologias psicopatológicas, critérios de saúde psíquica, enfoques patogênicos e saudáveis. Logo, diagnosticar supõe situarmo-nos no plano do processo saúde-enfermidade e poder determinar em que medida se está ou não em presença de uma patologia ou transtorno que necessita de um determinado tipo de intervenção.

A entrevista é parte de um processo, basicamente como um processo de avaliação. Existem diversos tipos de entrevista, que irão se diferenciar de acordo com seu objetivo principal e com o trabalho que está sendo realizado. Quanto ao aspecto formal as entrevistas podem ser divididas em estruturadas (mais frequente em pesquisas), semi-estruturadas (modo padronizado) e de livre estruturação.

Quanto à classificação das entrevistas a partir de seus objetivos podemos dizer que há uma grande variedade. Dentre as mais estudadas:

1. Entrevista de triagem: objetivo principal: avaliar a demanda do sujeito e fazer um encaminhamento)

2. Entrevista de anamnese: levantamento detalhado da história do desenvolvimento da pessoa)

3. Entrevistas diagnósticas: visa a modificação de um quadro apresentado em benefício do sujeito)

4. Entrevistas Sistêmicas: focalizam a avaliação da estrutura ou da história relacional ou familiar.

5. Entrevista de devolução: tem por finalidade comunicar ao sujeito o resultado da avaliação.

Espero ter ajudado! :) 

User badge image

Mariana

Há mais de um mês

As técnicas usadas vão depender de qual a demanda que está está sendo avaliada. Falando de forma generalista, existem dois tipos de ferramentas:

Instrumentos privativos do psicólogo, que seriam os testes psicológicos avaliados, aprovados e regulamentados pelo SATEPSI (Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos), que precisam ser comprados em um distribuidor autorizado. existem muitos testes para muitos tipos de avaliação, cabe ao psicólogo ter conhecimento destas ferramentas e aplicar as que achar adequadas. 

Instrumentos não-privativos do psicólogo, que são ferramentas que não são reguladas pelo conselho de psicologia (mas para serem consideradas devem ter embasamento teórico da mesma forma), como inventários, questionários, entrevista, técnicas de dinâmica de grupo, baralhos, jogos etc. 

Testes psicológicos aprovados pelo SATEPSI, entrevista psicológica e técnicas de dinâmica de grupo são chamados de fontes fundamentais, ou seja, para haver uma avaliação psicológica de fato, com laudo, parecer ou diagnóstico, uma dessas técnicas obrigatoriamente precisa ser usada no processo de avaliação. Outros instrumentos são considerados fontes complementares, que podem ser usadas para auxiliar o processo de avaliação, mas não podem por si só basear um laudo, parecer ou diagnóstico.

Para uma avaliação psicológica eficaz, é sempre recomendado o uso de mais de uma técnica de avaliação, por isso é importante que o avaliador tenha bastante conhecimento sobre as ferramentas e sobre avaliação psicológica no geral, pois fica a critério dele quais serão usadas e como serão analisados os resultados.

User badge image

Samara

Há mais de um mês

OS MÉTODOS UTILIZADOS EM UMA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA:

É utilizado testes psicométricos e estes devem ser aprovados pelo SATEPSI  (Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos), regidos pelo Conselho Federal de Psicologia e Conselho Regional de Psicologia: http://satepsi.cfp.org.br

Depende de qual método você está se referindo, por exemplo, para aplicar um teste que mede o nível de ansiedade dos individuos, normalmente é utilizado "As Escalas Beck" conhecido também como BAI, ou "O Inventário de ansiedade de Traço-Estado" conhecido também como IDATE.

Os testes de avaliação podem e devem ser somente aplicados por profissionais formados que possuem direito em carteira reconhecida pelo CRP.

TÉCNICAS UTILIZADAS:

Quanto as técnicas é muito comum o procedimento clínico, onde o paciente passa por uma terapia e isto vai da área em que o profissional atual, ou seja, vai desde técnicas de relaxamento, como técnicas técnicas mais abstratas como o hipnotismo! 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes